Ir para o conteúdo principal
Foregon.comConteúdos
Acesse sua conta

Pequenas lojas: como se manter durante a pandemia?

Por Camila SilveiraPublicado em

Já não é segredo para ninguém que o coronavírus desencadeou uma crise econômica e, como resultado, trouxe enormes prejuízos para diversas empresas. Com o propósito de auxiliar as pequenas lojas a passarem por cima de todos esses problemas, o Sebrae desenvolveu cinco soluções que podem ser ideais para o seu negócio, nesse momento.

É sempre importante lembrar que nesse período de crise todo mundo precisa se adaptar ao "novo normal". Portanto, se você é dono de algum estabelecimento, entenda que não está sozinho nessa. Todos nós estamos juntos para superar esse desafio!

Pequenas lojas: como se manter durante a pandemia?

1. Use e abuse das redes sociais

Em razão do isolamento social, é extremamente necessário criar novas maneiras para chegar até os seus clientes. Sendo assim, considere válido usar as ferramentas digitais para divulgar os seus produtos e serviços e invista muito no relacionamento com os consumidores, mesmo que de longe!

Elabore estratégias para as suas redes sociais, como o Facebook e Instagram e mantenha contato com os seus clientes. Essa é uma das principais medidas que uma empresa precisa tomar para permanecer viva dentro da memória dos clientes e, como resultado, se manter durante a pandemia.

2. Crie uma plataforma de vendas online

Possuir uma plataforma de vendas online é ideal para expandir novos horizontes e as formas de ganhar dinheiro. Até porque muitos estabelecimentos contam com esse tipo de estratégia e acabam se sobressaindo em relação às demais empresa.

Homem desconfiado com a mão no queixo

Com o seu score calculado, você descobre o produto financeiro ideal para você!

Calcule o seu score de forma gratuita, rápida e segura e tenha acesso a centenas de cartões de crédito e outros produtos financeiros.
+ 1.267.543 milhões de pessoas já consultaram

Ao criar uma conta você aceita nossos termos de uso política de privacidade. Aceita também receber notificações por e-mail e SMS, que podem ser canceladas quando quiser.

Portanto, considere necessário criar uma loja virtual para uma melhor divulgação dos seus produtos e não se esqueça de determinar o seu público-alvo. Dessa forma, torna-se possível elaborar melhores estratégias e entender que tipo de linguagem você pode adotar para conversar com os seus clientes.

3. Utilize os serviços de delivery

Durante essa pandemia, os serviços de delivery não estão limitados apenas para setores de alimentação. Você pode utilizar essa estratégia ao seu favor e entregar os produtos que você tem em seu estoque, como: roupas, maquiagens, acessórios, entre outros exemplos. Pode ser bem melhor pagar as taxas cobradas pelos Apps do que não vender nada, concorda?

4. Avalie todas as suas despesas 

É claro que esse tópico não podia ficar de fora. Conhecer profundamente todas as despesas da sua empresa e ser capaz de avaliar quais são aqueles imprescindíveis para manter o negócio em funcionamento é indispensável. Portanto, priorize os seus gastos que são realmente fundamentais e, se necessário, reduza ou corte os demais.

5. Negocie com os seus fornecedores

Por último, mas não menos importante, procure negociar com os seus fornecedores um melhor prazo para cumprir seus compromissos. Esse acordo pode ser a solução que você está precisando, para manter todas aquelas contas que não podem ser adiadas

Descomplicamos?

Esperamos ter descomplicado. Qualquer dúvida sobre como se manter durante a pandemia, basta deixar um comentário que ajudaremos você. Até breve!

Gostou? Deixe seu curtir
Compartilhe
Camila Silveira

Redatora e Especialista em Produtos e Serviços Financeiros na Foregon, adora descomplicar os cartões de crédito, empréstimos, financiamentos, seguros, contas digitais, entre outros. Boa parte do seu trabalho é acompanhar a movimentação dos bancos e instituições financeiras para trazer as principais notícias do mercado.

Ver todos os posts

Deixe seu comentário

Leia também

14º salário: entenda como funciona e quem tem direito ao benefício

Auxílio Brasil: como saber se você tem direito ao benefício?

Tudo o que já se sabe sobre o Auxílio Brasil

Auxílio Emergencial: 627 mil pessoas são notificadas para devolver o benefício

Auxílio Emergencial: pagamento liberado para nascidos em abril

Auxílio Emergencial: 650 mil pessoas terão de devolver o benefício

Confira o calendário das novas parcelas do Auxílio Emergencial até outubro

Auxílio Emergencial: saque liberado para trabalhadores nascidos em outubro