Foregon.comConteúdos

Como funciona o consórcio de Carro Santander?

Por Guilherme GadelhaPublicado em
Compartilhe

Quem busca por um consórcio de carro, sabe como é difícil encontrar a opção ideal para o seu bolso. O banco Santander busca oferecer condições acessíveis a quem está atrás de um carro novo. Para conhecer todos os detalhes e descobrir se ele é o ideal para você, é só continuar a leitura do nosso texto.

Consórcio

O consórcio é o jeito mais barato de adquirir os seus bens. Por meio dele, você se junta com outras pessoas com a finalidade de comprar algo em comum. A ausência de juros permite que o consumidor arque com taxas mais acessíveis. 

Entretanto, é necessário esperar a sua contemplação para adquirir o automóvel. Nós iremos falar mais sobre isso abaixo: 

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Condições de consórcio de Carro Santander

Para ficar por dentro dos valores e condições estipuladas pelo Santander, nós separamos alguns números importante para você conhecer antes de decidir contratar o consórcio. Veja abaixo:

Valor máximo: R$ 100.590,00

Parcela mínima: R$ 252,59

Prazo máximo: 72 meses

Valor mínimo: R$ 14.845,00

Em relação às taxas referenciais, o consórcio cobra apenas os itens de fundo de reserva, taxa administrativa e fundo comum.

Quais são os tipos de contemplação?

Quando falamos de consórcio, é importante lembrarmos que o sorteio é a principal forma de alcançar a sua contemplação. O Santander consórcio realiza um sorteio mensalmente, onde uma pessoa é contemplada com a carta de crédito. 

Para conseguir a sua carta de crédito de forma mais rápida, é importante se ligar no lance. Por meio dele, você faz uma oferta para quitar uma porção da carta de crédito. Ao oferecer o maior lance, já possível ser contemplado. Em casos de empate, o consórcio pode pedir um lance adicional ou realizar um sorteio somente entre os consorciados empatados.

Através da modalidade de Lance Livre, o consórcio Santander permite que o consorciado ofereça qualquer valor, desde que ele seja superior a 1% do que falta para quitar o consórcio.

O jeito mais normal de abater o valor do lance do montante total é recorrendo a quitação das últimas parcelas, de trás para frente. Contudo, o cliente pode preferir amortizar em ordem normal de pagamento em relação às parcelas. 

O Lance Diluído também é uma opção. Com ele você pode abaixar o preço das parcelas seguintes, subtraindo o valor total da carta de crédito pela quantia do lance e ainda divide pelo número de meses que restam para pagar.

Como fazer o pagamento do lance?

Existem duas formas de fazer o pagamento do lance: Lance com recursos próprios e lance embutido.

Lance Embutido

Conhecido também como Lance Facilitado, ele permite que o consumidor use parte da própria carta como lance. Contudo, caso o consorciado seja contemplado, o lance dado é descontado do valor completo da carta de crédito.

Geralmente, esse lance conta com um limite que já vem estabelecido em contrato. Vale lembrar que o consorciado pode também somar recursos pessoais. Ao acumular a maior quantia, as suas chances de ser contemplado aumenta.

Lance com recursos próprios

Como o próprio nome diz, o lance com recursos próprios permite com que o consorciado ofereça uma quantia de dinheiro. Contudo, essa modalidade exige que o cliente já tenha uma o valor na poupança para oferecer o lance. 

Um ponto que vale a pena destacarmos é que o consorciado também pode ofertar a quantia do lance de uma vez, ou realizar essa tarefa por meio do Lance Automático, que permite o adiantamento do pagamento de parcelas

Caso você ainda tenha dúvida, saiba que a parcela adiantada são as que você paga além das que são cobradas mensalmente. Por tratar-se de algo cumulativo, elas se somam de forma automática para gerar um lance.

Consórcio é melhor que financiamento?

As suas necessidades devem ser o principal parâmetro para descobrir qual das opções é a melhor para você. Caso você alguma dúvida, é válido checar todas as características de ambos os serviços. Para não te deixar na mão, nós fizemos um conteúdo falando sobre os dois. Para descobrir qual deles é o ideal para você, é só clicar aqui.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Guilherme Gadelha

Publicitário e Redator na Foregon. Gosta do universo financeiro e tem a escrita como hobby e profissão.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Consórcio

    Consórcio Chevrolet: dúvidas sobre parcelas e boleto

  • Consórcio

    Qual a diferença entre carta de crédito e consórcio?

  • Consórcio

    É possível fazer um consórcio para negativado?

  • Consórcio

    Mycon: conheça o consórcio digital e suas taxas de juros

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Consórcio