Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Conheça 7 impostos que você paga e nem sabe

Por Sabrina VansellaPublicado em

Que o Brasil é um dos países com maior cobrança de impostos não é segredo para ninguém, não é mesmo? Mesmo assim, muitas pessoas nem imaginam alguns dos impostos presentes no dia a dia. Pensando nisso, vamos te mostrar sete impostos que você paga e nem sabe.

Continue a leitura do artigo e saiba mais!

Entenda os dois tipos de impostos

No Brasil, existem dois tipos de impostos: os diretos e os indiretos. Para que você não tenha mais dúvidas, vamos te explicar a diferença entre os dois tipos. Confira:

Impostos diretos

Os impostos diretos são os mais conhecidos entre as pessoas e costumam estar em ações de compra, aquisição, posse ou ganhos. Por exemplo: ao adquirir um carro, você já tem consciência que deverá se preparar com o pagamento do IPVA anualmente.

Impostos indiretos

Os impostos indiretos são aqueles embutidos no valor total dos produtos. Geralmente, eles podem ser vistos em notas fiscais emitidas nas compras de produtos, bens ou serviços. Por exemplo: o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) é um imposto estadual que varia de acordo com cada estado e influencia no valor total ser pago em determinada compra.

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

7 impostos que você paga e nem sabe

1. Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU)

O IPTU é um imposto municipal previsto na Constituição Federal que deve ser pago anualmente tanto por Pessoas Físicas quanto por Pessoas Jurídicas que possuem imóveis localizados em zona ou extensão urbana.  O valor desse imposto se atrela ao valor do imóvel caso ele seja colocado à venda.

2. Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA)

O IPVA também está previsto na Constituição Federal e é um imposto estadual que incide sobre a propriedade de veículos. Normalmente, ele é calculado sobre o valor do veículo, mas o percentual pode variar de acordo com cada estado. Esse tributo deve ser pago anualmente, geralmente no início do ano. 

3. Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF)

O IRPF é um imposto federal cobrado de Pessoas Físicas que tenham recebido uma determinada quantia anual. Nesse caso, o valor pode variar de ano para ano, mas todos os indivíduos que ganham acima do valor mínimo devem se preparar para prestar informações através da Declaração de Ajuste Anual.

4. Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis Inter-Vivos (ITBI)

Ao comprar ou vender um imóvel, é necessário recolher o ITBI que deve ser pago por quem adquiriu o imóvel. Esse imposto é de competência nacional e o pagamento deve ser feito pelo Cartório de Registo de Imóveis.

5. Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)

Basicamente tudo que você compra conta com a incidência do ICMS. Esse imposto é de competência estadual e varia de acordo com o valor estabelecido por cada estado do Brasil e o tipo de produto.

6. Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

O IOF é um imposto federal que incide em operações de crédito, câmbio, seguro e operações no que diz respeito a títulos e valores imobiliários, ou seja grande parte das operações financeiras. A cobrança varia de acordo com cada operação, além de acontecer variações nos valores em função das alíquotas utilizadas.

7. Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI)

O IPI é um imposto federal que incide em produtos nacionais e importados, basicamente em todos aqueles que são industrializados, como automóveis e eletrodomésticos. Normalmente ele é cobrado logo após o produto sair da fábrica ou no porto.

E aí informamos?

Esperamos que você tenha entendido mais sobre os impostos. Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, faça um comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Desenquadramento MEI: Como Funciona e Quais as Vantagens?

Décimo Terceiro dos Aposentados em 2022: Como vai Funcionar?

Declaração de Isenção de Imposto de Renda: Como Fazer?

Agência 3880 da Caixa: o que é, Onde Fica e Qual o Telefone?

Isenção de Imposto de Renda: Como Funciona?

Permuta: Significado, Exemplos e Como Fazer

Adesivo para Cartão de Crédito: Veja Como Funciona

Índices de Reajuste de Aluguel: IGP-M ou IPCA?