Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Mercado espera que Taxa Selic feche o ano em 5,50%

Por Camila SilveiraPublicado em

O mercado financeiro manteve a mesma expectativa de algumas semanas atrás para a taxa básica de juros, a Selic.  De acordo com uma pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central, a taxa Selic pode fechar o ano de 2021 em 5,50%.

Recentemente, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa em 0,75%, passando para 3,50% ao ano, conforme indicado pela diretoria do Banco Central, no mês de abril.

A boa notícia é que para o fim de 2022, a projeção é de que a taxa básica de juros suba para 6,25% ao ano. Para o fim de 2023 e 2024, a previsão é de 6,5% ao ano.

O Banco Central utiliza a taxa Selic como o principal instrumento para controlar a inflação. Quando o Copom aumenta essa taxa básica de juros, alguns reflexos nos preços aparecem, porque os juros mais altos encarecem os créditos e estimulam a poupança, desaquecendo a economia.

Como a inflação ficará?

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano subiu mais uma vez, passando de 5,04% para 5,06%. Foi o quinto aumento consecutivo na estimativa.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Para 2022, a previsão da inflação subiu de 3,6% para 3,61%. Para 2023 e 2022, a estimativa para o índice é de 3,25%.

A projeção para 2021 está próxima do limite da meta de inflação que deve ser perseguida pelo Banco Central. A meta, determinada pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

PIB e câmbio

As instituições bancárias consultadas pelo Banco Central aumentaram a estimativa para o crescimento da economia brasileira em 2021 de 3,14% para 3,21%.

Para o ano que vem, a precisão para o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 2,31% para 2,33%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta o PIB em 2,5%.

A expectativa para a cotação do dólar passou de R$ 5,40 ao final de 2021 para R$ 5,35. Para o final de 2022, a projeção é de que a moeda americana permaneça em R$ 5,40. Em 2023 e 2024, a estimativa é de que o dólar fique em R$ 5,20 e R$ 5,10, respectivamente.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Score Serasa: pagar contas em dia terá peso ainda maior para aumento da pontuação

Cartão Visa Infinite: conheça a novidade do Banco do Nordeste

Cartão de crédito Caixa Econômica: saiba como manter anuidade grátis

Fintech Magalu: conheça os novos produtos e serviços financeiros

Bandeira verde deixará a conta de luz mais barata?

PicPay Card: anuncia fim da promoção de cashback de 5%

Conheça a nova função de consulta ao score de crédito do PicPay

Falha de sistema no C6 Bank resulta em desvio de R$ 23 milhões