Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Governo estuda novo Auxílio Emergencial no valor de R$ 250

Por Thais SouzaPublicado em

A equipe econômica do Governo Federal juntamente com o Congresso estão discutindo a aprovação do novo Auxílio Emergencial para ajudar as famílias a enfrentarem a pandemia do Covid-19. 

Governo estuda novo Auxílio Emergencial no valor de R$ 250

A proposta é pagar aos brasileiros o valor de R$ 250, começando em março e terminando em junho de 2021. No entanto, a equipe econômica defende um valor decrescente, que comece com R$ 250 e depois passe para R$ 200. O custo para os cofres do governo será de R$ 30 bilhões. 

No dia 11 de fevereiro, em uma live do banco BRT, o Ministro Paulo Guedes ressaltou que o valor não passaria de R$ 250, já que a proposta é oferecer um valor semelhante à média do benefício do Bolsa Família.

Para que o novo Auxílio Emergencial entre em vigor em março, terá que ser aprovada uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) de orçamento de guerra, semelhante à aprovada em 2020. Esse tipo de orçamento permite que o governo amplie os gastos no combate à pandemia livre das regras fiscais. 

A PEC deve trazer uma cláusula de calamidade para permitir que gastos para o pagamento do novo Auxílio Emergencial não sejam incluídos no espaço do teto de gastos nem no orçamento de 2021.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Além disso, está em negociação a aprovação de uma segunda PEC, com objetivo de trazer parte das medidas mais duras de corte de despesas, com o objetivo de sustentar a sobrevivência do teto de gastos até 2026. A ideia é aprovar a primeira PEC até o começo de março e a segunda até junho.

"Não vai faltar dinheiro para o auxílio emergencial, temos esse dinheiro. Agora, precisamos de uma PEC de Guerra que nos autorize, primeiro. E, segundo, precisa estar embutido num compromisso com responsabilidade fiscal" ressaltou Paulo Guedes na live do BTG.

O novo Auxílio Emergencial, além de ser de menor valor, deve ser pago somente à metade do número de beneficiados do anterior.

Na semana passada foi liberado o pagamento do Auxílio Emergencial referente aos benefícios contestados e que tiveram pedidos reavaliados foram liberadas. Mais de 22 mil pessoas poderão receber o benefício. A liberação pode ser consultada pelo aplicativo do Auxílio Emergencial ou site da Caixa. 

Gostou da notícia? 

Ficou com alguma dúvida sobre o Auxílio Emergencial? Deixe seu comentário abaixo. Aproveite e confira também: 

Boa leitura e até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Fintech Magalu: conheça os novos produtos e serviços financeiros

Bandeira verde deixará a conta de luz mais barata?

PicPay Card: anuncia fim da promoção de cashback de 5%

Conheça a nova função de consulta ao score de crédito do PicPay

Falha de sistema no C6 Bank resulta em desvio de R$ 23 milhões

Nova margem consignável para empréstimos em 2022 será de até 40% do benefício

Conheça as 8 mulheres mais ricas do Brasil em 2022

4 dos 10 bancos mais rentáveis do mundo são brasileiros