morar sozinho

Está chegando a hora de “bater as asas” e deixar a casa dos pais? Pode não ser uma tarefa tão fácil, falando financeiramente. Por isso, montamos um guia prático de como morar sozinho sem muito sofrimento.

Não é novidade para ninguém que a mudança é complicada no começo. Por isso, é necessário planejamento. Sem ele, as coisas podem não acontecer como você havia pensado.

A casa de nossos pais é realmente um ninho. Às vezes até nos parece fácil manter o dia a dia e se organizar sozinho.

Mas, a verdade é que acontece bem o contrário. Você depende de você mesmo para sobreviver. Pense que todas as tarefas agora são responsabilidades suas!

Mas não se assuste. Morar longe dos pais, seja para estudar ou por uma vida melhor, te ajuda a crescer. Tenha paciência e disciplina. Vamos às dicas?

FAÇA O QUIZ

O que preciso para morar sozinho?

Na hora que você se decidir por morar sozinho, alguns hábitos necessitarão de mudanças. O primeiro passo é começar a se testar.

Ou seja, daqui para frente, comece a fazer a maioria dos serviços de casa. Se precisar trocar uma resistência de chuveiro, uma torneira, limpar a casa, etc. Como você se sairia, pediria ajuda de quem?

Dessa forma, você tem uma ideia do que será morar sozinho. Lembre-se que você estará sem seus pais para ajudá-lo. Essa é uma ótima forma de se preparar para os imprevistos.

Comece a conversar com seus pais sobre o planejamento financeiro. Você vai se manter somente com o seu dinheiro do trabalho ou precisará da ajuda deles?

No começo pode ser normal os pais ajudarem nas contas. Por isso é preciso uma força da família e planejar muito bem.

No caso de a mudança ter o objetivo de somente estudar, os pais devem ter cuidado redobrado. É preciso uma organização, já que no orçamento agora vão estar duas casas, duas contas (água, energia, internet) e transporte para pagar.

Nesse momento de preparação para morar sozinho, é importante calcular o quanto você precisa para se sustentar. São contas aproximadas, mas ajudam a saber se é preciso cortar gastos e economizar.

Leve em conta seus estudos, necessidades básicas, como alimentação e hobbies.

Guarde dinheiro

morar sozinho dinheiro

Assim que você suspeitar que está para sair de casa, comece a guardar dinheiro. O mais indicado é economizar o salário (se caso trabalhar) por cerca de um ano.

Essa fase de economizar pode ser mais fácil, já que ainda vive sob os cuidados dos pais. Aproveite para colocar em uma poupança ou investimento que renda mais, como o Tesouro Direto.

Esse valor que você terá assim que sair de casa, vai servir para você dar início a sua “nova vida”. Na compra de móveis, comida, produtos de higiene e tudo o que você precisa para viver bem.

Preveja seus gastos para morar sozinho

Ainda falando de planejamento, é importante que você conheça os seus gastos. Comece fazendo um levantamento com os valores como:

  • Aluguel
  • Transporte
  • Contas – energia, água, internet
  • Gastos do dia a dia

Para o aluguel, você tem a ajuda dos sites de imobiliárias. Elas exibem o catálogo das casas, apartamentos, kitnets, e os preços. Lembre-se de verificar se há alguma conta já embutida no valor, como água ou IPTU.

Para o transporte, procure ficar por dentro da passagem de ônibus, ou se há o serviço de aplicativo de viagem, como Uber, 99, Cabify, etc.

As contas você também pode fazer uma média. Normalmente, as cidades cobram o mínimo do valor de água. Se tiver amigos na cidade para que você vai, pergunte-os quanto pagam em média de energia e internet.

Aliás. A internet você também pode verificar os planos pelo site. Confira se há promoções e desconto na instalação – que geralmente é mais cara, mas pode ser parcelada.

E os gastos do dia a dia você pode calcular no seu dia a dia mesmo. Anote seus gastos de uma semana ou no mês para ter ideia do que você vai gastar sozinho.

Vá com calma!

Quando moramos sozinhos, é normal procurar ter o mesmo conforto de nossa casa. O importante nesse momento, é manter a calma e ter paciência.

A cama não vai ser a melhor, sendo até mesmo um colchão. Nem a sala vai ter sofá e tapetes.

Tudo vai se organizando aos poucos. Deixe a prioridade para aquilo que realmente é necessário para você viver bem e tranquilo.

Considere dividir a moradia

Quem mora sozinho pela primeira vez, na maioria das vezes opta por dividir a casa. Assim, fica mais barato e as tarefas da casa também são compartilhadas.

Dividir a moradia é mais barato, como uma república. Mas, é preciso saber se você consegue morar com outra pessoa que, na maioria das vezes é desconhecida. A responsabilidade com o espaço do outro é importante, e é bem diferente daquela compartilhada com os pais.

Saiba onde procurar

Existem grupos nas redes sociais onde as pessoas oferecem vagas em casas, apartamentos, etc. Normalmente são estudantes que procuram pessoas para dividir as contas.

Se você tem amigos na cidade, veja se eles conhecem algum lugar legal ou que oferecem um lugar na casa.

Se você prefere não dividir um lugar, encontre uma moradia que caiba no seu bolso. As mais em conta são as kitnets. Geralmente, são várias casas em um terreno só e de pequeno tamanho, com quarto, banheiro e cozinha.

Quando procurar um lugar para morar, leve em conta o trajeto até onde você trabalha ou estuda. Dependendo da localização, não compensa pelo tempo em que você leva para chegar, gastando dinheiro com transporte ou ter que sair bem antes de casa.

Dividir um espaço no começo pode ser uma boa escolha. Até você se organizar, conhecer melhor a cidade e as imobiliárias, sua economia ajuda na contratação de um futuro aluguel.

Morar sozinho: o que comprar?

Comece cedo a fazer sua lista de compras. Para quem pode levar mudança ou produtos, pode comprar e levar. Se não for possível, o jeito é ir às compras quando se mudar.

Se o seu caso é o segundo, procure se mudar com antecedência, seja antes de começar as aulas ou o primeiro dia de trabalho.

Que tal juntar os amigos?

Para morar sozinho é preciso uma boa organização, sem falar nas coisas necessárias para começar. Então, além de uma boa despedida, aproveite o momento.

Faça uma espécie de chá de cozinha, só que com os amigos! Seja um churrasco, petiscos ou salgadinhos. Convide-os para sua despedida e sugira que levem coisas como potes, utensílios domésticos e tudo aquilo que te ajude a começar a sua vida em outra cidade.

Você vai perceber que, sair da casa dos pais não é tão simples. Os pequenos detalhes vão fazer a diferença.

Antes de fazer um evento desse, lembre-se que é necessário avaliar se você consegue levar os presentes para onde você vai. Caso a viagem seja de ônibus ou avião, fica mais complicado.

Aproveite os descontos

Se você está saindo para estudar, aproveite os benefícios da vida acadêmica. É possível ter descontos em vários lugares e atrações por ser estudante.

Procure sempre deixar a carteirinha de estudante junto com você. Cinemas, bares, shows e tantos outros lugares dão bons descontos.

Cuide do emocional

Essa parte não poderia faltar em nosso guia de como se organizar para morar sozinho. É uma nova fase na sua vida, de descobertas e de crescimento pessoal também.

Pode ser que no primeiro momento dê vontade de desistir e voltar para sua comodidade. Mas, lembre-se, toda mudança requer aprendizado de novos hábitos e persistência.

Muitas pessoas relatam que, só depois de algum tempo conseguiram superar a saudade e a própria ausência de conforto de onde moravam. Parece que você está sozinho, mas neste momento, você deve ser a sua força.

Tenha em mente que a experiência será essencial em sua vida e que muita coisa boa virá em sua vida, ainda mais para quem escolhe lugares que oferecem oportunidades.

Será que você está preparado para morar sozinho? Faça o quiz e descubra:

Leonardo Jacomini da Foregon

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 voto(s), média: 4,75)
Loading...