Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Como se preparar para imprevistos financeiros?

Por Sabrina VansellaPublicado em

Segurança e total controle das situações, são ilusões. E isso também acontece nas finanças, mas sim, é possível minimizar os impactos de um imprevisto. 

O inesperado é justamente aquilo que não é esperado, e não parece abrir espaço para alguma estratégia, certo? Porém, um planejamento financeiro consegue no mínimo oferecer alguma garantia de segurança mesmo que por um pequeno período de tempo.

O imprevisível acontece, seja com gastos inesperados, um acidente, doença, perda de um emprego entre outros… E isso pode complicar sua vida financeira somado a outros problemas. Se na sua realidade é possível organizar as finanças, comece agora mesmo.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Para o mundo que incentiva o consumismo, o Brasil também falha na tarefa de poupar. De acordo com uma pesquisa realizada com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), 62% da população fez alguma economia em 2019 e portanto, começou 2020 sem alguma reserva financeira para emergência.

Crie uma reserva de emergência

A reserva de emergência é o dinheiro que deve ser poupado justamente para dar conta de algum imprevisto financeiro (e sim, eles acontecem mais do que o esperado). Mesmo que não saiba quando vai usar, guarde e que tenha acesso imediato caso algo aconteça.

Ser realista neste momento é o melhor, afinal, não adiantar ter uma reserva de emergência, mas passar necessidades. Estabeleça este valor a partir do seu orçamento.

Alguns indicam no mínimo 10% do salário mensal, mas nem para todos essa é uma realidade fácil. Assim sendo, apenas comece com o que você pode.

Mantenha um planejamento mensal

Sentir que o dinheiro não rende é algo bem comum na vida das pessoas. Pensando nisso, o controle de ganhos e gastos podem ter um papel fundamental no seu orçamento.

Existem diferentes modelos de orçamento online, desde regras, planilhas no Excel, mas calma, existe uma maneira mais simples: separe os gastos em categorias em algum caderno. Isso ajuda na visualização do seu consumo e do salário, e quem sabe evidencia despesas que podem ser cortadas. Coloque:

  • Dívidas: se livrar delas é essencial, considere financiamentos, parcelas atrasadas, entre outros;
  • Casa: gastos com faxina ou manutenção da casa, produtos de limpeza;
  • Alimentação: o que merece muita atenção, gastos com restaurantes e supermercado;
  • Serviços: internet, plano de celular, TV a cabo, plataformas de streaming;
  • Saúde: consultas, medicamentos, exames, convênio;
  • Moradia: aluguel, contas de luz, gás, água, IPTU;
  • Educação: livros, cursos, material escolar, mensalidades;
  • Transporte: estacionamento, combustível, transporte público, aplicativo de carros.

Invista em seguros

Um seguro tem o intuito de conseguir lidar com uma situação em um momento de fragilidade. Afinal, alguns imprevistos deixam a pessoa vulnerável. Morte familiar, roubo na casa, acidente pessoal, ocasiões sérias em que o dinheiro está envolvido no período.

E para isso o seguro pode ajudar, mas saiba escolher o que realmente te ajuda e não um que entrega mais problemas, o que é bem comum. Pois existem empresas que se aproveitam de períodos ruins para oferecer produtos caros e tendenciosos. 

Por consequência, hoje aproximadamente 15% dos brasileiros têm seguro de vida. Portando, apenas aceite uma proposta desburocratizada e que supra suas necessidades de uma maneira justa.

Informamos?

Esperamos ter ajudado. Obrigada por ler este artigo, não esqueça de curtir. Se tiver alguma sugestão ou dúvida, faça um comentário.

Até a próxima!

Leia também:

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Alugar meu imóvel ou investir em fundos imobiliários?

Portabilidade de investimentos: guia completo

Vale a pena investir em empresas recém-chegadas na Bolsa?

Invista como uma mulher: 5 destaques femininos no mundo dos investimentos

Liquidez diária nem sempre é a melhor para seus investimentos. Entenda

Entenda o que é efeito manada e como ele pode afetar os seus investimentos

Décimo terceiro salário: como e onde investir?

Investimento: opções para curto, médio e longo prazo