Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Coronavírus: como prorrogar a data de vencimento de dívidas?

Por Camila SilveiraPublicado em

O Conselho Monetário Nacional anunciou uma nova medida que visa a prorrogação de dívidas para as pessoas físicas e micro/pequenas empresas dos cinco maiores bancos do país, durante a pandemia do novo coronavírus. Nesse artigo, você vai aprender como solicitar a suspensão desses contratos e verificar quais fatores deve se atentar. 

Prorrogação de dívidas: entenda melhor essa medida

O Banco do Brasil, Santander, Bradesco, Itaú Unibanco e a Caixa Econômica Federal farão uma prorrogação da data de vencimento de dívidas, com o propósito de amenizar todos os efeitos negativos causado pelo novo coronavírus. No entanto, essa medida não será válida para cheque especial e cartão de crédito.

É preciso ficar atento ao renegociar essa dívida e saber se o banco está oferecendo essa pausa no contrato, sem a cobrança de juros. Além disso, é necessário confirmar com a instituição financeira se não haverá o acúmulo de parcelas, passados os 60 dias, e verificar se a pontuação de crédito (score) do cliente vai alterar após a suspensão do contrato.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Caixa Econômica Federal

A Caixa informou que adiará por 60 dias o prazo para famílias que possuem dívidas de empréstimo pessoal e empresas que buscam capital de giro. "Havendo necessidade, podemos expandir a pausa no pagamento das dívidas de 60 para 90 ou 120 dias", disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em entrevista para o site UOL.

Banco Bradesco

De acordo com o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, os bancos provavelmente terão de dar mais prazo para o pagamento de dívidas além da prorrogação de 60 dias já realizada. O Banco Bradesco já prorrogou 1,2 milhão de financiamentos, em parcelas que estavam previstas para vencer em abril e maio e nas taxas de juros originais do contrato. 

Banco do Brasil

O Banco do Brasil liberou as operações de crédito para garantir a liquidez financeira das micro/pequenas empresas nesse período de crise. Os clientes poderão prorrogar as próximas duas parcelas a vencer, que serão migradas para o final do cronograma de pagamento de suas dívidas.

Além disso, a incidência de juros será desfeita ao longo de todo o cronograma de pagamentos. "O propósito é garantir que as micro e pequenas empresas não precisem dispor de seus caixas para pagar empréstimos nesse momento, liberando recursos para garantir o pagamento de funcionários e fornecedores", afirma a imprensa do BB, no próprio site da instituição.

Itaú Unibanco

O Itaú Unibanco prorrogou mais de 140 mil contratos de crédito para pessoas físicas e jurídicas, devido à crise causada pelo coronavírus. De acordo com a instituição, os contratos incluem todas as modalidades que fazem parte da ação: capital de giro, empréstimo pessoal, crédito imobiliário e financiamento de veículos.

Portanto, todos os clientes que contrataram uma dessas linhas de crédito podem prorrogar a primeira parcela do empréstimo aberto por 60 dias, mantendo a taxa de juros acordada inicialmente. 

Santander

O Santander vai prorrogar automaticamente, por 60 dias, as parcelas de crédito vencidas desde o dia 16 de março ou que tenham prestações a vencer até o dia 15 de maio, mantendo as mesmas condições acordadas no contrato inicialmente.

A prorrogação automática inclui as linhas de crédito pessoal, unificado, renegociação e Crédito Direto ao Consumidor (CDC) feito na agência. No caso do financiamento imobiliário e crédito com garantia de imóveis, será concedida carência de 60 dias. 

Como prorrogar a data de vencimento de dívidas?

Procure entrar em contato com o seu banco e apresente o seu caso para saber quais são as condições para prorrogar a dívida de até 60 dias. Entenda que a medida é válida para os contratos que estejam em vigência, com pagamentos em dia.

É necessário ir até uma agência física durante o procedimento?

Não é necessário ir até uma agência física para obter informações ou renegociar prazos. Você pode ligar para o seu gerente ou utilizar canais de atendimento digitais para entrar em contato com o seu banco. 

A prorrogação de dívidas é automática?

Não é automática. Para solicitar o prolongamento de dívidas, você precisará entrar em contato com o seu banco para renegociar o prazo, que deverá ser estendido por até 60 dias. 

A medida também é válida para boletos de consumo?

Não é válida para boletos de consumo, como água, luz, telefone ou de impostos. Isso porque se referem a tarefas prestadas por concessionárias de serviços públicos e governos. O cheque especial e o cartão de crédito também não estão inclusos nessa medida.

Restou alguma dúvida?

Para esclarecer todas as suas dúvidas, entre em contato com o seu banco por meio dos canais digitais ou telefone. Dessa forma, você saberá quais tipos de dívidas são válidas, se a instituição poderá cobrar juros e se você tem uma garantia de conseguir uma prorrogação.

Esperamos ter ajudado. Até breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Liberado novo saque da 4ª parcela do Auxílio Emergencial: veja como sacar

SP Acolhe: saiba tudo sobre o auxílio de R$ 300 e veja como se inscrever

Governo de SP inicia pagamentos do ‘Vale Gás’ e ‘SP Acolhe’. Veja como sacar

Prorrogação do Auxílio Emergencial 2021: o que mudará?

Pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial é antecipado: veja as datas

Confirmado: governo anuncia prorrogação do Auxílio Emergencial até outubro de 2021

Terapia popular: opções gratuitas que promovem saúde mental e financeira

Governo de SP pagará auxílio de R$ 300 a parentes de vítimas do Covid-19