Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

Farmacêutico: o que faz e quanto ganha?

Por Camila SilveiraPublicado em

Se você pretende tornar-se um farmacêutico e deseja conhecer as principais funções desse profissional, chegou ao lugar certo. Neste artigo, nós vamos falar sobre o mercado de trabalho para essa profissão, os conhecimentos necessários e o salário esperado. Continue a leitura e aproveite o conteúdo!

O que faz um farmacêutico?

O farmacêutico é responsável por pesquisar, desenvolver, produzir, gerir, manipular e controlar a qualidade de medicamentos, cosméticos, produtos de higiene e outros. Esse profissional estuda a composição desses produtos, quais devem ser usados em cada caso e a quantidade a ser aplicada, de acordo com os sintomas do paciente.

Por isso, é fundamental que o farmacêutico conheça a composição de medicamentos, saiba identificar os sintomas e os remédios a serem usados em cada situação.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Esse profissional também presta assistência farmacêutica em diversas áreas de saúde, orientando o paciente sobre o uso correto dos medicamentos e, também, pode atuar na vigilância de medicamentos e alimentos.

Principais funções de um farmacêutico

  • Produção de medicamentos, cosméticos e produtos de higiene;
  • Manipulação de fórmulas;
  • Venda de medicamentos em farmácias;
  • Controle de qualidade;
  • Indicação da medicação correta aos pacientes;
  • Aplicação de medicamentos injetáveis;
  • Realização de exames solicitados por médicos;
  • Exame e teste de novos componentes e princípios ativos;
  • Coleta de material biológico para realizar testes;
  • Emissão de laudos;
  • Supervisão da higienização hospitalar;
  • Fiscalização sanitária;
  • Controle de pragas urbanas;
  • Aferição de pressão arterial e medicação de temperatura corporal;
  • Fitoterapia (utilização de plantas para tratar doenças);
  • Aplicação de acupuntura;
  • Perfuração de orelhas para colocar brincos;
  • Farmácia veterinária;
  • Toxicologia forense;
  • Controle de qualidade da água e dos alimentos.

Formação do farmacêutico

O profissional deve possuir a graduação em Farmácia, que tem a duração média de cinco anos. As matérias teóricas e práticas que estão inclusas na grade curricular do curso são:

  • Biologia;
  • Química;
  • Bioquímica;
  • Física;
  • Cálculo;
  • Ciências da Saúde;
  • Assistência Farmacêutica;
  • Controle de Qualidade de Medicamentos;
  • Cosmetologia;
  • Toxicologia e Análises Toxicológicas;
  • Biossegurança;
  • Homeopatia;
  • Parasitologia;
  • Citologia Clínica;
  • Epidemiologia;
  • Imunologia;
  • Legislação Farmacêutica;
  • Tecnologia Farmacêutica e de Cosméticos;
  • Tecnologia e Biotecnologia em Alimentos;
  • Farmácia Hospitalar;
  • Controle de Qualidade;
  • Gestão Farmacêutica;
  • Saúde Pública.

Vale ressaltar que os estudantes precisam realizar o estágio obrigatório do ensino superior e também fazer o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para garantir o diploma. Além disso, é necessário que o farmacêutico seja registrado no Conselho Regional de Farmácia (CRF) de seu estado.

Mercado de trabalho para o farmacêutico

Há diversas áreas de atuação para esse profissional, como: farmácia clínica, atenção farmacêutica, medicamentos, pesquisa clínica, cosmetologia, análises clínicas e toxicológicas, alimentos, ambiental, biologia molecular, biologia clínica, farmacovigilância, vigilância sanitária, vendas e gestão.

Sendo assim, o farmacêutico pode trabalhar em farmácias, drogarias, distribuidoras de medicamentos, indústrias farmacêuticas, cosméticas e alimentícias, laboratórios de análises clínicas, hospitais, centros de saúde, hemocentros, banco de sangue ou leite, institutos de pesquisa, entre outros.

Qual é o salário de um farmacêutico?

De acordo com o site Guia de Profissões e Salários, a media salarial de um farmacêutico no país é de R$ 2.817,25. Porém, vale lembrar que dependendo do porte da empresa e do tempo de experiência do profissional, o salário pode superar os R$ 8 mil.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Qualquer dúvida ou sugestão, basta deixar o seu comentário para nós. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Tudo sobre o saque-aniversário do FGTS

Taxa CDI: guia completo

Tutorial, requisitos e obrigações para abrir MEI

Lomadee: veja como funciona a plataforma de marketing de afiliados

Saiba como emitir a segunda via da conta Vivo

Três formas de ganhar dinheiro com o App Clubhouse

Nota 200 reais: saiba como identificar uma cédula falsa

Nota de R$200: saiba tudo sobre

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras