Foregon.comConteúdos

Minha Casa Minha Vida: programa recebe novo nome e terá corte de juros

Por Janaína TavaresPublicado em
Compartilhe

Durante uma cerimônia no Palácio do Planalto que ocorreu no dia 25 de agosto, o governo lançou o programa habitacional Casa Verde e Amarela, novo nome do Minha Casa Minha Vida criado em 2009.

Dentre as mudanças anunciadas pelo governo, esse programa terá como objetivo melhorar as propostas habitacionais que existem.

Além disso, o seu público-alvo passa a ser as famílias com renda média mensal de até R$ 7 mil, sendo que os juros do financiamento das habitações serão menores para quem mora nas regiões Norte e Nordeste do país.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Juros do novo Minha Casa Minha Vida

Pelo programa Casa Verde e Amarela, os juros cobrados nos financiamentos serão de:

Regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste

  • Grupo 1: de 5% a 5,25% (não cotista do FGTS) e de 4,5% a 4,75% (cotista do FGTS);
  • Grupo 2: de 5,5% a 7% (não cotista) e de 5% a 6,5% (cotista);
  • Grupo 3: de 8,16% (não cotista) e de 7,66% (cotista).

Regiões Norte e Nordeste

  • Grupo 1: de 4,75% a 5% (não cotista do FGTS) e de 4,25% a 4,5% (cotista do FGTS);
  • Grupo 2: de juros de 5,25% a 7% (não cotista) e de 4,75% a 6,5% (cotista);
  • Grupo 3: de juros de 8,16% (não cotista) e de 7,66% (cotista).

Já no antigo Minha Casa Minha Vida, os juros eram de:

  • Faixa 1,5: 5% (não cotista do FGTS) e 4,5% (cotista do FGTS);
  • Faixa 2: 5,5% a 7% (não cotista) e de 5% a 6,5% (cotista);
  • Faixa 3: 8,16% (não cotista) e 7,66% (cotista).

Faixas de renda do novo Minha Casa Minha Vida

Outra mudança feita no programa habitacional foram as alterações nas faixas de renda dos beneficiários, mas o governo ainda não informou quais serão as taxas de juros aplicadas. Portanto, ficou definido:

  • Grupo 1: renda de até R$ 2 mil;
  • Grupo 2: renda de R$ 2 mil a R$ 4 mil;
  • Grupo 3: renda de 4 mil a R$ 7 mil.

Importante: se você faz parte do Grupo 1, poderá ter regularização fundiária, melhora habitacional, além de uma compra subsidiada e financiada.

Vale destacar aqui ainda que, antigamente, as faixas de renda do Minha Casa Minha Vida eram:

  • Faixa 1: renda de até R$ 1,8 mil;
  • Faixa 1,5: renda de até R$ 2,6 mil;
  • Faixa 2: renda de até R$ 4 mil;
  • Faixa 3: renda de R$ 4 mil a R$ 7 mil.

Regularização fundiária do novo Minha Casa Minha Vida

O governo também anunciou que o novo programa habitacional pretende regularizar dois milhões de moradias e promover melhorias em 400 mil casas até 2024.

Para isso, ele vai ficar responsável por selecionar projetos apresentados por empresas e prefeituras.

Neste contexto, o governo vai fazer um levantamento para verificar as condições socioeconômicas das famílias e, por fim, oferecer melhorias nas residências como, por exemplo:

  • Construção de telhado;
  • Quarto extra;
  • Banheiro;
  • Instalações elétricas;
  • Instalações hidráulicas;
  • Acabamentos em geral;
  • Instalação de equipamentos de aquecimento solar, dentre outros.

Conteúdos que você precisa conhecer

Para complementar ainda mais a sua jornada aqui com a gente, confira outros artigos que podem fazer a diferença nesse momento:

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com o nosso conteúdo. Em casos de dúvidas ou sugestões, envie seu comentário para que possamos responder. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe nas suas redes sociais

Janaína Tavares

Jornalista e produtora de conteúdo, é Redatora na Foregon. Apaixonada por cinema e pelo mundo asiático, seu foco está em entregar textos úteis e inspiradores.

Ver todos os posts

Leia a seguir

  • Dicas financeiras

    Passagem aérea mais cara: saiba como economizar na próxima viagem

  • Dicas financeiras

    Funcionário com contrato suspenso deve ter período de férias adiado

Ver mais conteúdos

Veja o que estão comentando

Principais conteúdos

Principais assuntos

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Dicas financeiras