Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Melhores investimentos para 2020: guia completo

Por Janaína TavaresPublicado em

Este ano tem sido um período de desafios para muitos brasileiros, seja por causa da pandemia do novo coronavírus ou até mesmo pelas oscilações no mercado financeiro. Contudo, será que mesmo diante desse cenário você pode investir? Quais seriam os melhores investimentos para 2020?

Já vamos adiantar para você que é possível, sim, investir nesse ano e ainda encontrar aplicações financeiras que conseguem lidar com esse momento de incertezas.

No entanto, o melhor caminho para trilhar a sua jornada de investimentos em 2020, é ter mente que vários fatores podem influenciar diretamente a sua experiência nessa área como, por exemplo, as altas do dólar, a taxa Selic a 2% e, é claro, os impactos causados pela Covid-19.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Por isso, com o objetivo de te ajudar a alcançar as suas metas financeiras, preparamos esse guia completo que vai trazer informações úteis e necessárias para você que pretende investir. Caso queira saber mais, basta acompanhar a leitura do nosso artigo.

O que é um investimento?

Para te situar melhor, é interessante deixar claro alguns conceitos primeiro. Um deles, e talvez um dos mais importantes, é entender o que é um investimento.

Portanto, esse termo está ligado ao ato de investir, ou seja, você faz uma aplicação do seu capital para conseguir um rendimento (ganho) no futuro sobre o valor que foi investido, por exemplo: juros, lucros, dividendos, dentre outros.

Além disso, existem diversos tipos de investimento, desde os mais tradicionais como é o caso da poupança, até aplicações em renda fixa e variável.

Quais são os perfis de investidores?

Para começar a investir do jeito certo e achar os melhores investimentos para 2020, é fundamental que todo investir saiba reconhecer qual é o seu perfil.

Isso vai ajudar você a escolher os investimentos mais adequados para suas demandas e, ainda, evitar possíveis frustrações no futuro.

Com o perfil de investidor, é possível identificar sua tolerância a riscos e, consequentemente, às perdas e ganhos do capital investido.

Sendo assim, existem três categorias de investidor: o conservador, o moderado e o agressivo, conhecido também como arrojado.

Logo abaixo, vamos mostrar as principais características de cada uma dessas opções. Analise-as com bastante atenção e veja se você se encaixa em alguma delas:

Conservador

O perfil conservador é a opção preferida de quem está dando os primeiros passos dentro da área de investimentos.

Isso porque essa categoria preza segurança de suas aplicações, ou seja, a prioridade é investir em ativos que possuem menos riscos e chances de perdas como, por exemplo, as opções de renda fixa e títulos do Tesouro Direto.

Moderado

Por outro lado, essa segunda alternativa pode ser considerada como um meio termo entre o perfil conservador e o agressivo.

Isso significa que o investidor moderado já entende melhor a dinâmica do mercado. Por isso, ele se dá a liberdade de escolher aplicações mais voláteis para ter um rendimento mais vantajoso. 

Contudo, ele ainda gosta ter um boa segurança dentro da sua carteira de investimentos. Dessa forma, o investidor consegue diversificar a sua cartela de aplicações, optando tanto por investimentos de renda variável como os de renda fixa.

Agressivo

Já no perfil agressivo, o investidor tem um amplo conhecimento nessa área e está disposto a correr um risco maior para obter os melhores rendimentos.

Sendo assim, ele vai optar por uma carteira de investimentos bem diversificada que será composta, por exemplo, por câmbio, commodities, ações e muito mais. Isso mostra que ele não teme as oscilações no curto prazo.

Como escolher os melhores investimentos para 2020?

Agora que você já conhece e sabe qual é o seu perfil de investidor, é preciso estudar essa área de investimentos, compreendendo como cada aplicação funciona, quais os riscos de cada uma, dentre outros aspectos importantes.

Assim, você vai se familiarizando melhor conforme o tempo. No entanto, você não precisa ser um expert para começar a investir, mas é essencial sempre estar estudando sobre o assunto e adquirindo conhecimento. Para te ajudar, separamos esse conteúdo que você precisa ler:

A partir do momento que você começa a ter mais autoridade a respeito dessas questões, já está mais preparado para escolher os melhores investimentos para 2020.

Entretanto, para complementar essa experiência, talvez seja interessante também buscar por uma consultoria de investimentos ou instituições financeiras que conseguem te dar todo o suporte para começar a investir.

Como começar a investir em 2020?

Se você quer ter os melhores investimentos para 2020 e evitar alguns erros, que tal definir os seus objetivos financeiros que te motivam a entrar nesse cenário?

Nisto, você deve descobrir quais são os seus objetivos de curto, médio e longo prazo. Além do mais, avalie sua tolerância aos riscos do mercado, a possibilidade de fazer a sua própria reserva de emergência e a quantia que você tem disponível para investir.

Importante: durante essa análise, não deixe de lado o contexto atual pelo qual o Brasil está passando.

Monte seu planejamento financeiro para começar a investir

Como você já deve ter notado, investir não é tão simples assim. Você deve, antes de mais nada, descobrir qual é o seu perfil de investidor, começar a estudar mais sobre investimentos e estabelecer seus objetivos.

Tudo isso serve para tornar essa jornada mais leve e tranquila para você. No entanto, outro item que vai te ajudar será o seu planejamento financeiro.

Ele, que é indispensável para qualquer etapa da sua vida, vai contribuir ativamente na organização e controle dos melhores investimentos para 2020.

Por isso, monte uma planilha e detalhe quais são os objetivos, as aplicações escolhidas, os períodos de resgate, os rendimentos esperados, além das possíveis perdas.

Faça da melhor maneira para você, o importante aqui é criar o seu planejamento para ter uma gestão eficiente dos seus investimentos.

Quais os melhores investimentos para 2020?

Essa é uma resposta que depende de alguns fatores, principalmente do seu perfil de investidor e objetivos.

Dito isso, vão existir aplicações financeiras ideais para você, mas que talvez não se encaixam no perfil de um amigo seu, por exemplo.

Portanto, logo a seguir, você vai conferir uma lista que elaboramos com os principais investimentos de acordo com cada categoria de investidor:

Investimentos para o perfil conservador

Ativos de curto prazo Tesouro Selic, CDB de liquidez diária, fundo de renda fixa.
Ativos de médio a longo prazo CDB, LCI, LCA, fundo de investimento e Previdência Privada.

Por que são os mais indicados? Porque, com eles, você tem uma noção de quais serão os seus rendimentos.

Investimentos para o perfil moderado

Ativos de curto prazo CDB de liquidez diária, fundo de renda fixa, fundo multimercado, fundo de ações, ETFs e fundo imobiliário.
Ativos de médio e longo prazo CDB (indexado ao IPCA), LCI, LCA, investimentos no exterior e Previdência Privada.

Por que são os mais indicados? Porque, com essas opções, você pode deixar o seu capital rendendo por mais tempo. Indicado também para os que têm como foco um objetivo de médio prazo, de três a cinco anos.

Investimentos para o perfil agressivo

Ativos de curto prazo CDB de liquidez diária, fundo de renda fixa, fundo multimercado, ações, ETFs e fundos imobiliários.
Ativos de médio e longo prazo CDB (indexado ao IPCA), LCI, LCA, debêntures, investimentos no exterior e Previdência Privada.

Por que são os mais indicados? Porque eles possibilitam uma rentabilidade mais vantajosa, ao mesmo tempo que também oferecem mais riscos para o investidor. Indicados para as pessoas que têm metas a longo prazo, acima de cinco anos.

Dica extra para os melhores investimentos em 2020

Procure fazer os melhores investimentos para 2020 por meio de uma corretora ou um banco médio. Eles são dois tipos de instituições que disponibilizam, normalmente, aplicações mais baratas e um retorno maior para o seu bolso.

Melhores investimentos para quem tem pouco dinheiro

Um dos maiores mitos que existem é dizer que pessoas com pouco dinheiro não conseguem fazer investimentos.

Atualmente, há diversas aplicações que são acessíveis para qualquer público, independentemente se a pessoa tem um maior poder aquisitivo ou não.

Um bom exemplo disso é o Tesouro Direto, que geralmente é usado para quem quer começar a construir o próprio patrimônio. Nesta opção, é possível encontrar aplicações a partir de R$ 30.

Outras alternativas que servem para quem tem pouco dinheiro são:

  • Certificado de Depósito Bancário (CDB): além de ser seguro e contar com o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) no valor de até R$ 250 mil de reembolso por CPF, o CDB é um titulo bastante comum e você consegue encontrar no mercado opções a partir de R$ 100;
  • Aplicações em fundos e ações: mesmo sendo de renda variável, esses dois investimentos não exigem valor mínimo.

Onde investir com a queda da taxa Selic?

No mês de agosto, a taxa Selic chegou a 2% depois de uma decisão do Comitê de Política Monetária (Copom).

Mas você entende por que essa redução da taxa básica de juros pode influenciar nos seus investimentos?

Toda vez que isso acontece, a tendência é que a inflação aumente, impactando dessa forma os seus títulos que estão atrelados ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e, também, as aplicações de renda fixa como, por exemplo: opções do Tesouro Direto atrelados à Taxa Selic.

Vale destacar ainda que, com a queda dessa taxa, o Certificado de Depósito Interbancário (CDI) tende a diminuir, assim como o rendimento dessas aplicações.

Porém, isso não quer dizer que você não pode investir nesse cenário. Basta acessar nosso artigo em que falamos de todas as melhores alternativas para esse momento.

Vale a pena investir em meio ao coronavírus?

A pandemia da Covid-19 vem trazendo transformações em todos os setores do mercado. Desde que ela chegou ao Brasil, a crise econômica no país se intensificou e isso também atinge os seus investimentos.

Por isso, essa é uma hora que você pode adotar uma postura mais conservadora no sentido de escolher com calma e critério os seus ativos.

É claro que você ainda pode aplicar o seu dinheiro, entretanto, trace uma estratégia que condiz com o seu perfil de investidor.

Conteúdos que você precisa conhecer

Antes de ir, selecionamos outros artigos da Foregon que podem fazer a diferença para você:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você. Qualquer dúvida ou sugestão sobre os melhores investimentos para 2020, envie seu comentário para que possamos responder. Não esqueça de compartilhar esse conteúdo com os seus amigos e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Janaína Tavares

Jornalista e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, a Janaína (ou Jana). Como redatora, ama os conteúdos sobre dicas financeiras. Preza pela checagem de todas as informações e o conteúdo perfeito para ela, é aquele que ajuda o leitor a resolver um problema, ensinando e orientando o leitor a tomar a melhor decisão.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Ativos reais: o que são e quais os riscos?

O que avaliar antes de escolher uma corretora de investimentos

O código é lei: entenda as plataformas de contratos inteligentes

Tecnologia: vale a pena investir no setor?

Confira 4 investimentos que te protegem da inflação

O que é e como funciona o crédito privado?

Diferença entre data de vencimento e carência em investimentos de Renda Fixa

O que são investimentos alternativos e quais as vantagens na diversificação do seu portfólio?