Foregon.comConteúdos

Entenda o que é Previdência Privada – vale a pena?

Por Leonardo JacominiPublicado em
Compartilhe

Trabalhadores com carteira assinada e que contribuem com o INSS, têm direito a aposentadoria pela Previdência Social. Esse benefício substitui o salário que o empregado recebia e pode ser acionado em caso de doença, invalidez, idade avançada, morte, desemprego, maternidade ou ainda reclusão. A previdência privada não tem ligação com o INSS.

Por estar cada vez mais difícil de se aposentar por idade, hoje exigido até 25 anos de trabalho e 65 anos de idade para homens e de 60 para mulheres, a previdência privada vem ganhando lugar.

Essa é uma forma de complementar a aposentadoria, pagando um valor mensal ou único, que rende até o tempo estipulado pelo próprio contribuinte, que pode receber o benefício em parcelas ou de uma só vez.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O que é a previdência privada?

previdência-privada

É similar a um seguro, onde uma administradora gere o dinheiro aplicado. O segurado tem direito ao valor aplicado somado a correções, que dependem do contrato.

Essa uma alternativa de complementar a aposentadoria para trabalhadores contribuintes ou mesmo para aqueles que não pagaram o INSS e desejam garantir renda no futuro.

A previdência privada é fiscalizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), órgão do Governo Federal.

Qual a diferença entre previdência pública e privada?

Na previdência privada, é possível escolher os planos, valor da contribuição além da periodicidade do pagamento, o que não acontece com a previdência pública.

Outra diferença, é que o trabalhador que tem aposentadoria comum, ou seja, social, não pode retirar o dinheiro antes. Já na previdência privada, o contribuinte pode escolher quando resgatar.

Simplificando, todo trabalhador que tem carteira assinada e, consequentemente contribui com o INSS, tem direito a aposentadoria (previdência pública). Aqueles que querem complementar a aposentadoria ou simplesmente garantir uma renda na vida idosa, contribuem espontaneamente com a previdência privada.

Como funciona?

Quem se decide pela previdência privada, deve escolher um plano. Existem duas formas de contribuição:

  • Regressiva: resgate do dinheiro de uma só vez
  • Progressiva: recebimento em forma de parcelas mensais

Confira uma simulação feita pela Brasilprev, onde: uma pessoa de 22 anos que vá se aposentar aos 52 anos, ou seja, 30 anos depois, e faz um investimento único de R$ 30 mil.

  • Caso retire o dinheiro com um saque único aos 52 anos:

Valor bruto: R$ 285.632,61

Valor líquido com tributação progressiva: R$ 219.749,94

Valor líquido com tributação regressiva: R$ 258.953,95

  • Caso faça a opção por renda temporária de 20 anos:

Valor bruto: R$ 1.266,86 por mês

Valor líquido com progressiva: R$ 1.266,86

Valor líquido com regressiva: R$ 1.152,62

Tipos de previdência privada

  • Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL): recomendado a pessoas com renda mais alta e o valor pode ser abatido no imposto de Renda (desde que o valor seja de até 12% de sua renda bruta anual). O imposto cobrado do dinheiro sacado é referente ao total que havia no fundo.
  • Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL): Esse plano não permite que o valor seja abatido do Imposto de Renda. Porém, os juros cobrados pelo saque do dinheiro é somente sobre o rendimento.

O contribuinte ainda pode optar por colocar em seu plano, a opção de um seguro em caso de morte ou invalidez. Em caso de morte, a família recebe o benefício, já por invalidez, o próprio beneficiário recebe o valor.

Como contratar:

Pelo site da Susep, é possível encontrar as empresas credenciadas a realizar os planos de previdência privada, além de simular o benefício a receber, segundo o “seguro” contratado.

Requisitos

  • Não há idade mínima
  • Sem comprovação de renda
  • Investimento de longo prazo

Qualquer dúvida sobre os planos da previdência, deixe aqui embaixo nos comentários. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Leonardo Jacomini

Jornalista e Produtor de Conteúdo Multimídia. Gosta de escrever sobre dicas úteis para o dia a dia, ainda mais quando o tema é economizar. Adora livros e assistir filmes e séries em seu tempo livre.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    PagBank: dúvidas frequentes sobre o Auxílio Emergencial

  • Dicas financeiras

    Pronampe Santander: o que é e como contratar?

  • Dicas financeiras

    Receita Federal alerta sobre golpe aplicado nas redes sociais

  • Dicas financeiras

    BLU365: negocie suas dívidas online

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras