Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Hábitos saudáveis para sua vida financeira: guia completo

Thais SouzaPublicado em

Segundo estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o percentual de endividados no país fechou 2020 em 66,5%. É claro que a pandemia contribuiu para o aumento desses números, mas a grande causa está, sobretudo, na falta de uma educação financeira. Pensando nisso, separamos este guia completo com dicas para você se inspirar e adotar hábitos saudáveis para sua vida financeira. Vamos lá?

Você encontra nesse artigo:

Hábitos saudáveis para sua vida financeira

Estabeleça metas realistas

Estabelecer metas é o primeiro passo para ter uma vida financeira mais tranquila. Elas te ajudam a manter a motivação ao longo de cada etapa, diminuindo as chances de você desistir.

Existem metas de curto, médio ou longo prazo. Estabeleça o prazo para atingir seu objetivo e também tenha em mente a quantia em dinheiro que você vai precisar para bater sua meta.

Mas lembre-se, as metas devem ser realistas, devem ir de acordo com sua vida financeira e também precisam estar dentro do seu alcance, sem depender de terceiros ou da sorte para serem realizadas. Por exemplo: se você estabelecer que sua meta é ganhar na loteria, as chances de você se frustrar são muito grandes, podendo comprometer todos seus outros objetivos.

Organize seus ganhos e gastos

Você sabe para onde vai o seu salário? Muitas pessoas, quando recebem seus salários, vão pagando todas as contas sem sequer ter feito um planejamento. Quando se dão conta, o dinheiro já acabou.

Por isso, é fundamental anotar tudo o que entra e o que sai do seu orçamento mensal, até os pequenos gastos precisam entrar na lista, como o cafézinho na padaria, por exemplo. Separe, categorize e demonstre quais são os seus gastos e lucros. Essa é uma regrinha básica, mas que faz toda a diferença para que no final do mês você tenha controle de tudo que ganhou e gastou.

Além disso, ao seguir essa dica você terá tudo anotado, tudo mesmo. Então, a partir dessas informações fica mais fácil decidir o que deve ser cortado do orçamento quando você desejar poupar dinheiro.

Evite parcelamentos

Os parcelamentos no cartão de crédito ou carnês, se houver atrasos, podem gerar juros altíssimos e acabar complicando a sua vida financeira. Portanto, quando puder, pague à vista. As vantagens são muitas.

Pagando à vista você não compromete uma parte do seu orçamento por vários meses, não corre o risco de pagar juros por atraso e pode conseguir ótimos descontos.

Em algumas situações o parcelamento realmente é inevitável, como na compra de itens mais caros. Nesses casos, o ideal é fazer um planejamento financeiro para descobrir se você conseguirá pagar todas as parcelas futuramente.

Sempre acompanhe a fatura de seu cartão

Por medo de descobrirem que gastaram muito durante o mês, algumas pessoas acabam nem checando a fatura, deixando essa tarefa apenas para quando ela fechar. Com isso você pode perder todo o controle dos seus gastos, podendo se endividar e cair em parcelamentos de fatura, em que os juros são altíssimos.

O cartão de crédito pode ser um ótimo aliado para o seu dia a dia, mas antes é preciso saber utilizá-lo a seu favor. Lembre-se que o seu limite do cartão de crédito não é uma renda extra.

A grande maioria dos bancos, sejam eles tradicionais ou digitais, oferecem um aplicativo para controle da sua conta e cartão. Lá é possível acompanhar seus gastos em tempo real e, assim, ter mais controle de todo o dinheiro que entra e sai.

Uma boa prática para quem tem medo de conferir o aplicativo do cartão é adotar o minuto dinheiro, uma estratégia recomendada por Alexa Tobel, planejadora financeira e CEO do blog de finanças pessoais LearnVest.

Basicamente essa estratégia consiste em separar um minuto do seu dia para conferir seus saldos, últimas transações financeiras realizadas e o valor da fatura atual. Esse minuto pode ser pela manhã, durante o almoço ou no fim do dia, mas o importante mesmo é seguir rigorosamente, para que assim, você consiga adaptar essa atitude como um hábito na sua rotina.

Crie a sua reserva de emergência

A reserva de emergência nada mais é do que um tipo de investimento, no qual você aplica valores mensalmente em investimentos com um prazo mais curto e resgate imediato. Assim, seu dinheiro fica rendendo de forma segura e, quando precisar, você pode resgatá-lo sem perder nada.

Ter um dinheiro guardado é essencial para um futuro mais tranquilo, sem se preocupar com imprevistos financeiros. Porém, infelizmente, muitos brasileiros ainda não têm a cultura de poupar e, muitas vezes, acabam gastando até mais do que podem.

Com uma reserva de emergência você estará preparado para vários imprevistos, como quando o carro quebra, o gás acaba, a fatura do cartão de crédito vem a mais do que o esperado. Enfim, esse dinheiro guardado pode salvar a sua vida financeira.

Logo abaixo separamos um guia completo sobre reserva de emergência com tudo o que você precisa saber sobre o assunto:

Não desperdice

Pode parecer um valor pequeno, mas o desperdício nos supermercados pode sim afetar o seu orçamento. Quando compramos itens próximos do vencimento ou em quantidades maiores que o necessário, eles podem acabar passando do prazo de validade.

Por isso, quando for fazer suas compras, evite desperdícios e sempre confira a data de validade dos produtos. Alguns podem estar com descontos imperdíveis, mas se você comprar por impulso, eles vão vencer antes mesmo de serem abertos. Ou seja: dinheiro jogado fora.

Uma boa dica é que nas gôndolas dos supermercados, os produtos mais próximos da data de vencimento ficam na parte da frente. Por isso, prefira pegar os que estão atrás, mais escondidos, só não se esqueça de conferir validade antes de colocar no carrinho.

Use listas de compras no supermercado

Os corredores dos supermercados e os locais onde cada item fica posicionado são pensados para que você gaste mais. Geralmente, para chegar até os alimentos básicos, como arroz e feijão, você precisa passar por todos os corredores, e é aí que acaba comprando por impulso.

Isso pode ser evitado se sempre que for ao supermercado você levar uma lista de compras. Elas são um tipo de planejamento que garante que você abasteça a sua despensa com mais praticidade, rapidez, menos excessos – e o melhor: sem esquecer nada durante o processo.

Inclusive, atualmente existem até aplicativos para celular, nos quais você cria sua lista, em alguns casos, pode até visualizar o valor médio que ficará a compra. Porém, não importa se sua lista seja feita em um pedaço de papel ou em aplicativos mais elaborados, o ideal é se planejar com antecedência para não gastar mais do que o necessário e ficar sem dinheiro no final do mês.

Pague suas contas em dia

Um dos principais hábitos para ter uma vida financeira mais saudável é pagar suas contas em dia. Até porque, você não conseguirá poupar dinheiro ou viver tranquilamente caso tenha pendências em seu nome.

Pagar suas contas em dia evita que você seja cobrado por juros desnecessários, além de te ajudar a construir uma boa reputação no mercado, o que facilita seu acesso ao crédito.

Uma motivação para isso é adotar o Cadastro Positivo. Nele são registradas todas as contas que você paga, como luz, água, internet, boletos, dentre outras. Isso ajuda sua pontuação a subir, já que mostra que você é um bom pagador, ainda mais quando pagos em dia.

Inspire-se através de conteúdos sobre finanças

Para ter hábitos mais saudáveis para sua vida financeira, consumir conteúdos relacionados ao tema pode ser uma ótima alternativa, assim você aprende e se entretém ao mesmo tempo.

Você pode ouvir podcasts sobre finanças no caminho para o trabalho, assistir filmes e séries com histórias inspiradoras no seu tempo livre ou ler livros. É uma forma muito divertida e simples de aprender e inserir esses hábitos em sua vida. Abaixo separamos alguns artigos que vão te mostrar os melhores filmes, séries, livros e podcasts sobre esse universo:

Descomplicamos?

Se você chegou até aqui, saiba que o primeiro passo para conquistar uma vida financeira mais saudável já foi dado. Agora, procure aplicar aos poucos no seu dia a dia cada uma dessas dicas e, quando menos esperar, você estará seguindo todas elas sem nenhum esforço, ou seja, se tornando um hábito.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Não se esqueça de deixar o seu gostei e compartilhar essas dicas com um conhecido que também precisa colocar a vida financeira em ordem.

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa