Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Hotmart realmente dá dinheiro? Descubra agora mesmo

Por Camila SilveiraPublicado em

Você já deve ter se deparado com uma série de pessoas dizendo que ganham muito dinheiro através de plataformas de vendas, como a Hotmart. Ao mesmo tempo, deve ter se perguntado se isso é realmente verdadeiro e seguro.

Com o propósito de esclarecer todas as suas dúvidas a respeito disso, nós criamos este artigo. Aqui, você vai entender como funciona o marketing digital e como todas essas pessoas fazem para ganhar dinheiro na internet. Continue a leitura e aproveite o conteúdo.

Marketing digital é um meio, não um fim

Primeiramente, entenda que o marketing digital é um meio, não um fim. Em outras palavras, o marketing digital é uma ferramenta usada de forma extremamente estratégica para um objetivo específico que, neste caso, são as vendas em escala.

Todas as plataformas de produtos digitais, inclusive a Hotmart, fazem a intermediação dessas vendas.

Ou seja, você hospeda um produto digital no site, ele oferece as formas de pagamento para o consumidor (cartão de crédito, boleto, entre outros), recolhe o pagamento e passa o valor para você, descontando a taxa da plataforma.

A boa notícia é que na maioria das plataformas de hospedagem de produtos digitais, essa taxa só é cobrada no momento em que a compra é finalizada. Sendo assim, o vendedor só paga se de fato vender.

O segundo ponto a ser levantado é a consciência empresarial, afinal, um negócio na internet não deixa de ser uma empresa, devendo ser tratada como tal.

Para que você entenda melhor, vamos comparar o lançamento de um produto digital com uma loja de roupas: é como se o curso online fosse a peça de roupa mais vendida da loja, o marketing digital fosse a propaganda que a loja gravou para a divulgação, a Hotmart fosse o caixa eletrônico, a página de vendas fosse a vitrine da loja e os afiliados fossem os vendedores.

O que muda entre o empreendedorismo físico e o digital é a estratégia em si, no entanto, a característica empresarial permanece presente.

Sabendo, então, que um negócio online também representa uma empresa e que o marketing digital é sempre o meio, e não o fim, podemos responder sua dúvida: a Hotmart realmente dá dinheiro?

Hotmart realmente dá dinheiro? Descubra agora mesmo

Sim, a plataforma dá dinheiro, no entanto, é importante ressaltar que, como a Hotmart é uma ferramenta de hospedagem de produtos digitais, ela não paga seu usuário por simplesmente usar a plataforma.

É necessário realizar vendas de infoprodutos, como cursos online e e-books, para começar a ganhar dinheiro.

Na plataforma, você poderá produzir conteúdos por conta própria para vender ou tornar-se um afiliado de um determinado produtor para realizar vendas e ganhar comissões.

Para começar a obter uma renda, entre no site da Hotmart e cadastre-se. A partir do momento em que você fizer a sua primeira venda, deverá inserir sua conta bancária para sacar o valor recebido.

A boa notícia é que você não precisará pagar absolutamente nada para começar a ganhar dinheiro, a não ser que você queira investir em um treinamento para aprender todas as estratégias necessárias para realizar as vendas de forma mais assertiva.

Quais são as principais estratégias para obter sucesso com a Hotmart?

A grande verdade é que não existe nenhuma fórmula mágica. Em todos os casos, você precisará aprender todas as tendências e ações de marketing digital que geram maiores resultados, para conseguir realizar suas vendas de forma eficaz. Confira algumas dicas!

1. Desenvolva uma expertise

Se você já é muito bom em algo e deseja aprimorar, trabalhe nisso. Se você ainda não sabe muito sobre algum assunto, que outras pessoas também não sabem, trabalhe em se tornar conhecedor daquilo.

Desenvolver uma expertise deve ser pensado com muita calma e cautela, levando sempre em consideração o longo prazo, afinal, com o que você gostaria de trabalhar durante um bom tempo? Sobre o que você realmente tem prazer em falar?

Fora isso, evite optar por serviços ou produtos sobre os quais você não tem conhecimento, como, por exemplo, vender um curso sobre "como ganhar dinheiro na internet", sem sequer ter faturado com a internet. É necessário ter autoridade sobre aquilo que se vende para obter credibilidade e resultados melhores.

2. Converse somente com o seu público-alvo

Antes de se afiliar a um curso e sair fazendo diversas postagens aleatórias em diferentes redes sociais, é necessário definir o seu público-alvo: aquele que se identificará com o seu produto e que provavelmente irá comprá-lo.

Para defini-lo, responda às seguintes perguntas que colocaremos aqui embaixo e descubra qual é o perfil do seu cliente ideal:

  • Qual o gênero do seu público-alvo?;
  • Qual a idade ou faixa etária do seu público-alvo?;
  • Qual o seu objetivo de marketing desejado?;
  • Onde se localiza o seu público-alvo?;
  • Que interesses têm os compradores do seu produto?;
  • Que tipo de música seu público ouve?;
  • Que esporte seu público pratica?;
  • Quais as marcas das roupas que seu público usa?;
  • Entre outras perguntas.

Saiba que quanto mais perguntas específicas você fizer, mais facilidade você encontrará no momento de determinar o seu público. Com todas essas informações em mãos, torna-se possível elaborar e aplicar estratégias de conteúdo mais assertivas.

3. Escolha suas ferramentas de captação de público

É fato que para vender algo é preciso ter um público mínimo interessado naquele produto, mas, afinal, como atrair essas pessoas? 

É impossível dizer que a rede social X é boa e a Y é ruim, até porque cada uma exige um tipo de estratégia diferente.

Se o seu público for empresas de médio e grande porte, por exemplo, o LinkedIn pode ser a rede social mais adequada para suas estratégias.

Por outro lado, se o seu público envolve pessoas de 40 a 50 anos, o Facebook surge como uma excelente plataforma. De acordo com a própria empresa, 65% de adultos entre 50 e 64 anos utilizam a rede social.

De toda maneira, é preciso entender bem em qual contexto o seu público-alvo está inserido para aplicar as estratégias nas devidas plataformas.

4. Não foque somente nas vendas

Se você já ouviu falar em gatilhos mentais, deve saber que eles são excelentes técnicas psicológicas que induzem pessoas a tomarem determinadas decisões.

Já parou para pensar que quando você escuta ou lê a frase "a promoção acaba hoje", o gatilho mental de urgência é ativado em sua mente? 

O ponto negativo é que com a experiência no mercado digital, os gatilhos se tornam mais perceptíveis. Portanto, se o seu público já conhece tais estratégias, elas podem não ser tão eficazes – o que não quer dizer que elas não funcionam.

Quando o público percebe que a sua intenção é apenas vender a qualquer custo, um bloqueio é imediatamente criado na mente do consumidor.

Sendo assim, o melhor conselho é: use gatilhos mentais somente quando seu produto for tão forte quanto a expectativa criada pelo gatilho.

Dessa forma, você vai conquistando credibilidade e autoridade para alavancar seus resultados de forma sustentável.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Inter Pass: conheça a tag de pedágio do Banco Inter

Auxílio Belo Horizonte: saiba como solicitar e tire suas dúvidas

Principais filmes que todo apaixonado pelo mercado financeiro deve assistir

Black Friday 2021 dos bancos

5 aplicativos que podem te ajudar a economizar no combustível

BTG+ Go: chega de filas de pedágio e estacionamentos

Saque PIS/Pasep: veja quem poderá sacar a partir de 2022

PIS 2021/22: tudo sobre o pagamento do abono salarial