Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que avaliar antes de comprar uma ação?

Por Thais SouzaPublicado em

Muitos investidores ainda acreditam que para ter sucesso no mercado financeiro é necessário ter sorte. No entanto, não é bem assim que funciona. Na hora de comprar uma ação, por exemplo, é necessário realizar uma série de análises. Neste artigo você vai conferir o que deve ser avaliado antes da compra de um ativo financeiro. Vamos lá?

O que avaliar antes de comprar uma ação? 

Basicamente, existem duas principais formas de avaliação antes da compra de ações. Isso pode ser feito por meio de uma análise técnica ou fundamentalista. Abaixo vamos explicar como funciona cada uma delas: 

  • Análise técnica de ações: aqui o investidor deve levar em consideração a oferta e a demanda, ou seja, a quantidade de ativos disponíveis para negociação. Nessa análise é necessário estudar aspectos mais técnicos, como gráficos relacionados aos volumes de negociação e a movimentação dos preços;
  • Análise fundamentalista de ações: já na análise fundamentalista, o investidor precisa investigar mais a fundo sobre a empresa na qual ele pretende aplicar seu dinheiro, considerando aspectos sobre fluxo de caixa, lucro trimestral, balanço patrimonial, demonstração de resultados e outros dados que indicam a saúde financeira da empresa e sua capacidade de arcar com os dividendos.

Os cinco principais indicadores para você analisar 

ROE

ROE é a sigla para o termo Return on Equity, que em português significa retorno sobre o patrimônio. Trata-se de um indicador que mede a rentabilidade de uma empresa ao analisar quanto de lucro ela gera com o dinheiro investido por acionistas.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

DY

Quando um investidor aplica seu dinheiro em ações de uma empresa, ele se torna "sócio" dela, ou seja, recebe uma parte dos lucros gerados. No Brasil, as companhias de capital aberto devem distribuir pelo menos 25% dos seus lucros aos acionistas, proporcionalmente à quantidade de ações que cada investidor comprou. Esses pagamentos são chamados de dividendos. 

O Dividend Yield (DY), que em português significa rendimento de dividendo, é um indicador que aponta o quanto uma empresa paga em dividendos a cada ano em relação ao preço atual de sua ação. Geralmente as empresas já publicam o seu DY, mas ele também pode ser obtido por meio da fórmula abaixo:

DY = (total em proventos em dinheiro [últimos 12 meses] ÷ preço atual da ação) x 100.

Preço e Lucro (P/L)

O índice de preço por ação/lucro por ação (P/L) é um indicador que aponta se uma ação está cara ou barata. Geralmente é utilizado em comparações de empresas do mesmo segmento.

Esse indicador serve para que o investidor saiba qual será o tempo necessário para que a rentabilidade das ações cubra o valor inicialmente investido. Quanto menor o P/L de uma empresa, mais barata a ação estará e vice-versa. 

Dívida líquida/patrimônio líquido

Esse indicador é o resultado da divisão da dívida de uma empresa pelo seu patrimônio líquido. O resultado expresso em porcentagem demonstra a proporcionalidade entre o que a empresa tem e o que ela deve.

LPA

A sigla LPA representa o Lucro Por Ação. Esse indicador mostra a parcela do lucro líquido correspondente a cada ação. Seu cálculo é feito da seguinte forma: divisão do Lucro Líquido da empresa pelo número de ações em circulação.

Se a empresa tiver um bom LPA, isso significa que suas ações estão tendo um bom desempenho no mercado, portanto, aposte nelas.

Descomplicamos? 

Este conteúdo faz parte da missão da Foregon de descomplicar assuntos mais complexos do mercado financeiro. Esperamos ter te auxiliado de alguma forma. Aproveite e fique por dentro de outros artigos relacionados:  

Ah, e se ficou com alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo que entraremos em contato em breve. Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

5 livros sobre investimentos que você precisa conhecer

Rentabilidade fora da bolsa: 5 investimentos alternativos mais promissores de 2021

Plataforma íon promete revolucionar a experiência de investir

Open banking: o que muda para o investidor?

Qual a diferença entre a conta rendeira e o CDB PagBank?

Previdência privada: PGBL ou VGBL? Entenda qual o plano ideal para você

Baixa renda e preconceito: entenda porque o brasileiro prefere investir na poupança

Ativos reais: o que são e quais os riscos?