Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Inteligência financeira: como administrar o dinheiro

Por Leonardo JacominiPublicado em

Você vai ler sobre como administrar o dinheiro:

Não sabe como administrar o dinheiro? Anda perdido na hora de fazer as contas e muitas vezes nem sabe onde gastou? Hoje nosso papo é com você então. Vamos falar de inteligência financeira e organização.

Administrar o dinheiro de forma correta tem muitos benefícios. Alguns dos que podemos citar, é o equilíbrio das contas, saber o que pode ser cortado para poupar e claro, saber se o seu dinheiro está sendo bem gasto.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Faça uma pesquisa aí com as pessoas que estão perto de você ou com você mesmo. Será que as pessoas sabem o que acontece com dinheiro delas? Aposto que a maioria não.

Isso acontece simplesmente por não ter um controle e um bom planejamento. Parecem coisas difíceis. Posso te tranquilizar, você tira de letra essa, já que estamos falando do seu dinheiro e da sua vida pessoal.

Não tem outro jeito. Quer começar a economizar e viver melhor com a sua grana? Então, precisamos falar sobre o assunto e aprender a nos organizar melhor em questão financeira.

Tenho dicas bem legais para este post e que dão super certo para quem segue. Para quem nunca fez ou até para aqueles que já começaram a dominar o tema. Vem todo mundo!

Saber como administrar o dinheiro, é aprender a viver de uma forma diferente

Caramba, com um título desse, parece que vem coisa difícil por aí. Bem, na verdade vou te confessar que pode não ser tão fácil assim no começo, mas para gerir o próprio dinheiro com inteligência financeira, esse início é obrigatório.

Quando eu falo de reaprender a viver, me refiro sobre a forma em que nos acostumamos a levar as coisas e até mesmo nossa criação. Certamente, para as pessoas jovens e adultas, não tiveram uma educação financeira em casa ou na escola.

Isso nos torna consumistas irresponsáveis, o que claramente se reflete na forma em que tratamos o dinheiro e a nossa organização.

Então, o primeiro passo para que você saiba como administrar o dinheiro, é viver dentro do seu padrão de vida, uma coisa bem difícil de se ver.

Normalmente, as pessoas, famílias, gastam mais do que ganham. Aí já viu né, economia mandou um abraço!

Essa é uma regra de ouro – viva dentro do seu padrão de vida. Dizer mais não, pode salvar o seu mês e o seu orçamento.

Viver abaixo do que você ganha

Viver dentro do padrão de vida é um início. Para quem deseja começar a administrar o dinheiro com inteligência financeira, deve viver abaixo do que ganha.

Isso quer dizer que, quando você fizer as contas do seu orçamento mensal, calcule primeiro o valor líquido que você recebe, com todos os descontos.

Depois, procure ter em mente que, você tem um valor menor para gastar. Ou seja, se o seu salário líquido é de R$ 1.200, estipule que seus gastos devem ser sobre R$ 1.000.

Dessa forma, você claramente evita de gastar mais e ainda acaba economizando. Pode ser complicado no começo, ainda mais para quem não ganha bem e tem família maior.

Mas, tente fazer um esforço a cada mês, sempre lembrando de calcular abaixo. Vai valer a pena daqui um tempo quando você se acostumar e virar um exercício automático.

Vale uma dica aqui – coloque a família para administrar o dinheiro junto com você. Não vai ser muito legal você tentar economizar sozinho, se as outras partes não colaboram.

Cuidado com o cartão de crédito

Se a dica valiosa é viver dentro do seu padrão de vida e calcular os gastos abaixo do que você ganha, então tenha atenção ao cartão de crédito.

Ele ajuda muito na hora de comprar. É mais seguro, já que você não tem que levar dinheiro por aí, facilita a questão de troco e ainda facilita com uma data única de pagamento.

Mas, ao mesmo tempo, o cartão pode oferecer um limite maior do que você pode ter. Não se engane, ter um cartão com um limite maior, pode te prejudicar, com a falsa sensação de dinheiro e facilidade para comprar.

Por isso você deve ouvir na televisão, internet, os economistas alertando para as compras à vista. E administrar o dinheiro é poder fazer isso. Você vai ver nas próximas dicas como chegar a este dia de glória na sua vida – pagar tudo à vista e ainda com desconto.

Grande segredo para administrar o dinheiro

Você já aprendeu que para começar a administrar o dinheiro e não perder as contas, é necessário viver abaixo do que você ganha, para ter tranquilidade todo mês.

Eu separei um segredo bem legal, que está até se tornando uma moda no mundo financeiro e que pode ser bem legal para você.

O segredo se chama se pagar primeiro. É a mesma coisa do que guardar uma parte do seu salário antes de gastar. Ou seja, você vai decidir que todo mês, você deve ter um valor a se pagar, como uma prestação.

Isso deve ser o seu primeiro pagamento, se dê valor antes de pagar os bancos, lojas e serviços.

Estipule 10% a 15% no começo. Tudo depende do seu orçamento e momento. Mas, o importante é sempre ter uma reserva.

Esse dinheiro vai servir para imprevistos que acontecem, as famosas surpresas ruins, que normalmente dependem de dinheiro. Ter uma reserva de emergência é não passar sufoco e viver de bem com o dinheiro.

Investimento a curto, médio e longo prazo

Essa é a hora que muita gente pensa: xii, investimento? Então não é para mim! Posso provar que é para todos, aliás, obrigatório para um planejamento e organização com o dinheiro.

Quando falamos de investimentos de curto, médio e longo prazo, não me refiro aqueles investimentos na bolsa, em tesouro ou algo parecido. Mas, sobre o modo de pensar sobre seus sonhos.

Administrar o seu dinheiro antes de tudo, é colocar formatos e organizar o modo como você pensa. Todo mundo tem sonhos, desejos e objetivos. Para você se organizar, eles precisam de tempo.

Olha esse exemplo, funciona assim:

Você quer viajar para algum lugar legal. Este é um investimento a curto prazo. Ou seja, realizado em 1 ou 2 anos. Neste caso, você precisa se organizar e economizar, para conseguir o dinheiro da viagem até o tempo estipulado.

Agora, se você vai se casar, é investimento de médio prazo, realizado em até 5 anos.

Já planos para aposentadoria, uma casa maior ou um sonho mais caro, o investimento é de longo prazo, mais de 6 anos.

E assim deve funcionar o seu orçamento. Pensando em curto, médio e longo prazo. Assim, você tem o dinheiro à vista, com desconto e evita parcelamentos ou empréstimos, que geram mais dívidas e descontrole financeiro.

Veja como se planejar financeiramente aqui e coloque seus sonhos no seu orçamento!

Cuidado com os hobbies/lazer

Todo mundo tem um momento para se permitir fazer aquilo que gosta, e isso não é errado. O problema é quando isso se torna normal e acaba levando o seu dinheiro embora.

A autossabotagem é um perigo constante no orçamento. Funciona como uma dieta. Você pode fazer muito exercício e se regrar, mas a partir de quando se permite "sair do rumo", acaba tudo indo por água abaixo.

Os hobbies/lazer são fundamentais. Mas, ao mesmo tempo, podem ser prejudiciais, tudo com controle é melhor. Então, programe-se antes, veja se os seus objetivos naquele mês vão ser alcançados e lembre-se de dizer mais não, para o bem do seu bolso.

Dicas para administrar o dinheiro com facilidade

Pensando em você, separei algumas dicas rápidas, mas bem legais para ajudar no controle do orçamento aí na sua casa. Bora mudar a realidade e ter mais dinheiro no bolso!

Controle os gastos diariamente

Leve um lápis e um papel na bolsa, ou mesmo se você manda bem no celular, pode usar um aplicativo de planejamento financeiro. Isso vai te ajudar a fazer as contas dos seus gastos.

Qualquer coisa que você comprar, anote. No final do mês, separe por categorias os gastos, assim você consegue visualizar suas despesas e saber se foi bem ou pode cortar alguma coisa.

Quando a gente sai gastando por aí sem ter um controle, no final do mês, não sobra dinheiro e você não tem nem ideia de como isso aconteceu.

Tenha no máximo duas contas

Tenha no máximo duas contas correntes, tente ter uma só. Ter duas, serve para você se controlar com o próprio pagamento. Assim que destinar um valor para guardar, envie para uma conta separada daquela que você recebe seu salário.

Se a sua conta tiver opções de reservas diferentes, transfira para para locais separados.

Ah, bom lembrar, opte por uma conta corrente sem taxas. Todo banco tem obrigação de disponibilizar uma conta com serviços básicos sem cobrança! Outra dica legal, é usar as contas digitais gratuitas. Você tem acesso às suas informações bancárias no celular, bem mais fácil controlar.

Coloque as contas para vencerem no mesmo dia

Colocar todas as contas com vencimento no mesmo dia, evita que você esqueça de alguma ou gaste o dinheiro. Colocar o vencimento para perto da data de recebimento do salário, é uma ótima escolha.

Produtos financeiros sem cobrança

Assim como as contas bancárias sem taxa, escolha os produtos financeiros sem cobrança. O cartão de crédito que você tem, cobra anuidade? Então considere trocá-lo por um sem.

E assim com todos os outros produtos. Empréstimos, escolha sempre o banco que te oferece a menor taxa. Para investimentos, a corretora que disponibiliza os serviços sem taxa de manutenção.

Pequenas coisas como esta, evita que você pague mais do que deveria por um serviço e ainda ajuda a controlar o orçamento.

Gostou de saber sobre como administrar o dinheiro com inteligência financeira? Então fique ligado aqui no blog, tem muito conteúdo legal vindo por aí para te ajudar na missão educação financeira! Até a próxima.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Leonardo Jacomini

Jornalista e Produtor de Conteúdo Multimídia. Gosta de escrever sobre dicas úteis para o dia a dia, ainda mais quando o tema é economizar. Adora livros e assistir filmes e séries em seu tempo livre.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Ganho de capital: o que é e quem deve declarar no Imposto de Renda

Imposto de Renda 2021: por que não vou receber a restituição?

Banco do Brasil: veja como antecipar a restituição do Imposto de Renda

Qual a diferença entre produto e serviço?

Tesouro Direto: guia completo

Como é feito o cálculo do consumo de água?

Como ensinar crianças sobre educação financeira em casa?

Taxa rosa: o preço de ser mulher