Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

DPVAT: Conheças os detalhes para não se perder na hora de acionar o seu

Por Guilherme GadelhaPublicado em

Se você tem algum automóvel com certeza já ouviu falar de DPVAT. A sua importância vai  muito além da regulamentação total do seu veículo, afinal, ele é importantíssimo para oferecer mais segurança ao motorista e seus dependentes

Afinal de contas, o que é DPVAT?

Você já deve ter se perguntado o que significa DPVAT. Ao pé da letra, significa Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres. Esse seguro obrigatório existe para amparar os motoristas, pedestres e passageiros envolvidos em acidentes de trânsito, com indenização ou auxílio com despesas médicas.

Coberturas DPVAT

O seguro cobre apenas casos de invalidez permanente, Despesas de Assistência Médica e Suplementares (DAMS) e morte. Abaixo você confere o limite de valor para cada tipo de consequência:

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20
  • Despesas de Assistência Médica e Suplementares (DAMS) – até R$ 2.700
  • Invalidez permanente e Morte – até R$ 13.500

Danos materiais não são cobertos pelo DPVAT. Ou seja, se você deseja maior proteção contra roubos e danos materiais do seu veículo, indicamos que busque um seguro para auto que podem oferecer mais cobertura.

Se você deseja saber mais sobre seguros para auto, é só clicar aqui.

O DPVAT pode ser acionado por quem?

Qualquer pessoa que estiver envolvida em um acidente de trânsito pode acioná-lo. No entanto, os beneficiários são os dependentes da pessoa cujo o nome está no registro do carro.

Caso a pessoa venha a morrer, metade do valor será pago aos herdeiros da família, enquanto o restante da quantia será entregue ao cônjuge.

Em situações onde o segurado não possui nenhum desses dependentes, é possível direcionar o valor para as pessoas que comprovem dependência de quem veio a óbito.

Como pagar o DPVAT?

Por se tratar de um seguro obrigatório, o DPVAT possui uma data limite para ser pago, geralmente esse prazo é estendido até o dia 31 de cada mês. Ele pode ser pago junto ao IPVA, no entanto, caso o pagamento não seja feito até a data estipulada, o licenciamento do veículo será cobrado conforme a placa do carro.

Depois de pago, o valor é encaminhado a Secretaria da Fazenda. Contudo, esse dinheiro é direcionado Seguradora Líder-DPVAT. Ela ficará responsável em liberar os benefícios através de seguradoras regulamentadas para fazer esse serviço.

Como estamos falando de um serviço federal, o valor não varia de acordo com o estado. Confira abaixo os valores de acordo com cada tipo de veículo.

Veículo Valor
Ônibus e micro-ônibus com cobrança de frete e lotação de mais de 10 passageiros R$ 246,23
Ônibus e micro-ônibus sem cobrança de frete ou lotação de até 10 passageiros, com cobrança de frete R$ 152,67
Caminhões e caminhonetes R$ 66,66
Motocicletas R$ 180,65
Ciclomotores de até 50 cilindradas R$ 81,90
Automóveis R$ 63,69

É importante manter o seu DPVAT em dia, já que a não regulamentação pode impedir que o seu veículo seja comercializado.

Entrada DPVAT, como fazer?

Para dar entrada no DPVAT, basta clicar aqui. Vale lembrar que existe um prazo para acionar o seu seguro. Após a data do acidente, o responsável tem 3 anos para fazer o pedido de indenização.

No entanto, quando se trata de vítimas que ainda estão em tratamento por invalidez, o prazo só começa a contar quando o laudo do paciente for emitido pelo Instituto Médico Legal.

Existe alguma seguradora que pode me auxiliar no DPVAT?

Apesar de nenhuma seguradora emitir DPVAT, algumas delas podem te auxiliar durante o processo. Para encontrar a mais próxima de você, basta clicar aqui.

Não é preciso envolver terceiros durante o processo de indenização. Todo pedido é acionado com as seguradoras licenciadas pelo DPVAT. Para evitar qualquer tipo de golpe, é importante se atentar as pessoas que oferecem esse tipo de serviço.

Como acompanhar DPVAT?

Após fazer o seu pedido em qualquer um dos pontos de atendimento, é possível acompanhá-lo no site da Seguradora Líder, você pode acessar clicando aqui. Para ter acesso, basta preencher o número do sinistro e o CPF do beneficiário.

Agora que você já conhece os detalhes sobre o DPVAT, fica mais fácil solicitar o seu processo sem se preocupar com burocracias. Você precisou usar esse seguro alguma vez? Conta pra gente!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Guilherme Gadelha

Publicitário e Redator na Foregon. Gosta do universo financeiro e tem a escrita como hobby e profissão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Saiba como se tornar um MEI e ter CNPJ para emitir notas

Como fazer o planejamento de um empréstimo: guia completo

Confira as 5 principais dúvidas sobre MEI

Seguro-desemprego: como é feito o pagamento do benefício?

Poupança 2021: guia completo

Taxa CDI mensal: acompanha suas variações

Saiba como fazer o saque-aniversário do FGTS pelo aplicativo da Caixa

Saiba como abrir MEI de forma gratuita

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras