Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que é spread bancário e como ele influencia sua vida

Por Sabrina VansellaPublicado em

Provavelmente você já tenha ouvido falar sobre o spread bancário quando o assunto é a alta de juros no Brasil, mas afinal, o que esse termo significa? O spread bancário nada mais é do que a diferença entre os juros que você paga ao banco e o que ele te retorna ao investir na instituição financeira. Continue a leitura e saiba mais!

Spread bancário: o que é?

Após solicitar um empréstimo para uma instituição financeira e ser aprovado, você deverá devolver o valor acrescido de juros. Mas você sabia que também existe a situação contrária? Quando você faz investimentos na poupança ou em determinadas opções de Renda Fixa, você está emprestando dinheiro ao banco, que te retorna o valor acrescido de juros. 

É perceptível que os juros bancários para os cidadãos brasileiros são mais altos que o retorno da poupança e dos investimentos de Renda Fixa. O nome dessa diferença é: spread bancário.

Por exemplo: em 2021 o rendimento da poupança encerrou em 6,37% ao ano para Pessoas Físicas, mas para algumas opções de empréstimo pessoal, os juros cobrados pelas instituições financeiras chegaram a mais de 30% a.a. Nesse caso, o spread bancário é de aproximadamente 24%. 

Isso significa que quanto maior essa diferença, melhor a remuneração da instituição financeira em relação a você. É importante ressaltar que o valor também sofre alterações de acordo com cada cliente do banco e operação financeira após a análise de crédito.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Consulte seu CPF grátis e receba as melhores ofertas!

Mais de 300 opções entre cartões de crédito, contas e empréstimos.

Consultar CPF grátis
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Como os bancos chegam ao valor do spread bancário?

Assim como todo negócio, os bancos também precisam se preocupar com lucros, custos de operações e outras variáveis para evitar a falência. Por isso, o spread bancário existe e é composto por:

  • Custo administrativo: custos como salários, operação de agências, caixas eletrônicos, aluguéis, contas de água e luz, entre outros; 
  • Encargos, depósito compulsório e FGC: parte dos depósitos recebidos pelos bancos são retidos pelo Banco Central e uma parcela dos recursos são destinados ao Fundo Garantidor de Crédito;
  • Inadimplência:  também é levado em consideração o risco da instituição financeira não receber os pagamentos dos clientes;
  • Impostos: os impostos sobre as operações financeiras também são responsáveis por impactar no spread bancário, os principais são o IOF, IR, COFINS, PIS e CSLL;
  • Lucros: os donos e acionistas de bancos também buscam lucros.

Como o spread bancário impacta no dia a dia?

Quanto mais baixas as taxas de juros estão, maior o incentivo para as pessoas solicitarem e consumirem serviços de crédito, como: empréstimos, financiamentos, cartões, entre outros. 

Caso o spread bancário esteja alto, menores são as ofertas de crédito para a população que busca evitar taxas altas. Mas em casos de necessidade, muitas pessoas aceitam algumas ofertas de crédito mesmo com o spread bancário em alta.

Por isso, ao reduzir o spread bancário, algumas atividades econômicas se tornam mais viáveis e atrativas para a vida da população, já que facilita o acesso ao crédito e a negociação de dívidas.

Descomplicamos?

Nesse artigo te explicamos o que você precisa entender sobre esse termo de formas simples e rápida. Esperamos ter ajudado. Se gostou, não esqueça de curtir. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Sabrina Vansella

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos noticiosos e sobre dicas financeiras. Procura simplificar e melhorar a qualidade de vida dos usuários e, para isso, preza por uma pesquisa assídua e uma escrita clara.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Conheça 10 cursos de finanças gratuitos para aprender a investir

ID Jovem: guia completo 2022

Vale a pena parcelar compras no cartão com inflação em alta?

Copa do mundo 2022: quanto custa completar o álbum?

SOS Nu: saiba como proteger sua conta digital Nubank

Saiba como cobrar um amigo sem perder a amizade

Saiba como bloquear o cartão Bolsa Família

Como enviar e receber dinheiro do exterior pelo PicPay?