Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O Pix vai acabar com as TEDs DOCs e boletos?

Por Banco PANPublicado em

Divulgado em fevereiro, o Pix foi oficialmente lançado no dia 16 de novembro. As vantagens do meio de pagamento criado pelo Banco Central já foram bastante divulgadas. É um meio rápido, seguro e econômico de fazer transações e pagamentos instantaneamente. Os clientes evitam toda a burocracia que tem acompanhado essas transações nos últimos anos.

Mas isso significa, necessariamente, o fim e a necessidade de outros meios como o TED, o DOC e os boletos?

Não! Em princípio, eles continuam à disposição do consumidor para utilizá-los como bem preferirem. O Pix é apenas uma alternativa a eles, facilitando as transferências e os pagamentos para pessoas físicas e jurídicas.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

No próprio site do Banco Central, consta uma explicação do objetivo da criação do Pix:

"Assim como a TED e o DOC, o Pix é um meio de pagamento à disposição da população. Trata-se de uma forma adicional de realizar pagamentos e transferências. Não há intenção do BC em extinguir outros meios de pagamento".

Só que o pagamento instantâneo promovido pelo Pix — que pode ser feito em segundos, a qualquer dia e em qualquer horário, inclusive fins de semana e feriados — reúne vantagens com relação ao TED e ao DOC, como:

  • No TED, a transferência é feita no mesmo dia caso a transação seja feita até as 17h (do contrário, só no dia seguinte);
  • No DOC, o valor cai na conta depositada apenas no dia seguinte;
  • O DOC tem um limite de operações no valor de R$ 4.999,99;
  • O DOC e o TED exigem algumas informações do pagador para confirmar a sua autenticidade.

Já o Pix não tem um limite mínimo e de transferências realizadas — embora cada banco e instituição financeira possa definir um, se preferir —, além de confirmar a transferência em questão de segundos. E a chave Pix, que pode ser simplesmente o seu endereço de e-mail, CPF ou telefone, é a única informação que você precisa compartilhar para fazer uma transferência ou pagamento.

O Pix vai acabar com os boletos?

Embora seja uma forma de pagamento instantâneo, o Pix não é uma solução para a quitação de boletos. Ele pode ser usado como um meio complementar de pagamento para o consumidor, mas quem optar pelo boleto deve quitá-lo do jeito convencional. Ou seja, usando o código de barras como sempre foi feito.

O Pix, aliás, não possui código de barras. Ao em vez dele, utiliza o QR Code. Então, quem desejar inserir o Pix entre os meios de pagamento pode ter duas escolhas:

  • Código de barras em um boleto bancário convencional;
  • QR Code do Pix.

Portanto, mais uma vez não existe a possibilidade imediata de o Pix acabar com os boletos. Ele chega para se somar aos tradicionais meios de transferência (DOC e TED) e de pagamento (boleto).

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Banco PAN

O Banco PAN atua com foco em pessoas físicas, ofertando crédito consignado (empréstimo e cartão de crédito), financiamento de veículos usados e motos novas, além de conta corrente digital completa, cartões de crédito e venda de seguros

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: pagamento via WhatsApp é uma ameaça?

Confira o passo a passo de como agendar um Pix no Nubank

Pesquisa aponta que Pix é o 2º meio de pagamento preferido dos brasileiros

Confira 4 benefícios do Pix para e-commerces

Banco Central deve lançar o Cartão Pix para pagamentos offline

Pix: como gerar QR Code pelo aplicativo da Caixa

Golpe do Pix Agendado é falso; entenda

Pix: sistema pode ser utilizado para pagamento de impostos e tributos