Intercâmbio para França: quanto custa?

Quando o estudante pretende realizar um intercâmbio para França, ele precisa se atentar a vários fatores que podem influenciar na estadia dele no país como alimentação, moradia e muito mais. No artigo que preparamos, vamos mostrar quais são essas despesas. 

Por que morar na França?

Estudar francês na França vale muito mais do que se você decidir ir para o Canadá ou outro país que fale a língua nativa. Apesar dos preços serem um pouco mais caros, não há nada melhor do que o estudante ter uma verdadeira imersão na cultura francesa.

É no país que você pode colocar em prática tudo o que aprendeu durante seu cursinho preparatório, além de vivenciar a história e cultura da França. Só de andar pelas ruas e parques parisienses, você já mergulha em tudo que o local pode te proporcionar.

Mas afinal, quanto custa um intercâmbio para França?

Intercâmbio exige planejamento financeiro. A partir do momento que você começa o seu, já pode ficar mais tranquilo porque a probabilidade de acontecer algo errado é bem menor. Entretanto, é sempre bom analisar quais são os gastos que você vai ter durante toda sua estadia no país. Veja abaixo:

Cursos na França

Para fazer um intercâmbio de seis meses para a França, por exemplo, você pode chegar a gastar em torno de R$ 20 mil. Entretanto, quando for contratar um pacote, é interessante ver as opções que a empresa responsável disponibiliza. Lembre-se de avaliar o que está incluso, taxas e outras questões. 

Os tipos mais comuns são:

  • Curso de francês geral: este abrange habilidades essenciais da língua francesa como a fala, audição, leitura e escrita. Geralmente, o curso de francês é realizado em grupos de alunos com o mesmo nível de idioma que o seu.

  • Programa de férias teen: destinado a jovens e adolescentes de 10 a 17 anos. Este tipo combina o desenvolvimento do idioma francês com atividades culturais, esportes e diversão.

  • Programa para trabalhar na França: tem como objetivo proporcionar ao universitário o intercâmbio cultural por meio de uma experiência de trabalho remunerado, além do desenvolvimento do francês. 

  • Intercâmbio terceira idade: programa exclusivo para pessoas acima de 50 anos. Essa modalidade combina aulas com atividades culturais e excursões. São feitos sob medida para quem deseja aprender francês de maneira leve e descontraída.

  • Intercâmbio acima dos 30 anos: destinado para quem quer aprender francês em salas exclusivas e com pessoas da mesma faixa etária. Neste tipo, o aproveitamento do aluno em sala de aula pode ser mais vantajoso, já que os objetivos são geralmente os mesmos entre todos.

Além de avaliar as modalidades de intercâmbio, conheça outros fatores que influenciam na sua estadia:

Moradia na França 

Se a sua escolha for Paris, vai perceber que alugar uma casa ou apartamento por lá não fica muito em conta e isso se reflete nos preços das demais opções de moradia como hostels, casa de família, entre outras. 

No intercâmbio para França, o aluguel pode variar entre 770 euros (R$ 3 mil) e 1 mil euros (R$ 4 mil), dependendo do câmbio no dia. Já as cidades do interior, esse preço pode cair. Em Bordeaux ou Nice, o preço fica por 400 euros (R$ 1.600) a 700 euros (R$ 2.800). 

Um dica para economizar ao morar na França, é procurar pelas residências estudantis que são comuns nas universidades francesas. Outra opção é dividir um apartamento ou alugar apenas um quarto.

Transporte na França

Ao morar na França, você também precisa prestar atenção neste item. Se você fica num lugar estratégico, como é o caso  de Paris, vai perceber que a capital francesa oferece transporte público de qualidade. Tanto os ônibus quanto o metrô chegam a todas as regiões e a interconexão entre as linhas é muito bem planejada.

Em relação aos valores, o bilhete de metrô sai por ‎€1,80 e é possível comprar o cartão mensal por 70 euros. Em Nice, o preço gira em torno de ‎€1,50  por passagem e 38 euros se optar pelo cartão.

Alimentação na França

É possível fazer boas refeições diárias com apenas 50 euros (R$ 200) por dia. Se você conseguir preparar a própria comida em casa, esse preço cai mais ainda. Nos supermercados, é possível encontrar pratos congelados por 5 euros (R$ 20). 

Já em restaurantes, os menus completos com entrada e prato principal saem por 15 a 20 euros (R$ 60 a 80) em média. 

Além de avaliar esses fatores necessários para seu intercâmbio, você pode começar a analisar as opções de seguro viagem para que sua estadia seja mais segura e tranquila. Acesse o conteúdo que preparamos para você e entenda por que ele é importante e obrigatório.

Comente aqui embaixo se tiver qualquer dúvida! Até logo.

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00)
Loading...