Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Como o coronavírus tem impactado a economia?

Por Jennifer FigueiredoPublicado em

Desde que a epidemia do novo coronavírus começou e se alastrou por diversos países, o cenário econômico mundial sofreu abalos preocupantes. O resultado disso foi uma desaceleração na economia com efeitos também no Brasil.

Neste artigo, você acompanha as últimas informações apuradas por portais de notícias (G1, O Globo, UOL e El País), a respeito dos impactos que o COVID-19 tem trazido para o cenário econômico.

O novo Coronavírus (COVID-19)

O surto do novo Coronavírus (COVID-19) teve início na China, em dezembro de 2019. Desde então, a epidemia já atingiu mais de 60 países, incluindo o Brasil, com a recente confirmação de quatro pessoas diagnosticadas com o vírus em São Paulo, após retornarem de viagens internacionais com passagem pela Itália. Desde então, o número de casos suspeitos no país saltou para mais de 500.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Como se prevenir do contágio?

O Ministério da Saúde promove medidas de prevenção ao novo coronavírus, que consiste em adotar hábitos de higiene, como:

  • Lavar as mãos com água e sabão várias vezes ao dia;
  • Higienizar as mãos com álcool em gel 70%;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal (como copos e talheres);
  • Cobrir o nariz e a boca ao tossir ou espirrar;
  • Evitar tocar a boca, olhos e nariz com as mãos não lavadas;
  • Se doente, evitar contato próximo com outras pessoas e ficar em casa.

A preocupação da população em relação à saúde é grande, devido ao pouco conhecimento que se tem sobre o COVID-19. Mas, o vírus também afeta outro eixo importante e de grande impacto para muitas nações, a economia.

Impactos do coronavírus na economia

O primeiro abalo no setor econômico causado pelo coronavírus foi na China, considerada potência mundial. No país, fábricas e centros comerciais estão de portas fechadas devido a regiões que estão de quarentena. Sem o consumo de bens e serviços, a atividade econômica está reduzida, incluindo as exportações de insumos.

Da China para o mundo

A epidemia pelo novo coronavírus não afeta só a China, como também outros países do mundo. Viagens, partidas esportivas, cerimônias, shows e outros tipos de eventos estão sendo cancelados ou adiados pelas organizações.

Umas das consequências do COVID-19 para a economia é a respeito da paralisação na produção chinesa que afeta o fornecimento de diversos suprimentos e componentes em outras regiões, principalmente para a montagem de produtos eletrônicos e até de medicamentos.

Cenário econômico brasileiro

A China tem importante papel de importador de commodities do Brasil e fornecedor para a indústria nacional, em grande parte, de produtos de tecnologia. Com isso, o desabastecimento de componentes nas indústrias brasileiras só aumenta, o que logo ocasionará a suspensão na produção. O desequilíbrio entre oferta e demanda pode resultar no aumento dos preços dos produtos.

Desvalorização do Câmbio: a alta do dólar

O dólar comercial registrou novamente um aumento, chegando a máxima histórica de R$ 4.60, até a manhã de quinta-feira (5). Devido a isso, os econômicos preveem que o Copom (Comitê de Política Monetária) possa reduzir novamente a taxa básica de juros (4.25%) com o objetivo de evitar uma desaceleração ainda maior da economia brasileira.

Nos Estados Unidos, por exemplo, foi anunciado um corte extremo de 0,5 ponto percentual na taxas de juros, o que causou um efeito imediato na Bolsa de Valores de São Paulo que fechou com queda de 1,02% na última terça-feira (3).

Considerações

Certamente, há muito o que ser discutido sobre os efeitos do COVID-19 na economia brasileira e mundial. Um fenômeno global dessa magnitude pode causar muitas incertezas no mercado, provocando picos de instabilidade.

O que podemos ressaltar é que busque fontes de confiança para se manter informado sobre o novo coronavírus e evite o compartilhamento de notícias que parecem suspeitas. Em um momento de tensão como este, toda informação pode causar impactos entre as pessoas a sua volta.

Ficamos por aqui. Até breve.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Jennifer Figueiredo

Graduanda em Jornalismo pela Universidade do Oeste Paulista e Redatora na Foregon, gosta de falar sobre os produtos financeiros que oferecem as melhores vantagens. Nas horas vagas, procura a companhia de amigos para descontrair.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Trabalhador que recusar tomar vacina pode ser demitido por justa causa

PF deflagra operações contra fraudes no Auxílio Emergencial

Fase emergencial da quarentena no estado de SP: o que muda?

3 coisas que as empresas estão fazendo para superar a crise do Covid-19

5 princípios que devemos aprender em momentos de crise

O Auxílio Emergencial vai voltar em 2021?

Conheça o ‘Auxílio Emergencial’ para moradores da cidade de Belém

O que é necessário para receber a vacina contra o coronavírus?

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Especial coronavírus