Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Os 3 principais relatórios financeiros para o seu negócio

Por CeleroPublicado em

Um dos elementos mais importantes da gestão financeira é a análise de dados.

Sem ela, a gestão fica incompleta: não é possível encontrar as falhas, identificar custos desnecessários e muito menos traçar planos de otimização para o setor financeiro.

Esses dados são expressos em relatórios financeiros, que são documentos feitos com o objetivo de expôr de forma clara e transparente os resultados que a empresa está atingindo.

Todos esses registros de informação sobre as finanças são fundamentais para melhorar o desempenho e entender a situação do seu negócio. Mas existem alguns relatórios que são essenciais e que definitivamente não podem faltar dentro da sua empresa.

Confira agora os 3 principais relatórios da gestão financeira empresarial:

Homem desconfiado com a mão no queixo
Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!
Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

1. Demonstração do Resultado do Exercício

O DRE é um documento — normalmente feito pelo contador da empresa — cuja principal função é apresentar o lucro líquido ou o prejuízo de uma empresa. Nele constam a receita bruta, a receita líquida, o lucro bruto e os gastos da empresa, descontando o custo do produto ou serviço vendido — tudo isso, claro, dentro de um período definido de tempo.

Sua emissão anual é obrigatória por lei, mas é comum que muitas empresas o analisem com mais frequência — afinal, suas informações são muito relevantes para compreender o desempenho do negócio.

2. Demonstração do Fluxo de Caixa

Todas as empresas precisam analisar o fluxo de caixa — ele é usado para entender quanto dinheiro está disponível para qualquer tipo de gasto, incluindo algum investimento no negócio.

Os dados do fluxo de caixa são representados no DFC, e o seu acompanhamento deve ser frequente — pelo menos mensal, mas idealmente semanal e até diário.

Com esses números sempre atualizados, qualquer decisão pode ser tomada muito mais rapidamente.

3. Contas a pagar e a receber

O relatório de contas a pagar e a receber é o último dos que vamos listar hoje.

Não existe relatório mais simples de fazer do que esse: basta registrar as contas previstas, classificando o dinheiro como entrada ou saída em um período definido de tempo.

Ele é basicamente um acompanhamento dos seus recebimentos ou gastos futuros, ajudando a prever o seu saldo e obter mais seguranças nas suas decisões.

Conclusão

Existem dezenas de outros relatórios que você pode usar dentro do seu negócio — e muitos deles talvez sejam até mais importantes no seu caso. Analise sempre quais são as suas metas, quais os meios para atingi-las e quais as métricas necessárias para medir os seus resultados.

Você vai se deparar com esses três relatórios em algum momento — mas vai também descobrir muitos outros.

O importante, independente de qual relatório financeiro você achar melhor pro seu negócio, é se guiar e saber se as suas decisões estão sendo realmente eficientes!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Chargeback: como evitá-lo com um sistema de gestão de pagamentos

MEI pode ter sócio na empresa? Descubra agora

O que é e como fazer uma Pipeline de Vendas

E-commerce: como se prevenir contra fraudes?

Pagar DAS MEI: valores, como emitir, formas de pagamento e mais!

Como parcelar MEI atrasado?

Verificação de dados nos dias atuais

Segurança e confiança nos e-commerces