Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que é spread no mercado financeiro e bancário?

Por Thais SouzaPublicado em

Se você está pensando em começar a investir em Renda Variável no mercado financeiro ou deseja adquirir crédito com os bancos, saiba que conhecer e entender o spread é fundamental. Por isso, neste artigo vamos explicar todos os detalhes para você. 

O que é spread

O spread serve para indicar a diferença entre o preço de compra e o de venda de algum serviço financeiro, como por exemplo, uma ação ou título de crédito. É ele quem vai definir o lucro bruto em uma transação.

Ele é importante tanto para o mercado financeiro, ou seja, nos investimentos, como também no sistema bancário. Portanto, existem dois principais tipos de spread

Spread no mercado financeiro 

No mercado financeiro, o spread é a diferença entre o preço de compra e venda de uma ação. Por exemplo: se uma ação na bolsa de valores tem seu preço de venda mais baixo definido em R$ 20 e o preço de compra é de R$ 18, o spread será de R$ 2.

Ou seja, seu objetivo é calcular a possível taxa de retorno nas operações de compra e venda de ações por parte dos investidores. O preço de venda mais baixo é conhecido como "ask", e o preço de compra mais alto é conhecido como "bid."

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Spread bancário 

No spread bancário funciona da mesma forma. Ele nada mais é do que a diferença entre os juros que os bancos pagam quando você investe seu dinheiro e os juros que cobram quando você faz um empréstimo.

Ou seja, os bancos vendem investimentos e, com isso, captam dinheiro pagando uma determinada porcentagem de juros para o investidor. Depois, o banco faz empréstimos com esse dinheiro cobrando juros bem mais altos.

Por exemplo: se um banco paga 6% de juros ao ano para o investidor e empresta esse dinheiro a 26%, seu spread é de 20%.

Os bancos levam vários aspectos em consideração antes de definir o spread, como: riscos da operação, taxas de inadimplência, tributação e os demais custos relacionados, além da expectativa de lucro.

Descomplicamos? 

E então, deu para entender melhor sobre o spread no mercado financeiro e bancário? Deixe seu comentário caso tenha restado alguma dúvida. Até a próxima! 

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Conheça 5 aplicativos que enviam dinheiro para o exterior

Quais mudanças o Open Banking traz para a nossa vida financeira?

BRL: entenda o que essa sigla significa na sua fatura do cartão

Corte 17 despesas mensais que podem se transformar em renda extra

Aplicativos para aumentar score de crédito: verdade ou mito?

Tag Itaú de passe livre em pedágios e estacionamentos: conheça e veja como solicitar

Pagar passagem de ônibus com cartão de débito ou crédito: veja como

Prêmio de 1,5 milhão do BBB: saiba quanto rende na poupança e em outros investimentos