Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que são dividendos? Guia completo

Camila SilveiraPublicado em

Pessoas que investem em ações contam com a possibilidade de ganhar muito dinheiro a longo prazo, ainda mais quando o investimento paga bons dividendos. Mas, afinal, você sabe o que são dividendos? Continue a leitura para esclarecer suas dúvidas e veja como é possível obter lucros com eles no longo prazo.

Você encontra nesse artigo:

Saiba o que são dividendos

Os dividendos representam uma pequena parte do lucro de uma determinada empresa, distribuída aos acionistas como forma de remuneração.

Tal distribuição ocorre através dos dividendos em grandes empresas de capital aberto, como todas da Bolsa de Valores (B3). Sendo assim, esse termo está totalmente ligado ao mercado de ações.

A divisão desse bolo acontece de acordo com a quantidade de papéis que você possui, portanto, quanto mais ações você tiver, maior o seu pedaço de bolo será.

Como os dividendos são pago pelas empresas

Para uma empresa pagar dividendos, ela deve, primeiramente, conseguir aprovação do seu Conselho Administrativo, órgão interno que supervisiona as atividades da companhia.

Neste lugar, seus membros se reúnem e decidem a respeito da proposta, verificando se há lucro suficiente para distribuir uma parte aos acionistas.

Em seguida, a empresa deve protocolar a decisão na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), vinculada ao Banco Central. O intuito é informar publicamente a decisão de distribuir os dividendos, os valores e as datas que isso vai acontecer.

Após realizar todos os passos necessários, a empresa deverá realizar o pagamento nas contas dos acionistas.

Vantagens de investir em dividendos

Mesmo que seja no longo prazo, o mercado de ações tende a se valorizar constantemente, trazendo potenciais ganhos para quem investe de maneira adequada.

Ao realizar aplicações financeiras em empresas que pagam bons dividendos, o investidor estará apostando em uma estratégia duplamente vencedora, pois ele terá a possibilidade de lucrar com o valor recebido em dividendos.

Outra vantagem desse investimento é que os dividendos representam uma remuneração ao acionista totalmente isenta de Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF). Isso porque a empresa realiza a dedução do IR antes de distribuir os lucros aos detentores dos papéis.

Sendo assim, os valores recebidos pelo investidor, nesse caso, são líquidos e podem ser usados sem nenhum tipo de dedução fiscal.

O que são Planos de Reinvestimento dos Dividendos?

Os acionistas também podem aderir aos Planos de Reinvestimentos dos Dividendos disponibilizados por algumas empresas que autorizam o reinvestimento automático dos dividendos recebidos na compra de ações.

Recomendados por grandes investidores, como Luiz Barsi, por exemplo, os planos de reinvestimento são uma boa maneira de fazer o seu patrimônio crescer.

Por mais que o investidor não faça essa adesão automática, é possível usar esse dinheiro para investir em outras ações. A ideia é sempre ir aplicando mais dinheiro em ativos para vê-lo render.

Como investir em uma boa carteira de dividendos?

É importante ressaltar que não existe uma receita pronta de como investir em uma boa carteira de dividendos, porém, é possível tomar algumas decisões que podem ajudar nesse processo.

O primeiro passo é abrir uma conta no banco BTG Pactual digital e, com isso, acessar o mercado de ações por meio de sua plataforma de investimentos.

No momento de escolher as ações, é necessário saber operar no mercado e verificar se esse tipo de aplicação está de acordo com o seu perfil de investidor e objetivos. Ao investir em ações é fundamental ter uma visão de longo prazo e não aderir às tendências imediatistas de mercado.

Além disso, ao escolher as empresas boas pagadoras de dividendos, também é essencial checar seu dividend yield. No decorrer do artigo, vamos explicar mais detalhes sobre esse termo.

Conheça os tipos de dividendos

Como os dividendos são bastante comuns no mercado de ações do Brasil, existem alguns tipos especiais de pagamentos aos acionistas. Confira:

  • Bonificação: quando é realizado um pagamento extra na forma de ações para o acionista, de acordo com a quantidade de ações que o investidor já possui;
  • Dividendo especial extraordinário: geralmente é pago por conta de motivos inesperados, como um aumento de caixa da empresa, por exemplo;
  • Juros sobre capital próprio: remuneração semelhante ao dividendo comum pago ao investidor, com algumas alterações na contabilidade da empresa e sem a isenção de impostos.

Aprenda como calcular dividendos

Para fazer o cálculo dos dividendos pagos por ação e entender se a empresa é uma boa pagadora de seus rendimentos, existe um múltiplo conhecido por dividend yield: cálculo composto da divisão do valor da ação da companhia sobre a quantidade de dividendos pagos por ela em um determinado período.

Para que você entenda melhor, imagine um exemplo em que as ações de uma organização valem R$ 100 e, naquele ano, ela distribuiu aos seus acionistas R$ 7 por ação em dividendo. Na prática, quem tiver 100 ações desta empresa terá recebido R$ 700 e o dividend yield será de 7%. Deu para compreender?

Datas importantes para investir em dividendos

Você sabia que no momento de investir em ações existem algumas datas que são especiais? Veja quais são!

Anúncio

A data de anúncio é quando uma empresa notifica o mercado que fará o pagamento de dividendos. Nesse dia, é avisado o valor da remuneração que será paga para cada acionistas e, também, a data em que isso acontecerá.

Pagamento

A data do pagamento é o momento em que os dividendos são efetivamente pagos ao investidor. Para entender melhor, imagine que uma determinada empresa anuncia no dia 20 de janeiro que pagará R$ 1 por ação em dividendos para seus acionistas e que esse pagamento acontecerá no dia 10 de fevereiro.

Impostos para aplicar em dividendos

Como os dividendos oferecem rendimentos isentos de tributação de Imposto de Renda, aplicar em boas pagadoras desse tipo de remuneração é bastante vantajoso!

Embora tudo pareça ser mil maravilhas, saiba que os custos fiscais, nesse caso, ficam mais sobre o investimento em ações, que são taxados para Pessoas Físicas e para vendas no mercado à vista que excederem R$ 20 mil por mês. A cobrança é de 15% sobre o lucro do investidor, descontadas taxas e corretagem.

As operações de Day Trade, por sua vez, são taxadas em 20% sobre o lucro, sendo que o Imposto de Renda é calculado de maneira mensal e o seu pagamento deve ser feito, no máximo, até o último dia útil do mês.

Perguntas frequentes sobre dividendos

O que são dividendos?

Os dividendos representam uma pequena parte do lucro de uma determinada empresa, distribuída aos acionistas como forma de remuneração.

O que é investir em dividendos?

Investir em dividendos é o mesmo que comprar ações de empresas da Bolsa de Valores (B3). Como todas as empresas da B3 precisam dividir, no mínimo, 25% dos seus lucros com os acionistas detentores de seus papéis, o dividendo pode ser considerado como parte de um grande bolo que uma empresa produz.

Quais são os melhores dividendos?

De acordo com a tabela do Ibovespa de 2020, os cinco melhores dividendos são da Taesa (TAEE11), BB Seguridade (BBSE3), Telefônica Brasil (VIVT3), Cyrela (CYRE3) e Santander (SANB11).

Descomplicamos?

Esperamos ter ajudado você com esse conteúdo. Em caso de dúvidas ou sugestões, deixe o seu comentário para nós e até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Aneel aciona bandeira vermelha em patamar 2 e impacta economia brasileira

Organizze: veja o passo a passo de como usar o aplicativo para controlar suas finanças

A melhor forma de utilizar o dinheiro da restituição do IR 2021

Cashback: guia completo

Dia dos namorados: como economizar?

5 dicas para você cuidar do seu dinheiro e gastar sem culpa

5 contas digitais gratuitas que oferecem empréstimo

Dia dos Namorados: planejamento financeiro em conjunto