Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Os 5 principais erros na gestão financeira empresarial

Por CeleroPublicado em

O amadorismo é a principal causa de falências no mercado brasileiro das pequenas e médias empresas.

O IBGE aponta que 8 em cada 10 empresas que abrem hoje fecham antes de completarem 1 ano de atividade. E o principal motivo é esse: falta de profissionalismo na gestão financeira.

Alguns erros são muito comuns na gestão financeira — tão comuns que, de forma geral, nem são tratados como erros. Você com certeza já escutou algum empresário dizer que "minhas contas são simples, meu negócio não é muito grande, não preciso de todas essas tarefas financeiras".

É verdade, nem todas as tarefas possíveis em uma gestão financeira são necessárias para pequenas empresas. No entanto, na maioria das vezes esse tipo de afirmação não diz respeito a tarefas tão complexas — e sim ao feijão com arroz, ao que toda empresa deveria se atentar.

Confira, agora, os 5 erros mais comuns na gestão financeira empresarial:

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

1. Não ter metas e objetivos claros e pré-estabelecidos.

A sua empresa precisa ter um propósito e um objetivo. Ela precisa ter um porquê de existir — e, por mais filosófico que isso possa parecer, na realidade tem tudo a ver com os seus resultados mais práticos.

Afinal, se você não tem metas e objetivos em relação ao trabalho da sua empresa, não conseguirá formular os meios para obter resultados com a sua gestão. Para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve: sem metas você não tem nem por onde começar a definir os seus planos de ação.

2. Misturar o CPF com o CNPJ

Esse é um clássico. Muitas vezes por causa da correria do dia a dia, que pede mais agilidade do que organização do microempreendedor. As contas são mais simples, o que pode dar errado?

Acredite: essa é uma das maiores causas de confusão na gestão financeira. A análise do fluxo de caixa fica comprometida e se torna muito mais complexo analisar as contas.

Ter uma rotina organizada torna a sua gestão muito mais ágil no dia a dia!

3. Não cuidar da saúde financeira da empresa

Uma empresa saudável financeiramente está com as contas em dia e um fluxo de caixa bem organizado. Sem grandes imprevistos, é um estado de equilíbrio.

É claro que é importante arriscar se você deseja crescer o seu negócio, mas é ainda mais importante cumprir o básico: garanta que as suas decisões trarão um bom impacto para a sua empresa.

Investir de forma inteligente é investir sabendo que a sua empresa está saudável e que continuará saudável após o risco.

Para manter a saúde financeira da sua empresa você precisará de alguns indicadores para entender como anda o desempenho do seu negócio antes, durante e depois do investimento.

4. Não calcular corretamente o preço de venda

É muito comum ver isso acontecer: o produto é vendido a um determinado preço, são realizadas diversas ofertas com desconto, e, mesmo vendendo bem, o empreendedor percebe que ficou no prejuízo.

Tudo por culpa de um erro muito básico: não definir corretamente o preço de venda.

Sem levar em conta todos os custos é difícil estabelecer um preço justo que cubra esse tipo de gasto. Um custo maior do que o preço de venda é a garantia da falência, a longo prazo.

5. Cuidar da gestão financeira sem as ferramentas adequadas

As ferramentas de gestão financeira mudaram muito ao longo dos séculos. Antigamente os gestores andavam com suas pastas, cadernos e canetas onde anotavam os números de forma manual e muito trabalhosa.

Os tempos mudaram, e surgiram planilhas digitais que auxiliam muito o trabalho de quem cuida da administração — seja um gestor ou o próprio empresário.

Hoje, porém, a tecnologia avançou muito mais: até mesmo as planilhas estão ultrapassadas. A figura do gestor financeiro, hoje, não é mais a de um homem de terno e gravata, necessariamente.

Atualmente você só precisa de um celular e uma plataforma de gestão financeira para controlar totalmente os lançamentos, relatórios, cobranças etc.

Já cometeu algum desses erros? Sempre é tempo de aprender, mudar e crescer!

Cultive bons hábitos financeiros e compartilhe este artigo com outro empreendedor!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos & médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Corretoras de Criptomoeda: Como evitar ciladas? Veja algumas dicas

Descubra como se proteger de cobranças indevidas nas suas contas de telefone

O que é pró-rata e como calculá-lo?

5 dicas para viver com um salário mínimo

5 dicas de como ganhar dinheiro sendo estudante

Cheque: entenda o que é e conheça suas variações

Lei do Superendividamento: saiba como renegociar suas dívidas sem extrapolar seu orçamento

Como se organizar para comprar sua casa própria em 2022