Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que é Gestão Financeira Empresarial?

Por CeleroPublicado em

Desde o dia em que uma empresa nasce, passando pelo seu crescimento e chegando aos momentos de crise, uma atividade empresarial requer especial atenção: a gestão financeira.

Não é à toa que 60% das empresas que abrem hoje fecham as portas em até 5 anos, de acordo com dados do IBGE — elas não acompanham a movimentação das suas finanças de forma profissional.

Tudo em uma empresa é gestão — seja de pessoas, de projetos ou de recursos. A gestão financeira empresarial pode ser definida, então, como a administração dos recursos de uma empresa.

A questão que fica é: o que isso significa, na prática? De quais diferentes formas os recursos podem ser administrados? E para quais finalidades?

É muito comum escutar por aí que a gestão financeira não passa de anotar, em uma planilha ou em um caderno, os registros de entradas e saídas de dinheiro no caixa da empresa.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Mas essa resposta não é suficiente — ela não atende completamente à definição da gestão financeira como administração dos recursos da empresa. Quando se fala em gerir os recursos, é necessário ter em mente que isso envolve não apenas o passado financeiro da sua empresa, mas principalmente o futuro dela.

Gestão financeira está ligada, portanto, a todas as atividades que te ajudam a entender a forma como a sua empresa gasta o dinheiro e a ser capaz de prever as consequências futuras dos seus investimentos para tomar decisões.

Entre essas atividades se destacam algumas, como por exemplo a análise do fluxo de caixa. Tanto o regime de caixa quanto o de competência são importantes para a gestão financeira, mas é inegável que o dinheiro que está pronto para ser usado — ou seja, que está em caixa — é um indicador muito mais palpável da saúde financeira do negócio.

A gestão no dia a dia é a mais comum em qualquer empresa, e mesmo o menor dos negócios acaba se deparando com problemas relacionados ao caixa.

Por outro lado, há a gestão de investimentos, no caso de um crescimento saudável da empresa. É através da gestão das finanças que se faz possível investir com segurança em novos projetos — sejam eles a expansão das franquias, a compra de maquinário ou a contratação de novos colaboradores.

Não se pode esquecer, também, da gestão de crise — é muito raro uma empresa crescer rapidamente sem atrair investimentos ou se endividar. Por vezes, isso pode causar uma instabilidade, e é essencial saber administrar o dinheiro para manter o negócio operando.

Por fim, mas não menos importante: para que a gestão financeira seja feita da forma correta, é necessário obter relatórios financeiros que forneçam informações sobre a situação real da empresa, financeiramente falando.

Mais do que tudo, a gestão financeira é a única forma de garantir que a sua empresa não quebre — e permitir que ela esteja sempre crescendo e se expandindo.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

O que é pró-rata e como calculá-lo?

5 dicas para viver com um salário mínimo

5 dicas de como ganhar dinheiro sendo estudante

Cheque: entenda o que é e conheça suas variações

Lei do Superendividamento: saiba como renegociar suas dívidas sem extrapolar seu orçamento

Como se organizar para comprar sua casa própria em 2022

Conta bancária: conheça os principais tipos

Transferência bancária: como funciona a operação?