Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que acontece se eu faltar no aviso prévio?

Por Camila SilveiraPublicado em

O desligamento de um profissional pode causar uma quebra de contrato entre a empresa e o funcionário. E, nesse caso, cabe a parte interessada comunicar com, no mínimo, 30 dias de antecedência para garantir a segurança de ambas as partes. Esse prazo tem o objetivo de ajudar todos os envolvidos no processo de demissão e é o que denominamos de aviso prévio. 

Muitas dúvidas permanecem durante o processo de desligamento de um profissional e dentre elas está: o que acontece se eu faltar no aviso prévio? Nesse artigo, você vai conferir quais são as consequências de não cumprir essa obrigação, e como resultado, evitar maiores problemas envolvendo o seu perfil profissional.

O que acontece se faltar durante o aviso prévio?

No caso do aviso prévio trabalhado, o funcionário pode escolher entre trabalhar duas horas a menos por dia ou não ir nos últimos sete dias do prazo. Portanto, nessa situação, há a possibilidade de faltar durante o aviso, caso contrário, o trabalhador não poderá deixar de cumprir com a obrigação.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Entenda que, durante o período de aviso, as obrigações permanecem. O empregador continua pagando o salário, concedendo intervalos e mantendo o ambiente de trabalho saudável. No caso do funcionário, ele continua prestando os serviços, cumprindo a jornada e respeitando todas as normas da empresa. 

O profissional que faltar durante o aviso prévio, correrá o risco de sofrer descontos no salário, quando for o momento de receber a rescisão. Além disso, caso as faltas sejam excessivas, pode haver outras advertências, suspensão e até mesmo demissão por justa causa. 

E aí, descomplicamos?

É importante tomar cuidado com esse fator para não provocar maiores problemas envolvendo o seu perfil profissional. Caso você não queira cumprir o aviso prévio após solicitar o desligamento da empresa, entre em contato com o seu empregador e tente negociar um acordo, para que nenhuma das partes sofram prejuízos. 

Restou alguma dúvida? Deixe um comentário e até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa

Dia dos Namorados: planejamento financeiro em conjunto

Está apertado? Confira como fazer um empréstimo seguro!

Reserva de emergência: o que é e como montar?

Banco Inter: conheça a conta digital kids