Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Coronavírus: quem terá direito ao auxílio de R$ 600?

Por Claudia BorgesPublicado em

O presidente Jair Messias Bolsonaro sancionou na última quarta-feira (01) a lei que determina o pagamento de uma Renda Básica Emergencial, por 3 meses, aos trabalhadores informais e pessoas afetadas pelo coronavírus. O valor do benefício será de R$ 600 mensais. Saiba mais.

A medida de isolamento social imposta para combater o coronavírus, apesar de necessária, acabou prejudicando os trabalhadores informais, que tiveram suas rendas afetadas pela pandemia de Covid-19. O projeto de lei, que foi votado com unanimidade tanto na Câmara dos deputados, quanto no Senado, visa amenizar a situação para essas pessoas.

A Lei nº 13.982 foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União no fim da tarde de quinta-feira (2). Essa publicação torna oficial a lei e é necessária para que o benefício possa ser concedido.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Quem tem direito ao benefício?

Terá direito ao benefício trabalhadores informais, que tenham mais de 18 anos e cumpram os seguintes requisitos:

  • Não recebam nenhum benefício previdenciário ou assistencial;
  • Que não estejam recebendo seguro desemprego;
  • Não participem de nenhum programa de transferência de renda federal (exceto Bolsa Família);
  • Ter renda familiar de até 3 salários mínimos (R$ 3.135) ou renda familiar por pessoa de 1/2 salário mínimo (R$ 522,50);
  • Renda total anual de 2018 não pode ultrapassar o valor de R$ 28.559,70.

Além dos requisitos pessoais, o beneficiário deve estar enquadrado nas condições abaixo:

  • Ser Microempreendedor Individual (MEI);
  • Contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS);
  • Trabalhador informal que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);

A lei determina, ainda, que até 2 pessoas de uma mesma família podem receber o benefício. Já as mães solo e chefes de família terão direito a duas cotas, recebendo R$ 1.200.

Para beneficiários do Bolsa Família, a lei estabelece que seja pago apenas o mais benéfico ao cidadão. Portanto, se você recebe um valor maior que o da Renda Básica Emergencial, não receberá o benefício.

Como fazer o cadastro?

A solicitação para recebimento da Renda Emergencial pode ser feita de duas maneiras: através do site Auxilio Emergencial ao cidadão ou baixando o aplicativo, que está disponível para Android e iOS. Após solicitar seu benefício, você deve consultar o status do seu pedido. A previsão é de que o pagamento seja liberado em 48h após o cadastro, mas todos passam por análise.

Devido ao grande número de cadastro, o site pode passar por alguma instabilidade. Nesse caso orientamos que tente em outro momento.

Como vai ser feito o pagamento?

O pagamento será feito por meio de contas do tipo poupança social digital. Será realizado pelos bancos federais. Além disso, essa conta permanecerá aberta durante o período de recebimento do benefício. Pessoas que recebem Bolsa família, poderão utilizar a mesma conta para recebimento da Renda Básica Emergencial.

Quer ficar informado sobre a pandemia de coronavírus e os impactos que está causando na sociedade? Fizemos uma série de conteúdos sobre o tema, deixaremos listados abaixo:

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Claudia Borges

Estudante de Jornalismo e estagiária de Redação na Foregon. Alia seu conhecimento na área administrativa com sua paixão por escrever e sempre busca agregar conhecimento em seus textos.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Trabalhador que recusar tomar vacina pode ser demitido por justa causa

PF deflagra operações contra fraudes no Auxílio Emergencial

Fase emergencial da quarentena no estado de SP: o que muda?

3 coisas que as empresas estão fazendo para superar a crise do Covid-19

5 princípios que devemos aprender em momentos de crise

O Auxílio Emergencial vai voltar em 2021?

Conheça o ‘Auxílio Emergencial’ para moradores da cidade de Belém

O que é necessário para receber a vacina contra o coronavírus?