Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

O que são investimentos alternativos e quais as vantagens na diversificação do seu portfólio?

Por BloxsPublicado em

Você sabe o que são investimentos alternativos? Quando se fala em investimentos, geralmente o que vem à cabeça da maioria das pessoas são títulos de renda fixa, LCA ou LCI, CDB, Tesouro Direto ou ações.

Mas é importante saber que existem outros tipos de investimentos que são uma opção para diversificar a carteira e ter um melhor potencial de ganhos e estabilidade.

Os investimentos alternativos são ativos lastreados na economia real, por isso, também são chamados de ativos reais. Esses ativos recebem esse nome porque não são encontrados em bancos ou corretoras. O principal motivo é que esse tipo de investimento está relacionado a projetos reais e não a papéis negociados na bolsa de valores, por exemplo.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Por meio dos investimentos alternativos, é possível financiar ou se tornar sócio de empreendimentos nas mais diversas áreas, como é o caso do setor comercial, mercado imobiliário, agronegócio, geração de energia distribuída e ativos judiciais.

Neste artigo você vai entender melhor o que são os investimentos alternativos, seus tipos e quais as principais vantagens e como diversificar o seu portfólio com esse tipo de investimento.

O que são investimentos alternativos?

Como o próprio nome diz, os investimentos alternativos são aqueles que não se encaixam nos padrões do mercado tradicional. Trata-se de uma classe de ativos diretamente ligados à economia real, e que pode ser utilizado como estratégia para reduzir o risco geral de uma carteira de investimentos.

Por meio dos investimentos alternativos, os investidores podem financiar ou se tornar sócios de projetos específicos, como uma usina de geração de energia solar ou um edifício residencial, entre muitas outras possibilidades.

Os ativos judiciais também são considerados investimentos alternativos. Quando uma pessoa ganha um processo na justiça contra uma empresa pública ou privada, por exemplo, podem negociar os recebíveis no mercado através de autorizadas pela CVM, como a Bloxs.

Quais são os tipos de investimentos alternativos?

São muitos os tipos de investimentos alternativos, mas podemos destacar:

  • Venture Capital;
  • Fundos de Hedge;
  • Private Equity;
  • Debêntures;
  • Infraestrutura;
  • Distressed assets;
  • Crowdfunding ou financiamento coletivo;
  • Special Situations.

Quais as principais diferenças entre os investimentos alternativos e os tradicionais?

Já citamos no início deste artigo que os investimentos alternativos são aqueles que não se enquadram nos modelos tradicionais. Mas esta não é a única diferença dessa modalidade para os investimentos tradicionais. Confira a seguir as principais:

Características dos investimentos tradicionais

Os investimentos considerados tradicionais são aqueles ofertados por bancos e corretores, possuem caráter financeiro, e por isso estão sujeitos às condições de cada mercado.

Existem os investimentos tradicionais de renda fixa, como os CDBs, títulos do tesouro, LCIs/LCAs e outros; e os investimentos de renda variável, que englobam de ações a outros valores mobiliários, em geral negociados em bolsa, a exemplo de contratos de câmbio e fundos imobiliários. As principais características do investimento tradicional envolve uma variação da rentabilidade, do risco e da liquidez.

Características dos investimentos alternativos

Por outro lado, os investimentos alternativos são caracterizados pela alta rentabilidade e risco controlado, visto que possuem cláusulas contratuais bem definidas e estabelecidas nos contratos de cada projeto.

Entretanto, os ativos alternativos, na maioria das vezes, são ideais para o longo prazo. Portanto, não é possível transformar os recursos investidos em caixa de maneira rápida.

Essa é uma modalidade direcionada para aqueles que desejam diversificar a carteira, mas não uma opção para aplicação dos recursos em um fundo de reserva.

Outro aspecto importante dos investimentos alternativos são a alta rentabilidade e a menor volatilidade, pois não tem nenhuma relação com o mercado de ações. Dessa forma, essa modalidade de investimento começou a atrair aqueles investidores que buscam proteger o seu capital das oscilações da bolsa de valores.

Os investimentos alternativos são regulados?

Os investimentos alternativos possuem regulação por meio da instrução normativa 588 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), órgão que fiscaliza e disciplina as ofertas públicas no Brasil.

Essa instrução normativa determina que apenas as plataformas autorizadas pelo órgão, como a Bloxs, possam oferecer investimentos alternativos ao mercado.

O documento permite que empresas com receita anual de até R$ 10 milhões realizem oferta por meio de crowdfunding, com dispensa automática de registro da oferta e do emissor do órgão responsável.

A Bloxs, por exemplo, é uma plataforma de investimentos alternativos autorizada pela CVM nos termos do Ato Declaratório 16.489, de 19 de julho de 2018, portanto aderente à legislação que rege os investimentos alternativos.

Quais os benefícios dos investimentos alternativos?

Os investimentos alternativos possuem presença garantida nas carteiras de grandes investidores. Alguns exemplos são os fundos de investimento, grandes fortunas e as family offices.

O principal motivo desses investidores manterem em seus portfólios participações em empresas promissoras e itens de alto valor é aumentar a rentabilidade e se proteger contra as oscilações do mercado.

Apesar da baixa liquidez, essa modalidade de investimentos oferece uma alta rentabilidade a longo prazo e risco controlado, sendo ideais para os investidores que querem evitar os riscos da alta volatilidade do mercado financeiro. Por conta disso, diversificar o portfólio é uma ótima estratégia.

Como diversificar o portfólio com investimentos alternativos?

Os investidores que querem diversificar o portfólio por meio de investimentos alternativos devem buscar as plataformas autorizadas pela CVM. A Bloxs é uma dessas plataformas, e disponibiliza para os investidores um portfólio exclusivo de projetos com rentabilidades que podem passar dos 20% ao ano.

Além de não ter correlação com o mercado financeiro, as ofertas da Bloxs são cuidadosamente analisadas por um time de especialistas em um mercado fiscalizado e regulado pela CVM.

Recentemente, a fintech foi eleita pelo site britânico Daily Finance uma das 100 melhores startups brasileiras.

Conclusão

É possível concluir que os investimentos alternativos são uma estratégia inteligente para os investidores que buscam diversificar a sua carteira para construir ou aumentar o seu patrimônio a partir de projetos promissores e maximizar seus ganhos.

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Bloxs

Somos uma fintech, cuja missão é fornecer acesso fácil a investimentos alternativos de alta qualidade, antes restrito a investidores institucionais, family offices e clientes ultra high. Tudo isso, 100% online e com a segurança de um mercado regulado e autorizado pela CVM, de acordo com a instrução 588.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

5 livros sobre investimentos que você precisa conhecer

Rentabilidade fora da bolsa: 5 investimentos alternativos mais promissores de 2021

Plataforma íon promete revolucionar a experiência de investir

Open banking: o que muda para o investidor?

Qual a diferença entre a conta rendeira e o CDB PagBank?

Previdência privada: PGBL ou VGBL? Entenda qual o plano ideal para você

Baixa renda e preconceito: entenda porque o brasileiro prefere investir na poupança

Ativos reais: o que são e quais os riscos?