Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que é um fundo de previdência?

Por Thais SouzaPublicado em

Se você busca se aposentar com mais tranquilidade, o fundo previdenciário pode ser uma ótima opção. Para investir nele é importante que você comece o quanto antes. Mas, primeiro é preciso entender melhor sobre o que é um fundo de previdência e como ele funciona.

O que é um fundo previdenciário?

O fundo de previdência privada é um investimento para a sua aposentadoria, ou seja, você pode acumular recursos para viver com mais tranquilidade no futuro, tendo direito à aposentadoria pública e privada.

Ou seja, com a ajuda dos juros compostos (juros rendendo sobre juros), o valor investido cresce e, quando chegar a hora de se aposentar, você pode optar por receber um salário mensal ou sacar o dinheiro todo de uma só vez e usá-lo como quiser.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Como funciona o plano de previdência privada?

Ao investir em um fundo de previdência, você passará por duas fases: a acumulação e o usufruto.

  • Fase de acumulação: nesta fase, você aporta recursos a fim de adquirir o seu patrimônio, e quanto mais investir, mais retornos terá no futuro;
  • Fase de usufruto: nesta fase, você irá usufruir de todos os recursos acumulados ao longo da vida.

Tipos de previdência privada

Investir é um grande momento na vida de um indivíduo, por isso, é importante saber qual a melhor opção para você.

No Brasil, existem dois tipos de fundos de investimentos: o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). Vamos conhecer melhor sobre cada um deles?

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

O PGBL é mais indicado para quem faz a declaração completa do Imposto de Renda (IR), pois é possível abater até 12% da renda bruta anual no momento da declaração, e o que ultrapassar isso não é dedutível.

Por exemplo, se a sua renda anual é de R$ 100 mil, você poderá abater 12% desse valor, dessa forma o IR irá incidir sobre o valor de R$ 88 mil, ou seja, o PGBL não é recomendado para quem deseja aplicar mais de 12% da sua renda bruta anual.

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL)

O VGBL é mais indicado para aqueles que fazem a declaração do Imposto de Renda na forma simplificada ou para quem não declara. Nesta modalidade, o IR incidirá sobre o rendimento e não sobre o valor total, como no PGBL.

Diferenças entre Tabela Regressiva e Progressiva

Tabela Regressiva

Nesse tipo de tabela, a alíquota do IR vai diminuindo com o tempo, ou seja, quanto mais tempo você fica com o seu dinheiro investido, menor será a alíquota a ser paga.

Veja a seguir a relação entre o tempo de contribuição e a alíquota:

  • Até 2 anos: 35%
  • De 2 a 4 anos: 30%
  • De 4 a 6 anos: 25%
  • De 6 a 8 anos: 20%
  • De 8 a 10 anos: 15%
  • Acima de 10 anos: 10%

Portanto, a tributação regressiva é ideal para quem tem um plano a longo prazo e irá resgatar o dinheiro após 10 anos ou mais.

Tabela Progressiva

Na Tabela Progressiva, o que determina a alíquota do plano de previdência é o valor a ser resgatado. Por isso, ela é indicada para quem tem objetivos de curto a médio prazo.

 
Base de cálculo anual em R$ Base de cálculo mensal em R$ Alíquota %
Até R$ 22.847,76 Até R$ 1.903,98 Isento
De R$ 22.847,88 até R$ 33.919,80 De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 7,5%
De R$ 33.919,92 até R$ 45.012,60 De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 15%
De R$ 45.012,72 até R$ 55.976,16 De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 22%
Acima de R$ 55.976,16 Acima de R$ 4.664,68 27,5 %

A dica é que você faça um planejamento para saber quais são os seus objetivos com a previdência privada, e só depois escolher o melhor plano para garantir um futuro com tranquilidade.

Descomplicamos?

Ficou com alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários que entraremos em contato com você para esclarecê-las.

Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Thais Souza

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, se identifica com conteúdos relacionados a investimentos e empréstimos e acredita que esse tipo de conhecimento pode mudar a vida das pessoas. Busca impactar a vida dos usuários que buscam resolver um problema ou conhecer melhor um produto ou serviço financeiro.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

PicPay: como fazer cobranças pelo aplicativo?

Caixa abre 10 mil vagas de emprego para concursados, estagiários e aprendizes

Open Banking ou Open Finance: o que você precisa saber sobre esses sistemas

Não consegue guardar dinheiro? Conheça a “poupança por assinatura”

Golpe da revisão do INSS: veja como se proteger

Quer mudar de carreira? Confira essas dicas para trocar de profissão

Next: veja como contribuir com causas sociais ao pagar com seu cartão

Pinterest como ferramenta de negócios: guia completo