Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Fase emergencial da quarentena no estado de SP: o que muda?

Por Thais SouzaPublicado em

Todo o estado de São Paulo entrou na fase emergencial da quarentena no dia 15 de março. Esse plano estabelece medidas ainda mais rígidas do que a fase vermelha e deve permanecer até o final deste mês. Confira o que muda. 

Fase emergencial da quarentena no estado de SP

Para conter o avanço no número de casos de mortes provocados pela Covid-19, o governador do estado de São Paulo, João Dória, decretou a fase emergencial da quarentena em todos os municípios do estado. A expectativa é elevar o índice de isolamento social para mais de 50%, com a remoção temporária de quatro milhões de pessoas de circulação nas cidades.

A maior mudança nessa fase é o toque de recolher, que acontece entre as 20h e as 5h, inclusive nos finais de semana, e indica que todos fiquem em casa durante o período. Para controle da circulação de pessoas o governo intensificou a fiscalização, com aumento de operações da Polícia Militar nas ruas.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Estar na rua entre as 20h e as 5h não gera multa aos cidadãos, porém, a Polícia Militar poderá fazer abordagens para questionar o motivo da saída e orientar a volta para casa. 

Os comércios não essenciais não poderão operar com serviço de retirada de produtos no local, ou seja, não será mais possível atender na porta. Neste caso, será possível apenas o delivery, que pode funcionar 24 horas, ou drive-thru, das 5h às 20h.

As empresas que atuam em atividades administrativas dos setores não essenciais deverão realocar todos os seus funcionários para o home office, a medida é obrigatória. O governador ainda recomendou que as empresas que poderão abrir façam uma escalonamento do início do expediente, para diminuir as aglomerações em transportes públicos. Confira:

  • Entrada dos funcionários da indústria: das 5h às 7h;,
  • Entrada dos funcionários do setor de serviços: das 7h às 9h;
  • Entrada dos funcionários do comércio: das 9h às 11h.

As igrejas poderão permanecer abertas, mas as missas e cultos ficam suspensas até o final da fase emergencial. Além disso, também foi proibido o uso de praias, clubes e parques. 

O que não pode funcionar na fase vermelha emergencial

  • Academias;
  • Igrejas e atividades religiosas;
  • Campeonatos esportivos;
  • Salões de beleza;
  • Cinemas e teatros;
  • Shoppings;
  • Comércio, incluindo lojas de material de construção;
  • Concessionárias;
  • Escritórios;
  • Parques; 
  • Clubes;
  • Praias. 

De acordo com a última medida adotada pelo governo de São Paulo, as escolas públicas poderiam abrir mesmo na fase vermelha. Agora, na fase emergencial, foi decretada a redução das atividades presenciais nas escolas ao mínimo possível. Os recessos de abril e outubro também serão antecipados. 

As medidas da fase emergencial vão durar até do dia 31 de março, quando haverá uma nova avaliação do avanço de casos no estado, podendo ficar mais rígida, com uma possível fase roxa, ou mais flexível.

Fique por dentro de todas as notícias 

No blog da Foregon você se mantém informado com notícias e novidades do universo financeiro e muito mais! 

Fique por dentro das notícias e novidades em primeira mão

Cadastre-se grátis para receber, dicas de produtos financeiros, recomendações, ofertas, notícias e muito mais:
Ao continuar você aceita nossos termos de uso e política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Enviado!

Seus dados foram enviados com sucesso!

Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Governo de SP inicia pagamentos do ‘Vale Gás’ e ‘SP Acolhe’. Veja como sacar

Prorrogação do Auxílio Emergencial 2021: o que mudará?

Pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial é antecipado: veja as datas

Confirmado: governo anuncia prorrogação do Auxílio Emergencial até outubro de 2021

Terapia popular: opções gratuitas que promovem saúde mental e financeira

Governo de SP pagará auxílio de R$ 300 a parentes de vítimas do Covid-19

Crise financeira: Caixa anuncia redução das parcelas de financiamento habitacional

Novo auxílio emergencial de R$ 1.500: veja quem pode receber