Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

IOF: governo vai aumentar o imposto para custear novo Bolsa Família

Por Thais SouzaPublicado em

Na última quinta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou um decreto aumentando as alíquotas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). As novas alíquotas começam a valer a partir do dia 20 de setembro e serão temporárias. Entenda.

O que você procura?

IOF mais alto

O aumento das alíquotas do IOF vai valer tanto para transações de crédito feitas por Pessoas Jurídicas, como para Físicas. As novas alíquotas começam a valer a partir desta segunda-feira, 20 de setembro, com validade até 31 de dezembro deste ano.undefinedundefined

Para Pessoas Jurídicas, a alíquota anual do IOF nas operações de crédito era de 1,50% e passou para 2,04%. Para Pessoas Físicas, a alíquota era de 3,0% ao ano e passou para 4,08%.

O objetivo do aumento é elevar em R$ 2,14 bilhões a arrecadação do imposto, para custear o Auxílio Brasil, novo programa social de transferência de renda que reformula e amplia o Bolsa Família.

O objetivo é elevar a arrecadação em R$ 2,14 bilhões para custear o Auxílio Brasil, o programa que reformula e amplia o Bolsa Família planejado pelo governo. De acordo com o ministro da economia, Paulo Guedes, o valor do novo benefício deve ficar na faixa de R$ 300.

"A medida irá beneficiar diretamente cerca de 17 milhões de famílias e é destinada a mitigar parte dos efeitos econômicos danosos causados pela pandemia", informou a Secretaria-Geral da Presidência da República.

O decreto com as novas alterações do presidente foi publicado no Diário Oficial da União e terá validade imediata e não precisa da aprovação do Congresso Nacional.

Comparativo das novas alíquotas de IOF

Alíquota diária atual Alíquota anual atual Nova alíquota diária  Nova alíquota anual
Pessoa Física 0,0082% 3,0% 0,01118% 4,08%
Pessoa Jurídica 0,0041% 1,50% 0,00559% 2,04%

O que é o IOF?

O IOF é um impostos cobrado pelo governo para transações financeiras  e serve para gerar receita para União. Ele incide sobre várias operações, como de cartão de crédito, cheque especial, compra de dólar, envio de dinheiro para o exterior ou compra um imóvel financiado.

  • Financiamento: em casos de financiamento imobiliário, o IOF é cobrado juntamente com os custos financeiros da operação;
  • Cartão de crédito: o IOF incide sobre as compras feitas por brasileiros com o cartão de crédito internacional no exterior, presencial ou online;
  • Cheque especial: ao entrar no cheque especial, o cliente paga IOF e os juros da operação;
  • Câmbio: ao comprar ou vender moeda estrangeira, o consumidor tem que pagar um porcentual para o governo na forma de IOF;
  • Investimentos: em algumas aplicações financeiras, o investidor tem que pagar IOF sobre seu ganho quando faz o resgate de um investimento;
  • Seguros: a contratação de seguros também prevê a cobrança de IOF.

Leia também

O aumento do IOF também vai impactar e encarecer os empréstimos. Confira abaixo mais informações sobre o assunto:

  • Aumento do IOF vai encarecer empréstimos: veja simulações

Boa leitura e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Foregon participa da 9ª edição da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo

Foregon Marca Presença na 6ª Edição do CX Summit

Foregon está no TOP 10 Fintech – Distrito Awards 2022

Foregon está entre as Melhores Empresas para Trabalhar GPTW – Tecnologia da Informação 2022.

Real Valoriza após Resultado das Eleições [2022]

Nubank Ultravioleta: nova Regra para Isenção de Anuidade

Smiles Friday: saiba como concorrer a 1 milhão de milhas

Auxílio Brasil Sofrerá Redução para Quem Solicitou o Consignado