Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Conheça o projeto de lei que quer acabar com dinheiro físico no Brasil

Por Thais SouzaPublicado em

Que o cartão de crédito e novos meios de pagamento estão se tornando cada vez mais viáveis no país, isso todos sabem. Mas, você já imaginou não ter mais contato algum com o dinheiro físico daqui cinco anos? É esse o objetivo que um projeto de lei da Câmara dos Deputados deseja alcançar e, neste artigo, você vai entender melhor como funciona.

O que você procura?

Projeto de lei que quer acabar com dinheiro físico no Brasil

Segundo o autor do projeto de lei 4068/2020, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), ele quer acabar com o dinheiro físico no Brasil nos próximos cinco anos. O motivo disso seria a corrupção, lavagem de dinheiro e o tráfico de drogas, que ficariam quase impossíveis sem as cédulas de real. Os assaltos e arrombamentos em caixas eletrônicos e bancos também diminuiriam. 

Outro aspecto que melhoraria drasticamente com a substituição do dinheiro físico seria a sonegação de impostos, um problema enfrentado todo ano pela Receita Federal. Isso seria possível pois todas as operações seriam rastreadas e registradas, como no cartão de crédito e débito, por exemplo. 

Como funcionaria o fim do dinheiro físico no Brasil? 

De acordo com o texto do projeto, a proibição do uso de dinheiro físico aconteceria em duas etapas. Na primeira, as notas de R$ 50, R$ 100 e R$ 200 deixariam de circular em até um ano. Já as cédulas menores que R$ 50, que são as mais utilizadas, sairiam de circulação em até cinco anos. 

Após esse processo, a Casa da Moeda, que produz o dinheiro do Brasil, continuaria existindo com a função de criar tecnologias e soluções digitais para melhorar e facilitar os processos e pagamentos através de carteiras digitais, cartões e outros meios.

Fim do dinheiro físico: será que é possível?

Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), os pagamentos digitais representaram 43% do consumo das famílias brasileiras somente no ano de 2019. 

De fato, com ascensão dos bancos e carteiras digitais, além da facilitação do acesso aos cartões de crédito e débito, muitos processos, como pagar uma conta ou parcelar uma fatura, se tornam muito rápidos, práticos e simples. 

Contudo, o brasileiro ainda utiliza muito o dinheiro físico e, portanto, esse projeto de lei, se aprovado, levaria muito mais tempo, pois envolve costumes e uma adaptação longa. 

Para se ter uma ideia, na pandemia de Covid-19, com os auxílios e benefícios oferecidos pelo governo, a população começou a utilizar muito mais o dinheiro físico, o que na verdade deveria ter sido ao contrário.

PIX: uma alternativa para diminuir a circulação de cédulas 

Com a chegada do sistema de pagamentos do Banco Central, PIX, os brasileiros poderão fazer transferências e pagamentos de forma instantânea, inclusive nos finais de semana e feriados. O que pode ser uma alternativa para diminuir a circulação do dinheiro físico e facilitar a vida de todos os envolvidos. Conheça melhor o PIX:

Descomplicamos?

Conta para a gente o que você acha desse projeto de lei aqui nos comentários. Ou, se preferir, deixe sua dúvida ou sugestão que estraremos em contato com você. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Foregon participa da 9ª edição da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo

Foregon Marca Presença na 6ª Edição do CX Summit

Foregon está no TOP 10 Fintech – Distrito Awards 2022

Foregon está entre as Melhores Empresas para Trabalhar GPTW – Tecnologia da Informação 2022.

Nubank Ultravioleta: nova Regra para Isenção de Anuidade

Consignado do Auxílio Brasil: Caixa já liberou R$ 1,8 bilhão

Nucoin: conheça a moeda digital que será lançada em 2023

Feirão Serasa Limpa Nome: até 99% de Desconto nas Dívidas