Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Crediário: saiba tudo sobre essa modalidade de crédito

Por Camila SilveiraPublicado em

Por muito tempo, o crediário foi uma das principais formas de pagamento utilizada pelos consumidores brasileiros, no entanto, ele acabou perdendo força com a ascensão do cartão de crédito.

Apesar disso, essa modalidade ainda é uma opção para quem não quer comprometer o limite do cartão. Saiba tudo sobre o crediário, neste artigo, quais são os seus benefícios e se essa é uma boa opção de crédito para você! 

Crediário: o que é e como funciona?

No crediário, o valor do produto é dividido em parcelas e datas fixas e o consumidor recebe uma caderneta com a quantidade de folhas referentes ao parcelamento.

Por exemplo: se você comprar uma TV em 24 vezes, receberá 24 folhas na sua caderneta, que deverão ser pagas todos os meses até a quitação da dívida.

É possível pagar o crediário em até 48 vezes, mas o juros dessa modalidade de crédito pode chegar a até 6% ao mês, de acordo com o Banco Central (BC).

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Como no cartão de crédito, o consumidor passa por uma análise, que pode ser realizada por uma instituição financeira ou pela própria loja que você pretende fazer a compra, para ter a liberação do serviço.

Lojas que oferecem crediário

Embora a quantidade de comércios que oferecem esse tipo de serviço tenha diminuído, algumas lojas ainda disponibilizam o crediário aos consumidores. Algumas delas são:

  • Casas Bahia;
  • Magazine Luiza;
  • Lojas Colombo;
  • Pernambucanas;
  • Lojas Americanas;
  • Ricardo Eletro;
  • Renner;
  • Lojas Torra;
  • Entre outras.

Como contratar um crediário?

Para contratar esse serviço, é necessário ter alguns documentos em mãos. Veja quais são eles:

  • Um documento oficial com foto (RG, passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda (carteira de trabalho, extrato bancário ou holerite);
  • Dois telefones para contato.

É importante destacar que o processo de abertura de um crediário pode ser realizado de forma presencial, na loja, ou de maneira virtual, também conhecido como crediário online, ou carnê virtual. Após enviar todos os documentos solicitados, a loja fará uma análise de crédito para saber se você será aprovado ou não.

Conheça os tipos de crediário

Existem três tipos de crediário: o garantido, o próprio e o financiado. A principal diferença entre eles está na garantia de pagamento. Confira os detalhes de cada opção:

1. Garantido

Nessa modalidade, a loja contrata uma administradora que fica responsável por liberar o crédito para o consumidor. Dessa forma, ela também se responsabiliza pelos pagamentos e pela cobrança em caso de inadimplência.

2. Próprio

Já no crediário próprio, modalidade mais conhecida, a loja fica responsável por conceder o crédito aos clientes, assumindo 100% dos riscos. Neste caso, o consumidor realiza o pagamento das parcelas no próprio comércio.

3. Financiado

Nessa categoria, a loja obtém o capital de uma determinada instituição financeira para, assim, liberar o crédito ao cliente. O pagamento, neste caso, é realizado diretamente à instituição.

Como pagar as parcelas do crediário?

Como foi dito anteriormente, as parcelas podem ser pagas diretamente na loja, se for o caso do crediário próprio. 

Dependendo do carnê, as prestações também podem ser pagas em uma agência bancária ou um caixa eletrônico, com código de barras disponível na folha, e até mesmo pelo Internet Banking.

De toda maneira, é essencial olhar as instruções de pagamento com atenção, já que elas podem mudar de acordo com cada tipo de crediário.

Posso conseguir um crediário com o nome negativado?

Quem está com o nome restrito nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Boa Vista, pode enfrentar maiores dificuldades na liberação de crédito. No entanto, a boa notícia é que não é impossível. Tudo vai depender das regras e exigências de cada loja ou instituição financeira.

No momento da abertura do crediário, é necessário indicar o produto que você deseja comprar, já que a análise é realizada de acordo com o valor da compra. Isso significa, portanto, que quanto mais alto o preço do produto, mais difícil poderá ser a obtenção do crédito, devido à negativação.

Uma maneira de facilitar a liberação é apresentando ao setor de análise um carnê quitado, seja ele da própria loja ou da concorrência. Assim, a empresa poderá conhecer melhor o seu perfil de consumidor e liberar crédito com maior facilidade.

Crediário x cartão de crédito

Benefícios

  • Menores taxas de juros: os juros do cartão de crédito giram em torno de 12% ao mês. Por outro lado, o juros do crediário fica em média de 6%. Além disso, caso o consumidor tenha um histórico de bom pagador na loja, é possível negociar descontos, já que a relação é mais próxima;
  • Mais prestações: em geral, os cartões de crédito parcelam em até 12 vezes. Já o crediário permite o parcelamento em até 48 vezes, o que já garante um valor mais baixo para pagar durante os meses;
  • Não compromete o limite do cartão: para quem tem o limite baixo no cartão de crédito, essa é uma das principais vantagens do crediário. Afinal, essa é uma das formas de comprar sem precisar usá-lo.

Desvantagens

  • Menor controle das contas: o cartão de crédito reúne todas as suas dívidas em uma única fatura, o que ajuda a visualizar e planejar os gastos futuros. O crediário, por sua vez, tem apenas as parcelas de uma loja em específico. Caso o consumidor não tenha educação financeira, isso pode ser prejudicial para o orçamento;
  • Maior risco de endividamento: parcelar algo em 48 vezes pode aumentar o risco de se endividar, visto que é um prazo muito longo para pagamento e outras necessidades e emergências surgirão pelo caminho.

Vale a pena abrir um crediário?

Assim como todas as linhas de crédito disponíveis no mercado, é preciso fazer uma avaliação do seu momento financeiro e dos seus objetivos para saber se o crediário é a opção ideal para você. Esse serviço possui suas vantagens e desvantagens, portanto, avalie as informações com calma.

Conheça bem a modalidade e o que ela pode te oferecer e tenha um planejamento financeiro que permita a avaliação de todas as suas despesas para não comprometer a sua renda mensal. Além disso, é necessário avaliar a real necessidade da compra no crediário, ou seja, se o produto desejado é essencial ou um gasto supérfluo.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse artigo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Como saber se uma instituição financeira é confiável?

Conheça os 3 bancos que mais liberam limite de crédito

Como eliminar restrições no CPF e ficar com o nome limpo

Erro X5 na Caixa: o que é e como resolver?

Saiba como aproveitar as férias com pouco dinheiro

BBB22: quanto custa e como assinar o pay-per-view?

Aprenda organizar seu dinheiro com o Finanças+ do BTG+

IPTU 2022: saiba quais são os aumentos e descontos para algumas capitais do país