Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos

O que é IOF e como ele influencia no seu empréstimo?

Por Thais SouzaPublicado em

Na hora do aperto, muitas pessoas recorrem aos empréstimos. Mas, a maioria delas não sabe quais são as taxas e impostos que fazem o valor final ser bem maior que o contratado. O IOF, por exemplo, é um deles e, neste artigo, vamos descobrir o que é esse imposto e como ele influencia no seu empréstimo. Vamos lá? 

O que é IOF?

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é um tributo cobrado em todas as operações que envolvem crédito, como: câmbio, seguro, compras com cartão de crédito, financiamentos, dentre outros. 

Por que é cobrado?

Esse imposto é nacional e é cobrado de Pessoas Físicas e Jurídicas, como uma forma do governo regular a economia e arrecadar fundos. 

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

As alíquotas (porcentagem) dele, que incidem sobre cada operação de crédito, podem variar de acordo com os interesses e objetivos do governo. Por exemplo, se o intuito é diminuir as importações e aumentar as exportações do país, a alíquota aumenta para importações e diminui para exportações. 

Como é feito o cálculo do IOF de empréstimos?

No caso de empréstimos, o tributo incide sobre as parcelas mensais. A taxa cobrada para essas operações de crédito é de 0,38% + uma alíquota diária, que varia conforme a modalidade do empréstimo.

O que mais é importante saber

  • A alíquota do imposto não incide sobre os juros do empréstimo e, sim, sobre o valor da operação;
  • Ele não incide sobre o pagamento, no caso, sobre parcelas já pagas;
  • Para operações de crédito, o imposto é de 3% ao ano, calculado no momento da liberação do crédito.

Relação entre CET e IOF

O Custo Efetivo Total (CET), como o nome já diz, representa o valor final do empréstimo. Ou seja, o valor depois da adição de todos os encargos, tarifas, taxa de juros, seguros, tributos e outras despesas cobradas do cliente.

Esses valores podem parecer pequenos quando inseridos no CET, porém, é importante entender o que você está pagando e comparar o preço final antes de contratar um empréstimo.

Então, ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário que a gente descomplica para você. 

Até a próxima 😉 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida de pessoas que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Nubank lança nova modalidade de empréstimo com juros menores

PicPay oferece empréstimo sem necessidade de conta em banco e outras vantagens

Banco da Amazônia: saiba como solicitar o empréstimo pessoal

Empréstimos do Banco da Amazônia: conheça

Empréstimo para microempreendedores do Banco da Amazônia

Empréstimo Nubank: contrate na hora e pague em até 24 meses

Empréstimo banco Banestes: conheça e veja como solicitar

Caixa: como funciona o empréstimo de até R$ 100 mil para negativados?

  1. Home
  2. Conteúdo
  3. Empréstimo