Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Entenda a divisão do Facebook que vai gerenciar serviços financeiros

Por Janaína TavaresPublicado em

O Facebook, uma das maiores redes sociais do mundo, agora conta com uma nova divisão que vai ficar responsável pelo gerenciamento de serviços financeiros em seus aplicativos. Para saber mais informações a respeito desse assunto, continue a leitura do nosso artigo.

Entenda a nova divisão criada pelo Facebook

Chamada de Facebook Financial ou F2, essa nova divisão foi lançada com o objetivo de expandir as operações da empresa para o comércio e, também, na área de pagamentos digitais.

Além disso, o Facebook Financial vai contribuir diretamente para as operações de pagamentos do WhatsApp na Índia e no Brasil.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Vale destacar ainda que a nova divisão vai supervisionar todos os projetos de pagamentos do Facebook como, por exemplo, o Facebook Pay. Neste recurso, é possível enviar e receber dinheiro por meio das suas redes sociais (pelo próprio Facebook, WhatsApp, Instagram e Messenger).

Função de pagamentos do WhatsApp

Em junho desse ano, o Facebook anunciava o lançamento de um serviço de pagamentos pelo aplicativo WhatsApp Business (disponível para Android e iOS).

Nesse contexto, a nova funcionalidade que foi chamada de WhatsApp Pay iria permitir transações financeiras apenas dentro do Brasil e em reais.

Aliás, a proposta era de que os usuários poderiam enviar até R$ 1 mil por transação e receber 20 transações por dia, sendo que o limite seria de R$ 5 mil por mês.

Vale lembrar ainda que todas as transferências só poderiam ser feitas por clientes que tivessem cartões de débito da Sicredi (incluindo a conta digital Woop), Nubank ou do Banco do Brasil.

Já a empresa responsável pelo processamento de todos os pagamentos dentro do WhatsApp Business seria a Cielo.

Por que o Banco Central suspendeu o novo serviço do Facebook?

Depois de uma semana que o WhatsApp Pay tinha sido anunciado, ele foi suspenso por causa de uma decisão que envolveu o Banco Central (BC) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Na época, o BC lançou uma nota argumentando que "a motivação para a decisão é preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato".

Neste mesmo período, o Cade entrou com uma medida cautelar para suspender os serviços do WhatsApp Pay. O principal motivo foi para evitar potenciais riscos à concorrência, principalmente porque a Cielo poderia se beneficiar da base de usuários do WhatsApp.

Cabe ressaltar que o Cade já liberou o funcionamento desse serviço no Brasil. Contudo, para que o WhatsApp Pay possa inciar suas atividades, ele ainda precisa da liberação do BC para operar no Brasil.

Conteúdos que você precisa conhecer

Confira, aqui na Foregon, mais artigos que podem ser do seu interesse:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você. Em casos de dúvidas ou sugestões, basta enviar seu comentário que vamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Oportunidade: 24 empresas abrem vagas de emprego, estágio e trainee

Oportunidade: estão abertas cerca de 3 mil vagas de emprego e estágio

Nubank finalmente chega ao Apple Pay: veja como cadastrar e utilizar

Tem mais de um cartão de crédito? Saiba como controlar as suas finanças

Como ser um motorista de aplicativo 5 estrelas?

E-commerce: 6 erros mais comuns ao vender pelas redes sociais

Vendas online: 6 dicas para quem quer abrir seu e-commerce

Como aumentar o limite do cartão de crédito next?