limpar-o-nome-credito-aprovado

As contas chegam, o dinheiro acaba, as dívidas acumulam e sem conseguir pagá-las, você vê seu nome em órgãos de protesto. É, muita gente passa por isso, e para conseguir um crédito de novo fica complicado! Por isso, trazemos dicas especiais para você tentar limpar o nome e voltar a ficar no azul!

As dívidas levam a negativação. Com o nome restrito, os bancos dificultam a aprovação de um produto financeiro, como o empréstimo e cartão de crédito, por exemplo.

Já que a instituição financeira acredita que, quem está nessa situação não consegue pagar as dívidas, é normal os pedidos serem negados, diminuindo a chance de “calote” ao banco.

Nessa hora é preciso ter calma e não sair por aí procurando por milagres. Muitas pessoas acabam se enrolando ainda mais, contratando crédito com juros enormes ou acreditando em pessoas mal-intencionadas, que prometem limpar o nome.

Às vezes pode demorar um pouco para ter uma solução. No entanto, não existe fórmula mágica. Mas, trouxemos algumas dicas que podem te ajudar com o tempo e você se ver livre das dívidas. Bora conhecer?

Por que as pessoas ficam negativadas?

As dívidas “sujam” o nome. Ou seja, se você faz compras em lojas ou gasta no cartão e não consegue pagar, seu nome vai parar em órgãos de proteção ao crédito, isso é o que negativa o cliente, entenda:

Assim que você não faz o pagamento de uma dívida, a loja ou empresa, envia seu nome para protesto. Esses órgãos, como o Serasa, SPC, SCPC, etc. são consultados todas as vezes que alguém pede crédito.

E se há alguma conta em aberto, isso dificulta a sua “credibilidade” com os bancos, conhecido também como restrição no CPF. Por isso, é tão importante limpar o nome!

Qual o problema de ter nome sujo?

A primeira consequência de ter seu nome restrito é a concessão de crédito. Quando você precisa de um cartão, empréstimo ou outro produto financeiro, pode ser que não seja disponibilizado um serviço como você esperava.

Pode acontecer também de não conseguir fazer compras parceladas ou até comprar eletros no crediário.

Resumindo, sua vida financeira pode ficar bem complicada, sem conseguir crédito com os bancos e financeiras e quando consegue, os juros podem ser bem elevados!

O que é análise de crédito?

Como você deve ter visto, todas as vezes que o cliente pede crédito no banco, seja um cartão ou mesmo empréstimo, é feita uma análise sobre ele como consumidor.

Essa avaliação tem como objetivo saber se a pessoa terá condições de arcar com uma nova dívida e pagar as parcelas ou a fatura. A análise envolve diversas ferramentas, e pode variar de banco para banco, veja:

Ferramentas mais comuns para análise de crédito:

  • Documentação: essa primeira etapa certifica-se sobre a pessoa que pede o crédito e se não é alguém se passando por outra. Comprovantes de endereço e renda também são analisados para saber qual o melhor produto.
  • Histórico de relacionamento: essa é uma prática comum, avaliar seu relacionamento com a instituição. Se você já pediu crédito com ela, se pagou e como pagou, por exemplo.
  • Órgãos de proteção: Serasa, SPC, entre outros, são empresas que os bancos procuram para saber sobre a vida da pessoa quanto consumidor. Ou seja, se ela paga as contas em dia, se tem dívidas em aberto, etc.
  • Score: a pontuação gerada pelos órgãos de proteção ao crédito é um tipo de “nota” para cada cliente. Essa avaliação mede se a pessoa tem baixas, médias ou altas chances de pagar suas dívidas.
  • Análise do produto: procure solicitar um produto que condiz com seu perfil. Um cartão de crédito que exija uma renda mais alta ou um empréstimo que seus ganhos não o cubra, podem ser recusados.

Como funciona meu score?

Essa ferramenta mede o grau de confiança no pagamento de uma pessoa baseado no grupo de pessoas com perfil igual ao seu. Entenda:

A pontuação do score vai de 0 a 1000, sendo que quanto mais perto de mil, melhor!

limpar-o-nome

Contas em aberto, dívidas antigas e histórico financeiro “sujo”, podem derrubar sua pontuação. Mas tem algumas dicas para ver seu score subir novamente:

O que fazer para o score subir?

Se anda difícil ser aprovado em um produto financeiro porque seu score está baixo, mas você não está negativado, alguma dessas opções podem te ajudar:

1Pagar contas em dia!

Evite atrasar o pagamento das contas. Ficar atento ao vencimento de suas faturas e boletos é fundamental. Quando você atrasa, seu histórico fica sujo e conseguir crédito fica complicado.

Pagar sempre em dia ou até adiantado, vale a pena! Isso é creditado no seu comportamento como consumidor (abra um Cadastro Positivo).

2Ter contas em seu nome

Talvez, você não esteja negativado e mesmo assim não consegue um cartão de crédito ou empréstimo. Isso pode ser consequência de falta de contas em seu nome e assim, não ser reconhecido como consumidor.

Então, na hora dos bancos te analisarem financeiramente, não encontram informações relevantes sobre você. Nem o próprio score pode ser gerado por falta de informações.

Contas bancárias, contas simples, como de telefone, água e luz, podem ajudar a compor seu score. Isso te ajuda a ser reconhecido como um bom consumidor, se pagar em dia.

3Atualize seus dados

É importante sempre atualizar seus dados, tanto em instituições onde você pede crédito, como nos órgãos de proteção ao crédito. Se não tem cadastro nesses sites, você pode se inscrever gratuitamente e atualizar suas informações.

Essa tarefa, garante que você tenha informações como consumidor e as instituições te reconheçam na hora da análise.

4Cuidado com a frequência de pedido de crédito

Alguns hábitos podem levar seu score lá para baixo, como pedir vários cartões de crédito, empréstimo ou aumento de limite ao mesmo tempo.

Essa ação de baixar seu score é como uma proteção para você mesmo. Os sistemas entendem que, pode ser uma pessoa mal-intencionada usando seu CPF para pedir crédito. E para evitar isso, seu score é diminuído, para que os bancos/instituições não liberem crédito.

Sua pontuação pode ficar baixa por algum tempo, e caso uma solicitação de crédito seja reprovada, o indicado é esperar cerca de 6 meses para tentar fazer uma nova proposta.

5Negocie as dívidas

Se você tem contas em aberto, pode tentar negociá-las com o credor. Procurar para quem você deve para negociar é o começo para aumentar seu score. Você pode conseguir condições favoráveis, como juros menores e parcelas que você consiga pagar.

6Cadastro positivo

O Cadastro pode ser feito em bancos que você tem relacionamento. Ou pelo site dos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa, SCPC Boa Vista e SPC gratuitamente.

Assim que você paga uma conta, essa informação vai para esse “banco de dados” e pode ser acessada pelos bancos ou financeiras na hora da análise de crédito. Algumas dessas contas que entram no Cadastro Positivo são:

  • Contas pagas no geral
  • Compras com cartões
  • Financiamentos
  • Empréstimos

Essas informações das suas contas pagas, ajudam seu score aumentar. Se você é bom pagador, mas não possui contas em seu nome, não há informações suficientes para atribuir uma pontuação.

Ou se você já tem uma boa pontuação, o Cadastro Positivo ajuda a manter seu score e melhora suas chances de aprovação de crédito, já que os bancos têm acesso a informação de que você paga suas contas em dia.

Como limpar o nome?

Se você quer voltar a ter crédito aprovado, a primeira coisa é limpar o nome. Infelizmente, não há outro caminho a não ser pagar o que você deve! Algumas dicas podem facilitar esse processo, veja:

  • Negociar

Antes de procurar um empréstimo ou outra forma de quitar suas dívidas, procure para quem você deve. Negociar pode ser o melhor caminho, já que a sua dívida pode ser amenizada, tirando juros, multas e quem sabe, voltar ao valor original. Tente negociar as parcelas, para que você consiga pagar mais tranquilamente.

  • Pagar à vista

pagando à vista, a sua dívida diminuir bem, obtendo vantagens desta forma. Conseguindo juntar dinheiro e negociar à vista, você se livra de vez das contas atrasadas e limpa seu nome.

  • Empréstimo

Os juros das contas atrasadas podem ser bem altos. Enquanto o do empréstimo pessoal ou consignado são menores e podem te salvar nesse momento.

Você paga a dívida “de uma vez” e consegue limpar o nome. Ficando com o compromisso de manter em dia as parcelas do empréstimo.

O empréstimo pessoal pode ser complicado de conseguir, já que o nome está “sujo”. Você pode tentar o consignado, aquele que desconta o valor da parcela diretamente do seu salário ou até um empréstimo para negativado.

Essa última opção tem juros maiores, por isso é muito importante pesquisar bem antes de fechar negócio.

Depois de pagar, em quanto tempo meu nome fica limpo?

Assim que suas contas são totalmente pagas e nada mais fica em aberto, as empresas têm até 5 dias úteis para retirar seu nome dos órgãos de protesto. Nenhum dia a mais pode ser adicionado, e lembre-se de pegar o recibo.

Esse comprovante será necessário caso seu nome não seja retirado no tempo determinado, que pode ser reclamado na empresa. E se mesmo assim persistir, o cliente pode buscar ajuda no Procon.

A dívida “caduca”?

Sim, a dívida prescreve depois de 5 anos. Mas, mesmo assim, ela pode atrapalhar na hora de conseguir crédito ou comprar com a instituição em que você ficou devendo.

A nossa dica é de evitar pensar por esse meio. Cinco anos com essa conta em aberto, pode prejudicar bastante a sua vida. Com um pouco de esforço e planejamento, você consegue se organizar e ficar tranquilo com as contas.

Pronto para limpar o nome?

Esperamos que as dicas para limpar o nome tenham sido úteis para você. Se estiver pensando em quitar suas dívidas ou já está nesse processo, conta para a gente nos comentários! Te espero na próxima,

Leonardo Jacomini da Foregon.

 

Este conteúdo foi útil para voce? 1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 voto(s), média: 3,85)
Loading...