Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Investidor-anjo: você sabe o que é e para que serve?

Por Janaína TavaresPublicado em

Você já ouviu falar no termo investidor-anjo? Sabe qual o propósito dessa pessoa? Para descomplicar a sua vida, vamos falar tudo a respeito desse profissional e como ele pode ajudar sua empresa. Acompanhe a leitura do artigo:

O que é?

O investidor-anjo surgiu de um movimento que tem como objetivo alavancar empresas ou transformar ideias em possíveis empreendimentos.

Sendo assim, este profissional pode ser considerado como um investidor, ou seja, uma pessoa física que tem poderes aquisitivos e uma vasta experiência em negócios. Normalmente, eles fazem investimentos em empresas que têm um potencial de crescimento.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Saiba como funciona

Na prática, o investidor-anjo trabalha como um sócio que fornece conselhos, orientações e dinheiro em relação a administração da empresa que ele está investindo. Portanto, essa pessoa é capacitada para tomar decisões importantes que envolvem a instituição em que ele atua.

Conheça esses investidores

A principal característica do investidor-anjo é que ele tem a profissão de investidor de empresas, como já foi dito. Contudo, ele também pode ter algumas habilidades e conhecimentos essenciais como em administração, gestão, negócios e muito mais.

É importante destacar também a postura desse profissional que, em certos aspectos, pode ser comparada com a de um professor. Isso significa que ele prestará os auxílios e suportes necessários para que o empreendimento recém-criado possa crescer gradativamente e de forma saudável.

Observação: o investidor-anjo não cobra pelos seus serviços quando a empresa começa a gerar lucro.

O que o investidor-anjo procura?

As áreas mais procuradas por eles são aquelas que estão envolvidas com o setor de tecnologia como o desenvolvimento de aplicativos, por exemplo. Porém, cada investidor terá suas próprias características de investimento próprio. Vale lembrar que, independentemente da área de atuação, o investidor-anjo está atento ao crescimento daquela empresa. 

Agora, fale pra gente. A sua empresa precisa sair do papel? Considere ter o apoio de um investidor-anjo. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa