Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como saber a taxa de juros de um empréstimo?

Por Camila SilveiraPublicado em

No momento de contratar um empréstimo, seja para Pessoa Física ou Jurídica, é imprescindível consultar as taxas de juros com antecedência para evitar surpresas, não é mesmo?

Para isso, o Banco Central disponibiliza em seu site um relatório com as taxas de juros das principais instituições financeiras do Brasil, que você pode acessar para comparar e, como resultado, economizar!

Saiba agora mesmo como fazer a consulta dessas informações no site do Banco Central e veja como é mais simples do que você imagina.

Como consultar a taxa de juros de um empréstimo pelo BC?

  1. Acesse o site do Banco Central;
  2. No menu principal, selecione a opção "Estatísticas";
  3. Na aba que vai abrir, clique em "Taxa de juros";
  4. Em seguida, na nova tela, selecione o tipo de crédito que você deseja e visualize as taxas de juros de cada instituição financeira.

Observação importante: no momento de realizar a pesquisa é importante se atentar para não misturar as modalidades oferecidas para Pessoa Física e Pessoa Jurídica.

Por que comparar as taxas de juros no Banco Central?

O principal motivo para utilizar a ferramenta disponibilizada pelo Banco Central é que a consulta permite que você faça um comparativo entre os valores cobrados nos principais bancos do país, resultando em mais economia no momento de contratar o seu empréstimo ou, até mesmo, financiamento.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Além disso, diferentemente do que muitas pessoas acham, as taxas de juros aplicadas no mercado não são sempre as mesmas, assim como as condições de pagamento e os termos de negociação.

Um exemplo disso é que os juros praticados para o crédito rotativo do cartão podem variar em até 771,76% ao ano.

Embora pareça ser um absurdo, é o que mostram os números reunidos pelo Banco Central para o período de 27 de maio a 02 de junho e 2020. Isso porque enquanto na Omni Financeira a taxa cobrada é de 790,46% ao ano, no Andbank a porcentagem é de 18,70%.

A variação pode ser significativa até mesmo nos bancos mais tradicionais do mercado. Confira:

  • Caixa Econômica Federal: 181,00% ao ano;
  • Banco do Brasil: 208,84% ao ano;
  • Bradesco: 201,46% ao ano;
  • Santander: 241,35% ao ano.

A grande vantagem é que você pode contar com informações completamente confiáveis e constantemente atualizadas, visto que esse é o canal oficial do Banco Central. 

Após analisar a taxa de juros, é possível acessar o site da própria instituição financeira para avaliar mais detalhes e demais condições do empréstimo desejado.

Taxa de juros no Banco Central para Pessoas Físicas

Para Pessoas Físicas, a lista de opções disponibilizada inclui modalidades de crédito com taxas pré-fixadas e pós-fixadas. Veja a lista a seguir:

Taxas pré-fixadas

  • Aquisição de outros bens;
  • Aquisição de veículos;
  • Cartão de crédito parcelado;
  • Cartão de crédito rotativo não regular;
  • Cartão de crédito rotativo regular;
  • Cartão de crédito rotativo;
  • Cheque especial;
  • Crédito pessoal consignado INSS;
  • Crédito pessoal consignado privado;
  • Crédito pessoal consignado público;
  • Crédito pessoal não consignado;
  • Desconto de cheques;
  • Financiamento imobiliário com taxas de mercado;
  • Financiamento imobiliário com taxas reguladas;
  • Leasing de veículos.

Taxas pós-fixadas referenciadas em TR

  • Financiamento imobiliário com taxas de mercado;
  • Financiamento imobiliário com taxas reguladas.

Taxas pós-fixadas referenciadas em IPCA

  • Financiamento imobiliário com taxas de mercado;
  • Financiamento imobiliário com taxas reguladas.

Taxa de juros no Banco Central para Pessoas Jurídicas

Por outro lado, para Pessoas Jurídicas, a quantidade de opções é menor, porém, todas as modalidades também estão divididas em pré-fixadas e pós-fixadas. Confira:

Taxas pré-fixadas

  • Antecipação de faturas de cartão de crédito;
  • Capital de giro com prazo até 365 dias;
  • Capital de giro com prazo superior a 365 dias;
  • Cheque especial;
  • Conta garantida;
  • Desconto de cheques;
  • Desconto de duplicata;
  • Vendor.

Taxas pós-fixadas referenciadas em juros flutuantes

  • Capital de giro com prazo até 365 dias;
  • Capital de giro com prazo superior a 365 dias;
  • Conta garantida.

Taxas pós-fixadas referenciadas em moeda estrangeira

  • Adiantamento sobre contratos de câmbio.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse artigo. Se você gostou, deixe a sua curtida ou o seu comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Transferência de financiamento de carro: saiba como fazer

Tipos de empréstimos: veja qual é a melhor opção para você

Financiamento imobiliário: guia completo para a casa própria

5 cuidados com empréstimo para seu nome não ficar sujo

Empréstimo consignado Bradesco. Entenda

A empresa meutudo é confiável? Veja como ela funciona

Empréstimo para MEI negativado: entenda

Foi aprovada a suspensão do empréstimo consignado? Entenda