Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Descubra se o seu CPF foi vazado por cibercriminosos

Por Janaína TavaresPublicado em

No final de janeiro desse ano, foi divulgado por vários meios de comunicação que mais de 220 milhões de CPFs (incluindo de pessoas falecidas) teriam sido vazados por cibercriminosos.

Por isso, para que você descubra se teve os seus dados pessoais expostos, preparamos este artigo que vai trazer algumas dicas do que fazer nesse momento. Acompanhe a leitura até o final!

Como foi o vazamento de CPFs no Brasil?

De acordo com informações do site Canaltech, o grave vazamento de mais de 220 milhões de CPFs seria, supostamente, de uma base exfiltrada do bureau de crédito Serasa Experian, e que está sendo comercializada em lotes por um criminoso. Nessa base, portanto, é possível ter acesso a:

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20
  • CPFs;
  • Registro Geral;
  • Nome;
  • Gênero;
  • Data de nascimento;
  • Nome dos pais;
  • Estado civil;
  • E-mail;
  • Endereço;
  • Ocupação;
  • Telefones;
  • Escolaridade;
  • Estado civil;
  • Classe social;
  • Salário e outras fontes de renda;
  • Informações sobre Bolsa Família, FGTS e INSS;
  • Declarações de Imposto de Renda (IRPF), PIS, NIS, CNS, poder aquisitivo, score de crédito e muito mais.

Apesar dessa situação, a Serasa negou essa suposta intrusão em seus sistemas. Veja o que a empresa divulgou em seu comunicado:

"Fizemos uma investigação aprofundada que indica que não há correspondência entre os campos das pastas disponíveis na web com os campos de nossos sistemas onde o Score Serasa é carregado, nem com o Mosaic. Além disso, os dados que vimos incluem elementos que nem mesmo temos em nossos sistemas e os dados que alegam ser atribuídos à Serasa não correspondem aos dados em nossos arquivos".

Apesar disso, a empresa foi notificada pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP) e está sendo investigada pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Como descobrir se o CPF foi vazado?

Para conferir se houve vazamento dos seus dados pessoais, você pode:

Consultar pelo Registrato do Banco Central

Por meio dele, você pode consultar registros de suas chaves PIX, empréstimos e financiamentos em seu nome, dados sobre operações de câmbio, transferências internacionais realizadas recentemente e muito mais. Caso queira saber como usar essa ferramenta, acesse:

Consultar pelo Syhunt

Para quem é empreendedor e quer consultar o CNPJ, pode optar pelo site do Syhunt, responsável pela criação de uma ferramenta específica para o vazamento em massa de CPFs. 

Importante: outra alternativa para verificação é o site Fui Vazado!, criado pelo programador Allan Fernando. No entanto, a página fica constantemente fora do ar e traz algumas brechas que podem prejudicar os usuários. Por isso, a recomendação é que você use uma das duas opções citadas acima.

Conteúdos que você precisa conhecer

Aproveite para ler outros artigos que também podem ser do seu interesse:

Descomplicamos?

Gostou do nosso conteúdo? Em casos de dúvidas ou sugestões, envie sua mensagem para que possamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

A Nextel agora é ‘Claro nxt’: entenda o que mudou

IBGE abre concurso para 204 mil vagas temporárias do Censo 2021

Entenda porque o preço do gás de cozinha aumentou

Conheça os 9 projetos que visam prorrogar o Auxílio Emergencial

MT lança o seguro-desemprego pela internet: confira

Programa de fidelidade da Americanas será gratuito para todos os clientes

Governo edita Medida Provisória que facilitará o acesso a empréstimos

Banco Inter faz parceria com Vítreo para oferecer fundos de criptomoedas

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Notícias sobre economia e finanças