Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Mercado espera que Taxa Selic feche o ano em 5,50%

Por Camila SilveiraPublicado em

O mercado financeiro manteve a mesma expectativa de algumas semanas atrás para a taxa básica de juros, a Selic.  De acordo com uma pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central, a taxa Selic pode fechar o ano de 2021 em 5,50%.

Recentemente, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa em 0,75%, passando para 3,50% ao ano, conforme indicado pela diretoria do Banco Central, no mês de abril.

A boa notícia é que para o fim de 2022, a projeção é de que a taxa básica de juros suba para 6,25% ao ano. Para o fim de 2023 e 2024, a previsão é de 6,5% ao ano.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O Banco Central utiliza a taxa Selic como o principal instrumento para controlar a inflação. Quando o Copom aumenta essa taxa básica de juros, alguns reflexos nos preços aparecem, porque os juros mais altos encarecem os créditos e estimulam a poupança, desaquecendo a economia.

Como a inflação ficará?

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano subiu mais uma vez, passando de 5,04% para 5,06%. Foi o quinto aumento consecutivo na estimativa.

Para 2022, a previsão da inflação subiu de 3,6% para 3,61%. Para 2023 e 2022, a estimativa para o índice é de 3,25%.

A projeção para 2021 está próxima do limite da meta de inflação que deve ser perseguida pelo Banco Central. A meta, determinada pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

PIB e câmbio

As instituições bancárias consultadas pelo Banco Central aumentaram a estimativa para o crescimento da economia brasileira em 2021 de 3,14% para 3,21%.

Para o ano que vem, a precisão para o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 2,31% para 2,33%. Em 2023 e 2024, o mercado financeiro projeta o PIB em 2,5%.

A expectativa para a cotação do dólar passou de R$ 5,40 ao final de 2021 para R$ 5,35. Para o final de 2022, a projeção é de que a moeda americana permaneça em R$ 5,40. Em 2023 e 2024, a estimativa é de que o dólar fique em R$ 5,20 e R$ 5,10, respectivamente.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Marketing digital: House Academy lança curso gratuito

Aneel suspende corte de luz de famílias de baixa renda até setembro; entenda

Zoom: compre produtos na plataforma e ganhe até 7% de cashback

Banco digital: Volkswagen conta com nova modalidade voltada a caminhoneiros

Banco Central pretende lançar sistema que facilita devolução de dinheiro

INSS: prova de vida volta a ser obrigatória; confira os prazos

Confira 21 opções de sites de emprego para quem está em busca de uma vaga

Crédito: Serasa muda cálculo do score; confira como fica