Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

MEI: posso solicitar empréstimo mesmo com o nome negativado?

Por Sabrina VansellaPublicado em

Se você é Microempreendedor Individual (MEI) e quer fazer um empréstimo, mas está com o nome sujo, este artigo é para você.

Mesmo que muitas organizações financeiras façam uma pesquisa de crédito para autorizar os valores ao requisitante, qualquer MEI que está com os pagamentos de impostos em dia e o CNPJ ativo, pode estar solicitando empréstimos.

O que você procura?

Descubra como solicitar o valor das taxas e quais as chances de aprovação.

Antes de iniciar, separe os documentos necessários para levar a instituição que será solicitada o empréstimo. Sendo eles:

  • RG e CPF;
  • Certificado de Microempreendedor Individual;
  • Plano de investimento que explique qual será o destino do dinheiro;
  • Comprovantes de renda da empresa e pessoal;
  • Comprovante de residência.

Como as taxas de juros funcionam?

É importante ressaltar que cada instituição financeira possui suas próprias normas, o que pode acabar mudando o gasto para o solicitante, porém a maioria das condições resultam do Microempreendedor no Serasa.

Ou seja, é feita uma análise do score e da situação atual do solicitante, por meio do sistema de score do Serasa. Portanto, quanto mais baixo for seu score de crédito no Serasa, maior serão as taxas cobradas.

A pontuação do score 

O score, basicamente, está atribuído diretamente ao histórico financeiro da pessoa e aponta o seu risco de inadimplência para outras instituições. Esse fator pode influenciar nas solicitações de empréstimo, cartões de crédito, entre outros produtos.

A pontuação é calculada de 0 a 1000, variando de acordo com boas e más atitudes no mercado. Confira detalhes da pontuação:

  • 0 a 300 pontos: grande risco de inadimplência pelos próximos 12 meses;
  • 301 a 700 pontos: risco moderado de inadimplência pelos próximos 12 meses;
  • 701 a 1000 pontos: baixo risco de inadimplência pelos próximos 12 meses.

Dicas que aumentam suas chances de aprovação

O ideal é que o solicitante comunique seu orçamento mensal para a instituição financeira e seja transparente durante o processo. Uma dica para aumentar as chances de ter seu empréstimo aprovado, é negociar parcelas que não sejam superiores a um terço da sua renda mensal, dessa forma, você não fica com a impressão que está acumulando uma grande dívida.

Gostou do conteúdo?

Acompanhe o blog da Foregon para não perder nenhuma novidade! Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe nos comentários.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Foregon: Como Funciona a Solicitação de Empréstimos?

Empréstimo Débito em Conta [O que é, Características, Taxas]

Empréstimo com Dinheiro Guardado Nubank: Como Contratar?

Como usar seu Terreno como Garantia para Obter um Empréstimo

Empréstimo imobiliário: dicas para contratar

Beneficiários do Auxílio Brasil podem fazer empréstimo na Caixa?

A CredFácil é Confiável? Confira

Empréstimo consignado empresa privada: entenda como funciona