Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Corretoras de Criptomoeda: Como evitar ciladas? Veja algumas dicas

Por Guia do InvestidorPublicado em

Se você está pensando em comprar criptomoedas e outros ativos criptos como os NFTs, usar uma corretora ou exchange é uma das opções mais fáceis para isso.

Essas plataformas surgiram antes mesmo do bitcoin ser um ativo tão popular e, com o passar do tempo, elas foram crescendo, se popularizando e ganhando cada vez mais espaço no mercado.

Mas com tantas opções disponíveis para os usuários, vieram também os riscos de entrar em uma armadilha criada por golpistas para fazer você perder dinheiro. Vamos saber mais sobre isso e como se proteger.

Golpes mais comuns

Você não precisa procurar muito na internet para encontrar relatos antigos e recentes de pessoas que perderam dinheiro em exchanges que simplesmente fecharam as portas.

Outras, foram supostamente hackeadas e perderam os ativos que seus clientes tinham. Houve casos até de proprietários que morreram, levando com eles as chaves secretas da carteira da plataforma, bloqueando o acesso aos fundos para todo o sempre.

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Um outro tipo de golpe, mais recente, são as plataformas de robô trade, que oferecem a compra e venda de criptomoedas, com um diferencial. 

Eles além de permitir que você opere, também possuem um robô de negociação automática, onde você consegue manter seus ativos rendendo e gerando lucro. Muitas dessas plataformas, contudo, são apenas esquemas de pirâmide, disfarçadas de plataforma de investimento cripto.

Mas afinal, como evitar se expor a tantos riscos e garantir que suas reservas estão bem protegidas? A resposta para essa pergunta não é tão complicada quanto parece.

Existem alguns passos necessários que podem diminuir e muito os riscos na hora de investir.

Lembre-se: corretora não é banco

O primeiro e mais recomendado caminho para evitar riscos desnecessários é sempre ter em mente que uma exchange é uma plataforma feita para operar, ou seja, comprar e vender criptomoedas. Evite a todo custo guardar dinheiro nelas. Para isso, existem as carteiras de criptomoedas.

Esse é sem dúvida o principal motivo para tantas pessoas perderem seus ativos. A grande maioria dos usuários, principalmente os iniciantes, ainda guardam valores em corretoras e, apesar de ser um erro clássico, ainda é muito comum. Além disso, se você não pretende vender seus ativos, não faz sentido guardá-los na exchange. 

Pesquise pela reputação da corretora

Um outro ponto que deve ser observado é sempre ficar de olho na reputação da corretora. Essa sem dúvidas é uma das maneiras mais fáceis de saber se uma corretora é confiável ou não.

Basta pesquisar postagens em blogs, redes sociais e plataformas como o Reclame Aqui, com relatos de usuários insatisfeitos com os serviços prestados em uma determinada corretora.

Assim, caso uma plataforma possua muitas reclamações e avaliações negativas, evite operar com ela. As chances de você ter algum problema com ela no futuro são grandes.

Mas não se engane, o fato de você não encontrar reclamações da sua corretora favorita, também pode ser um sinal de alerta.

Isso porque, uma corretora pode ser tão pequena e irrelevante, que você simplesmente não consegue encontrar informações dela na internet e isso pode ser um problema.

Atenção para a relação com clientes

Procure sempre operar em plataformas que tenham peso no mercado, ou que tenham ao menos redes sociais ativas e um bom convívio com a comunidade. 

Uma empresa séria busca ter uma boa relação com seus clientes e isso acontece em todos os aspectos. Ou seja, não importa onde você busque, você sempre vai encontrar uma empresa organizada e ativa. 

Se as redes sociais da corretora, por exemplo, são frequentemente atualizadas com informações relevantes e uma boa taxa de comentários positivos, isso já pode ser tomado como um ponto muito positivo.

Isso demonstra um certo interesse da corretora em prestar um bom serviço e manter uma comunicação mais próximo com seus usuários.

Em suma, evitar entrar em plataformas desconhecidas, irrelevantes, com má fama e sempre manter seus ativos com você e não com outras pessoas são sem dúvida os principais passo que tudo flua com total segurança e que você não corra por riscos desnecessários na hora de investir o seu dinheiro.

Por Fernando Américo, redator de criptomoedas, mercado digital e empreendedorismo. Entusiasta do mundo cripto desde 2015, também fundou a agência oniuan.com. | LinkedIn 
Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Guia do Investidor

Nós acreditamos na simplicidade e na transparência das relações, por isso descomplicamos os bancos

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Bitcoin: Descubra aqui quais são suas vantagens e suas limitações

Inflação: imprimir dinheiro é prejudicial para a economia?

Não é preciso muito dinheiro para investir em cripto

Qual é o futuro da mineração de criptomoedas?

Você soube do hard fork da Ethereum?

Dividendos: o que é e como funciona o investimento em renda passiva?

Quem pode ganhar adicional de 25% na aposentadoria?

Corretoras de Criptomoeda: Como evitar ciladas? Veja algumas dicas