Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como elaborar uma carta de demissão de forma correta?

Por Camila SilveiraPublicado em

Pedir demissão é um momento delicado para qualquer profissional. Muitas vezes, porque o funcionário não sabe como e nem quando fazer o pedido e porque o proprietário pode ser pego de surpresa, de maneira negativa. Está passando por essa situação e deseja saber como elaborar uma carta de demissão de forma correta? Acompanhe e esclareça as suas dúvidas.

O que é uma carta de demissão?

Trata-se de um documento que formaliza a ideia que um funcionário tem de anular o contrato do trabalho vigente. Portanto, esse comunicado ajudará o departamento pessoal entender quais foram os motivos que levaram o funcionário a tomar essa decisão.

Como elaborar uma carta de demissão de forma correta?

É bastante importante levar em consideração alguns detalhes no momento de redigir a carta de demissão. Além disso, esse documento não deve constar desabafos ou reclamações sobre a empresa – a carta tem a finalidade de comunicar a sua saída.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

1. O documento deve ser escrito à mão

Primeiramente, você tem que saber que a carta de demissão precisa ser escrita à mão. Esse fator é fundamental para evitar qualquer dor de cabeça para a empresa, afinal, ela possuirá um documento redigido com a sua própria letra e terá como certificar que você não foi coagido a sair daquele emprego.

2. Seja objetivo

Ao escrever a carta de demissão, seja objetivo com suas palavras. Não é o momento para fazer reclamações sobre a empresa, mas sim para comunicar a sua saída. No entanto, se você realmente fizer questão de elaborar melhor a sua carta, procure ressaltar os pontos positivos e os aprendizados que você teve ao trabalhar lá. 

3. Não é preciso informar muitos detalhes

A boa notícia é que você não precisará explicar muito detalhadamente e nem dar tanta satisfação na sua carta de demissão. Sendo assim, procure esclarecer os motivos profissionais que fizeram você tomar essa decisão.

3. Tudo pronto! E agora?

Ao terminar de escrever, procure tirar duas cópias do documento: uma para com você e a outra para o empregador. Por fim, compareça ao departamento pessoal da sua empresa e entregue presencialmente a sua carta de demissão.

E aí, descomplicamos?

Essa não é uma decisão fácil de ser tomada, portanto, procure ser honesto e grato com a empresa que você trabalhou e, se quiser, consulte alguns modelos de carta de demissão para usar como referência.

Restou alguma dúvida? Deixe um comentário e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Mercado Pago: guia completo

Tipos de carro: principais características e diferenças

5 livros que mudarão sua vida financeira

3 conselhos básicos para alcançar a liberdade financeira

Inteligência artificial em soluções antifraude

Onde usar a carteira digital Apple Pay?

Digio estreia no Apple Pay: veja como ativar

Aplicativos colaborativos: conheça 4 Apps que podem facilitar a sua vida