Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

O Auxílio Emergencial vai voltar em 2021?

Por Camila SilveiraPublicado em

Depois que o ano de 2020 acabou, muitas pessoas perguntaram se o Auxílio Emergencial iria continuar sendo pago pelo Governo Federal. Porém, de acordo com o presidente Jair Bolsonaro e o Ministro da Economia, Paulo Guedes, uma nova rodada de pagamentos desse benefício pode quebrar o país.

Estratégias do Governo Federal

Em uma entrevista da Rádio Bandeirantes de São Paulo, em que foi debatido assuntos sobre os benefícios que poderiam ajudar a população de baixa renda, que ainda enfrenta a pandemia, o Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou que o novo Bolsa Família já estava pronto e deveria ser lançado nesta semana.

Lorenzoni também ressaltou que o governo ainda possui algumas cartas na manga, como: a antecipação do décimo terceiro salário para segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a possibilidade de antecipação do abono salarial PIS/Pasep e uma nova rodada do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

O ministro também acredita que os novos presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, que são diretamente ligados ao Planalto, não colocarão em pauta uma possível volta do Auxílio Emergencial. Isso significa, portanto, que a volta do benefício, muito provavelmente, não irá acontecer. 

Frente a um cenário de muitas incertezas, agravamento da crise econômica provocada pela pandemia, atraso das vacinas, colapso dos sistemas de saúde do Amazonas e a crescente taxa de desemprego, o Auxílio Emergencial seria a opção mais fácil a ser oferecida no momento. Porém, o governo pretende desenvolver novos programas para esse cenário.

"Lamento, o pessoal quer que continue (o Auxílio), vai quebrar o Brasil. Vem inflação, descontrole da economia, vem um desastre e todo mundo vai pagar caríssimo. Temos que trabalhar", afirmou o presidente Jair Bolsonaro. Por fim, também voltou a citar que a capacidade de endividamento do país "chegou ao limite".

Gostou do conteúdo?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

O Auxílio Emergencial vai voltar em 2021?

Conheça o ‘Auxílio Emergencial’ para moradores da cidade de Belém

O que é necessário para receber a vacina contra o coronavírus?

Procon alerta para anúncio falso de vacina contra o covid-19

Como a pandemia afetou a economia brasileira em 2020?

Benefícios de aplicar o Auxílio Emergencial no Nubank ou Banco Inter

Réveillon 2021: festas são canceladas em diversos estados

Digitalização na pandemia: como as empresas têm investido em tecnologia?

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Especial coronavírus