Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Feirão da Caixa: confira 5 dicas para não se arrepender ao financiar

Por Sabrina VansellaPublicado em

O 1º Feirão Digital da Casa Própria, que se iniciou na sexta-feira (25), oferta mais de 180 mil imóveis em todo o país com opções que não precisam de entrada.

No entanto, apesar de aparentar ser uma grande oportunidade, alguns cuidados devem ser tomados, principalmente com o planejamento financeiro. Afinal, ninguém quer acumular uma dívida, ainda mais a longo prazo, não é?

O que mais chama atenção no Feirão Digital da Casa Própria são as ofertas de imóveis próprios da Caixa Federal, que possibilitam ter o valor 100% financiado sem necessidade de entrada e carência de seis meses para iniciar o pagamento do financiamento.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Não tome decisões precipitadas

Ao realizar um negócio por impulso, as chances de cair em uma furada aumentam, principalmente se você acredita que 6 meses é um longo período para conseguir a quantia de dinheiro necessária para o início do pagamento.

O ideal para adquirir um imóvel é comprá-lo à vista ou diminuir o número de parcelas financiadas o máximo possível. Ademais, a pesquisa também é essencial antes de fechar o negócio, pois nem sempre eventos como os feirões realmente possuem oportunidades imperdíveis.

Quando devo realizar um financiamento?

Ter organização financeira é essencial antes de assinar qualquer contrato que comprometa sua renda. Previamente, analise quanto pode pagar por mês, considere suas dívidas e débitos, e não esqueça de reservar uma quantia para reserva de emergência diante a eventualidades que podem ocorrer e prejudicar o rendimento da sua família.

Em um período de incertezas em decorrência do Covid-19, os índices de desemprego estão altos e, por consequência, a chance de ocorrer uma perda de renda é alta. Como consumidor, deve ser avaliado se a compra parcelada de um imóvel é uma boa decisão, pois o compromisso com a dívida pode ser de longos anos.

Caso esteja com as contas em dia e possua uma boa reserva financeira para imprevistos, comprar um imóvel financiado pode ser uma boa opção se a oportunidade valer a pena.

Se não conseguir realizar o pagamento do financiamento do imóvel, a lei 9.514/97 é muito severa em relação à alienação fiduciária. Ao não dar chances para negociação com devedores, o imóvel do proprietário pode ser tomado pelo banco e, assim, ir para leilão em poucos dias. Por via de regra, após 30 dias de atraso da primeira parcela, o banco pode iniciar o processo de retomada do imóvel.

Confira 5 dicas para fazer um negócio com segurança:

  • Não faça nada por impulso: apenas participe do feirão se você estiver decidido e tiver condições financeiras para comprar o imóvel. Não fique de olho nas ofertas apenas por curiosidade e, assim, evite ações impulsivas;
  • Conheça os recursos disponíveis: antes de comprar o imóvel saiba como vai pagar as parcelas, caso a compra não seja à vista. Fique atento ao Índice Nacional da Construção Civil (INCC), pois o saldo é reajustado durante a obra;
  • Pesquise o histórico da construtora: você pode pesquisar o histórico da construtora por meio de consulta do CNPJ no Procon, na prefeitura e no Cartório de Registro de Imóveis. Isso pode te livrar de imprevistos, principalmente em relação a atrasos de entrega da obra;
  • Não compre um imóvel sem verificar: algumas construtoras ou imobiliárias podem dizer que o desconto é uma oportunidade imperdível, mas na realidade os imóveis podem apresentar problemas estruturais, falta de luminosidade ou se localizarem em áreas barulhentas;
  • Reserve um dinheiro extra: uma grana extra pode ajudar a pagar custos de Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e registro de imóveis, que podem chegar a 5% do valor total do imóvel em São Paulo, por exemplo.

Informamos?

Esperamos ter ajudado você com essas informações. Se tiver alguma dúvida, faça um comentário. Não esqueça de compartilhar com os amigos e familiares. Até breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Inflação do aluguel acumula 33,83% em 12 meses; confira detalhes

Banco Central: dívidas de famílias brasileiras continuam crescendo

PIS/Pasep tem valor acumulado de R$ 22,8 bilhões: veja quem pode sacar

Banco Inter pretende lançar cursos de investimentos para clientes: saiba mais

Cadastro Positivo: quem paga a conta do celular em dia pode ter um aumento no score

Mudança que ameaçava vale-refeição e alimentação sai da reforma tributária do IR

Vagas de emprego: 11 empresas estão contratando

O comportamento financeiro dos brasileiros mudou após a pandemia?