Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Crédito rotativo sobe e chega a 339,5% ao ano

Por Sabrina VansellaPublicado em

Geralmente, os juros são os responsáveis por levar as pessoas ao endividamento. Segundo o Banco Central (BC), as taxas do cartão de crédito na modalidade rotativo chegaram ao percentual de 339,5% em setembro. Continue a leitura e confira os outros valores atualizados no mercado.

Principais aumentos na taxa de juros

A pesquisa realizada pelo Banco Central apontou alguns aumentos nas taxas de juros no Brasil. O destaque foi para o juro cobrado no rotativo, a modalidade mais cara do mercado, que chegou a maior taxa desde agosto de 2017.

Outra taxa de juros que sofreu alteração foi a do cheque especial. No mês de setembro, o índice chegou a 128,6%, superando o do mês anterior, de 125,1%.

O empréstimo consignado também foi impactado com um novo aumento. A taxa para servidores públicos aumentou de 16,7% em agosto para 17% em setembro. No caso dos colaboradores do setor privado, a taxa foi de 29,8% para 31% e dos beneficiários do INSS de 20,4% para 20,5%.

O principal motivo desses aumentos

De modo geral, essas altas acontecem por conta do aumento na taxa básica de juros, a Selic. Ela é uma das responsáveis por ajudar a controlar a inflação do país e serve de referência para outras taxas de juros.

Desde o início do ano, a taxa Selic está aumentando e não há previsão de estabilidade. Recentemente, o BC divulgou o aumento de um ponto percentual, o que elevou esse valor para 7,25%.

O rotativo do cartão de crédito tem os juros mais altos do mercado?

Atualmente, essa é a modalidade de juros mais cara no Brasil. O rotativo é cobrado para aqueles que decidem pagar o mínimo da fatura do cartão de crédito, o que corresponde a 15% do valor total ou menos. 

Ao fazer isso por opção ou problemas financeiros, o indivíduo consegue continuar utilizando o cartão de crédito mas passa a dever para o banco. Geralmente, essa função só pode ser utilizada uma vez no mês, mas já pode ser o suficiente para causar estragos na sua vida financeira.

Informamos?

Esperamos que você tenha entendido mais sobre o aumento do crédito rotativo. Que tal conhecer o Banco Inter, que cobra a menor taxa de juros do rotativo? Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, faça um comentário. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Bancos digitais: setor financeiro se expande e empresas buscam profissionais qualificados

Mastercard vai permitir transações com criptomoedas em bancos da rede

Censo 2022: FGV abre concurso para 207 mil vagas temporárias

Número de fraudes contra clientes de bancos cresce para 165% em 2021

BTG+ business fecha parceria com Getnet e amplia oferta a PMEs

Black Friday 2021 Visa: compre com cartões da bandeira e concorra a prêmios

Mais da metade dos consumidores vão fazer suas compras online, durante a Black Friday

Auxílio Brasil: Caixa anuncia calendário de pagamento do benefício