Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Pagar a sua conta de luz com o Pix será possível: saiba mais

Por Camila SilveiraPublicado em

Um acordo realizado entre o Banco Central e a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) vai possibilitar que os cidadãos paguem as suas contas de luz por meio do novo sistema de pagamentos instantâneos brasileiro, Pix. Com esse novo serviço, a liquidação da fatura ocorrerá em segundos, a qualquer dia e momento, inclusive em feriados e finais de semana.

Por representar um sistema de pagamento imediato, o Pix irá agilizar o processo de religamento dos serviços de energia elétrica, no caso de residências e empresas que estiverem com suas contas de luz atrasadas. Hoje em dia, este restabelecimento demora dias devido às características do meio de pagamento usado para quitação de faturas.

Esta parceria entre o Banco Central e a ANEEL também facilitará as atividades das distribuidoras de energia elétrica. Como o Pix é mais ágil e barato, essas empresas receberão mais rapidamente pelas prestações de serviços.

Imperdível
Sua chance de ter um cartão de crédito sem anuidade78.477 pessoas já pediram
Ver cartão
Encerra em 16:20

Para que esse modelo de pagamento esteja adequado para fins de emissão de nota fiscal de energia elétrica e chegue em todas empresas prestadoras de serviço com bastante eficácia, a ANEEL fará a interlocução com as distribuidoras e com o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

A inclusão da conta de luz aumentará a lista de serviços públicos envolvidos no novo sistema de pagamentos Pix. 

Sobre o Pix

O sistema de pagamentos do Banco Central permitirá transferências imediatas entre contas correntes com o uso do QR Code e está previsto para começar a funcionar em novembro de 2020. Todos os bancos (digitais ou não) com mais de 500 mil contas ativas precisarão se adequar até a data para oferecer o serviço.

Sua principal vantagem é a rapidez e disponibilidade, já que hoje existem certas limitações de dias e horários para transferir valores via TED e DOC e para realizar pagamentos de contas. O Pix permitirá que todas estas transações sejam feitas a qualquer horário e dia, de acordo com as necessidades do cliente.

Descomplicamos?

Ajudamos você a entender mais sobre este assunto? Qualquer dúvida, deixe um comentário para nós que responderemos assim que possível. Até a próxima!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

Pix: como usar o sistema?

Cadastro da chave Pix não é obrigatório

Itaú afirma que Pix está substituindo TED e outras transações: entenda

Pix: função soma R$ 1 tri em transações e responde por metade das transferências

Pix: qual o limite diário de transações?

iFood agora aceita Pixcomo forma de pagamento

Pix Cobrança: entenda como funciona o novo serviço do BC

BC vai liberar estorno de dinheiro pelo Pix em caso de fraudes ou falhas