Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Governo reduz proposta de salário mínimo para 2021

Por Janaína TavaresPublicado em

O governo encaminhou para aprovação do Congresso Nacional uma nova proposta de salário mínimo para 2021. Conforme a projeção que faz parte do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), o mínimo será de R$ 1.067.

Esse valor representa uma redução de R$ 12, se levar em conta os R$ 1.079 propostos em abril deste ano para 2021. Caso queira entender melhor essa decisão do governo, continue a leitura do artigo e saiba mais.

Por que o governo reduziu o salário mínimo?

A proposta, que foi divulgada no dia 31 de agosto, estabelece uma correção com base na inflação de 2020.

Dito isto, é interessante ressaltar que como a previsão para a inflação deste ano recuou, o mínimo também sofrerá com essa diminuição.

Vale destacar ainda que mesmo se aprovada essa nova proposta, ela ainda significa um aumento de R$ 22 se comparada com o salário mínimo atual que é de R$ 1.045.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Contudo, a projeção anunciada pelo governo federal será capaz apenas de repor a inflação projetada para 2020, que está em 2,09% desde julho desse ano.

Com isso, o salário mínimo ficará sem um aumento real pelo segundo ano consecutivo. Porém, dependendo do comportamento da inflação até o final do ano, o mínimo para 2021 ainda pode ter novas alterações.

Entenda a proposta que reduz o salário mínimo

Em 15 de abril, o governo enviou a proposta ao Congresso de R$ 1.079 para 2021, época que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) estava com uma projeção de 3,29%.

Conforme as diretrizes da Constituição, o salário precisa ser corrigido pelo menos pela variação do INPC do ano anterior. No entanto, esse índice caiu para 2,09%.

Porém, entre 2007 a 2019, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) permitia que o aumento do piso salarial fosse acima da inflação e com um crescimento real.

Mas, como essa lei não está mais valendo, o atual governo optou por reajustar o mínimo somente pela inflação, como determina a Constituição brasileira.

Importante: o salário mínimo é usado como um fator de referência para 49 milhões de trabalhadores no Brasil, segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Qual o impacto da redução do salário mínimo?

A expectativa do governo é que com essa proposta aprovada pelo Congresso, ele terá menos gastos.

Na prática, isso significa que ao oferecer um reajuste menor do que o previsto anteriormente, o governo pode economizar R$ 4,26 bilhões em despesas.

Isso porque, de acordo com os cálculos desenvolvidos pelo governo, a cada R$ 1 de aumento do salário mínimo, as despesas em 2020 sobem para, aproximadamente, R$ 355 milhões.

Conteúdos úteis para você

Fique com a gente e conheça outros artigos da Foregon que vão fazer a diferença para você nesse momento:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com o nosso conteúdo. Em casos de dúvidas ou sugestões, basta enviar seu comentário para que possamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Auxílio Brasil de R$ 600: confira o calendário de pagamentos em agosto

Auxílio Brasil de R$ 600: confira as mudanças no calendário de pagamentos

Horário bancário: confira o funcionamento dos bancos

Calendário PIS/PASEP 2022: quando sacar meu Abono Salarial?

BC pode dar fim aos cartões de crédito sem anuidade

Credicard muda para iti: confira as principais atualizações

PicPay: saiba como conseguir até 10% de cashback comprando crédito iFood

Cartão XP Visa Infinite fecha parceria com Shell Box e oferece 10% de cashback