Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Dinheiro físico: conheça seus mitos e verdades

Por Nara LimaPublicado em

Quem nunca ouviu alguma história mirabolante relacionada a dinheiro? Falar sobre dinheiro ainda é tabu para muitas pessoas, por isso, esse é um assunto que está rodeado de mitos. Afinal, o que é verdade e o que é mentira quando o assunto é grana?

Mitos e verdades sobre o dinheiro

Hoje, você vai conferir e desvendar os principais mitos e verdades a respeito do assunto. Continue a leitura e tire suas dúvidas.

Nota danificada pode ser recusada?

Verdade! Segundo acordo estabelecido pelo Banco Central, tanto os consumidores quanto os lojistas podem exigir notas em perfeitas condições. Mas isso não significa que você ficará no prejuízo, certo? Se a nota tiver mais da metade de seu tamanho original, você pode trocá-la no banco. Agora, se ela tiver menos da metade do tamanho original, ela deixa de ter valor.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O mesmo vale para rabiscos e desenhos nas mesmas.+

Rasgar dinheiro é crime?

Depende! De acordo com o artigo 163 do código penal brasileiro,  destruir, inutilizar ou deteriorar um bem da União é crime. Resumidamente, podemos dizer que se o dinheiro é seu e você decide rasgá-lo, mesmo que a cédula pertença à União, a punição é discutível. Mas para evitar transtornos, é melhor não rasgar, combinado?

Dinheiro é sujo?

Verdade! Imagine um pedaço de papel que passou pela mão de milhares de pessoas. Dá para confiar na higiene? A cédula de dinheiro contém centenas de microrganismos. Por isso, é aconselhado lavar as mãos ou passar álcool em gel após pegar em notas físicas.

Imprimir dinheiro gera inflação?

Depende! O Banco Central leva em conta uma série de fatores, como a taxa básica de juros e os índices de inflação e a demanda da população antes da impressão. Se ela for feita de forma desenfreada, gera sim inflação. 

Repassar dinheiro falso sem saber é crime?

Mito! Repassar dinheiro falso só é crime se a pessoa que repassar tiver a consciência de que o dinheiro é falso. Ou seja, se você tiver dúvidas a respeito de uma nota, o correto é se recusar a receber a cédula, ou então não repassá-la e registrar um boletim de ocorrência.  

Algumas cédulas valem mais que outras de mesmo valor?

Verdade e mentira! Assim como existem notas e moedas que são substituídas, algumas cédulas são desenvolvidas em datas comemorativas e, com o tempo, elas acabam por valer mais.

O dinheiro físico vai acabar?

Mito! Com a pandemia e a popularização das carteiras digitais, é comum ouvir que o dinheiro físico vai acabar, mas a realidade é outra. Em questões geográficas, no Brasil, um a cada quatro brasileiros não têm acesso a internet, principalmente para essa parcela da população, o dinheiro físico é mais do que necessário.

Leia também:

Descomplicamos?

Esperamos que esse conteúdo seja útil para sua vida financeira e te ajude a desmistificar alguns pontos a respeito do dinheiro físico. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe seu comentário aqui embaixo, combinado? Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Nara Lima

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, gosta de escrever sobre educação financeira. Preza pela facilidade da leitura e pela checagem das informações, buscando produzir um conteúdo de leitura simplificada e que sane as dúvidas do leitor.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Juros compostos: o que são e como afetam a sua vida financeira?

Veja como descobrir o seu índice de saúde financeira

Muito além do amor: conheça os gastos de ter um animal de estimação

Score de e-mail: entenda como funciona e seus benefícios

“Boleto é cringe”: entenda a relação da geração Z com o dinheiro

O que é o INPC e como ele afeta a sua vida?

O que é Bitcoin?

Mercado financeiro: como ele funciona?