Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Nova placa Mercosul: guia completo

Camila SilveiraPublicado em

Em fevereiro de 2020, foi implementada a nova placa Mercosul em território nacional, apesar disso, vale ressaltar que somente alguns casos exigem a substituição da antiga placa pela nova.

Os Departamentos de Trânsito estaduais cobram a troca em casos de primeiro emplacamento para carros novos, alteração de categoria (quando um veículo particular passa a ser um carro de frota ou aluguel), furto, roubo, extravio ou dano à placa e troca de município.

Você encontra nesse artigo:

Características da placa Mercosul

Sobre as suas características, a Placa de Identificação Veicular (PIV) continua branca, porém com uma faixa na cor azul na margem superior. Ao lado esquerdo, está o logotipo do Mercosul, ao lado direito a bandeira do Brasil e no centro, em letras maiúsculas, a escrita BRASIL.

Vale notar que na parte branca, abaixo da escrita Mercosul, existe um QR Code que nós vamos explicar ao longo do artigo. Por último, o novo padrão de estampagem é composto por sete caracteres alfanuméricos.

É possível ter a nova placa Mercosul mesmo não sendo obrigatório?

A resposta é sim. Quem tiver interesse em trocar a placa, pode realizar esse procedimento, mesmo não estando enquadrado nos casos citados anteriormente. No entanto, é importante ressaltar que é indispensável a realização de vistoria veicular para fazer a substituição e emitir o novo Certificado de Registro de Veículo (CRV).

Qual é o valor e como emplacar um veículo agora?

Os valores podem mudar de acordo com cada estado. Em São Paulo, por exemplo, o Detran sugere às emplacadoras os preços de R$ 138,24 para carro, ônibus e caminhão e R$ 114,86 para motocicletas.

Caso você queria saber precisamente o custo em sua região, acesse o site do Detran do seu estado e consulte essa informação.

Mudança no processo de emplacamento

Processo de emplacamento: como era

Vale enfatizar que o processo de emplacamento também mudou. Antes, o Detran era responsável por emitir o Certificado do Registro de Veículo (CRV) e, após receber a taxa paga pelo proprietário do veículo, a placa era autorizada.

Em seguida, o dono tinha de ir com o veículo até o posto de lacração, determinado pelo Departamento, para que os dados de ordem de emplacamento fossem conferidos e, como resultado, o procedimento fosse encerrado com a aplicação da nova placa.

Processo de emplacamento: como é agora

Hoje em dia, com a mudança, o CRV é emitido e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) é informado pelo Detran que a placa Mercosul deve ser produzida.

O dono do veículo, por sua vez, recebe a autorização para estampagem da placa Mercosul e escolhe o fornecedor, que pode ser conferido no site do Detran de seu estado. Na emplacadora, o código de Autorização de Estampagem (AE) é veiculado ao QR Code e, depois disso, a placa pode ser aplicada.

Saiba que o Detran SP disponibiliza uma lista das empresas estampadoras de placas que são credenciadas e prestam o serviço. Para obter informações mais detalhadas sobre os locais de instalação, entre em contato com as empresas.

Como converter os caracteres alfanuméricos do novo modelo de placas?

Caso um motorista de um automóvel usado, que já tenha placa, faça a substituição da mesma para o novo modelo, os Detran deverão realizar a conversão dos caracteres alfanuméricos.

O antigo formato (XXX0000) foi substituído pela nova combinação (XXX0X00). A tabela de conversão está disponível no site do Detran e permite que haja uma relação entre as placas antigas e novas.

Placa antiga Nova placa
0 A
1 B
2 C
3 D
4 E
5 F
6 G
7 H
8 I
9 J

Como você pode perceber na imagem acima, a placa Mercosul terá o segundo número substituído por uma letra. Por exemplo: GAH1930 se tornará GAH1J30.

Com esse novo formato, é possível realizar mais de 450 milhões de combinações diferentes, que equivale a um número 160% maior do que era permitido no modelo anterior.

De acordo com o Detran, levando em consideração o padrão de crescimento da frota de veículos no país, a expectativa é de que a nova placa Mercosul valha por mais de 100 anos.

Curiosidades sobre a placa Mercosul

Quando o motorista for emplacar um carro zero, ele receberá uma lista de placas que poderá usar em seu veículo. Sendo assim, ele poderá escolher qual sequência será estampada em seu automóvel, sem precisar pagar nada por isso.

A parte superior pintada de azul e o fundo brando da placa Mercosul serão sempre padrão para os veículos, o que muda são as cores das escritas. Entenda detalhadamente:

  • Carros com placa de coleção são identificados pelos caracteres na cor cinza;
  • Veículos de aluguel ficaram com a cor vermelha;
  • Os automóveis com a placa predominantemente azul são oficiais;
  • Os veículos diplomáticos estão entre os de cor dourados;
  • Placas verdes são aquelas que anunciam os carros de teste de fabricantes ou outras empresas do segmento.

O que tem no QR Code da placa Mercosul?

Como dissemos anteriormente, o QR Code é um dos elementos que compõem a nova placa Mercosul, mas afinal, o que acontece quando alguém faz a leitura deste código? É simples, em uma tabela, aparecem todos os dados da estampagem, como:

  • Números e letras da placa;
  • Unidade Federativa (UF) em que foi realizado o emplacamento;
  • Situação veicular (ativa ou inativa);
  • Dia e hora em que a estampagem ocorreu.

Além dessas informações, são apresentados os caracteres finais do chassi do automóvel, marca, modelo, ano de fabricação e ano do modelo do carro. Mas, não se preocupe: nem todos possuem acesso à essas informações. Elas são exclusivas para quem possui um cadastro no Denatran.

História da placa Mercosul

Desde 2018, o Departamento Nacional de Trânsito brasileiro passou a instalar as novas Placas de Identificação Veicular (PIV) no padrão Mercosul. O primeiro estado que aderiu o novo modelo foi o Rio de Janeiro e, em fevereiro de 2020, a novidade tornou-se obrigatória em todo o país.

Apenas duas mudanças no design ocorreram desde que ela foi aprovada. Em 2010, uma resolução unificou os modelos das estampas nas placas de veículos dos países Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.

A versão mais moderna, que se tornou padrão, é isenta da identificação escrita do município onde foi feito o emplacamento e conta com um QR Code que permite a rastreabilidade, dificultando a clonagem e falsificação. Além da reformulação do antigo padrão, agora toda placa exige a sequência: 3 letras, 1 número, 1 letra, 2 números.

Dúvidas frequentes sobre a placa Mercosul

Quando devo colocar a placa Mercosul?

Os Departamentos de Trânsito estaduais cobram a troca em casos de primeiro emplacamento para carros novos, alteração de categoria (quando um veículo particular passa a ser um carro de frota ou aluguel), furto, roubo, extravio ou dano à placa e troca de município.

Quais as letras da placa Mercosul?

A placa Mercosul segue o formato LLL NLNN – sendo a letra L para letra e N para número.

Qual o valor da placa Mercosul?

Os valores podem mudar de acordo com cada estado. Em São Paulo, por exemplo, o Detran sugere às emplacadoras os preços de R$ 138,24 para carro, ônibus e caminhão e R$ 114,86 para motocicletas.

Como fazer a nova placa Mercosul?

Para isso, é necessário procurar por uma das empresas estampadoras credenciadas pelo Detran, realizar a aquisição da placa e o serviço de fixação, que será realizado pela própria estampadora.

Como identificar cidade na placa Mercosul?

Pelo aplicativo Sinesp Cidadão, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, é possível digitar as letras e números da placa e saber a marca, modelo, ano de fabricação, cidade e estado de origem do veículo.

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Imposto de renda: saiba como sair da malha fina

Aumento da energia: saiba quais são os vilões da conta de luz

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa